Cientistas traduzem gestos de comunicação de chimpanzés

William Warby / Flickr

-

Um grupo de cientistas afirma ter traduzido o significado de gestos que os chimpanzés selvagens usam para comunicar entre si.

Segundo a investigação, os animais usam um conjunto de 66 gestos para transmitir 19 mensagens específicas. A descoberta foi feita acompanhando e filmando comunidades de chimpanzés no Uganda, e depois de analisar mais de 5 mil casos dessas interacções.

A cientista Catherine Hobaiter, que liderou a investigação, afirma que esta é a única forma de comunicação intencional a ser registada no reino animal.

Apenas os seres humanos e os chimpanzés, segundo a investigadora, têm um sistema de comunicação em que deliberadamente enviam uma mensagem para outro indivíduo.

“Isso é o que é tão surpreendente nos gestos dos chimpanzés”, disse à BBC. “Estes gestos são a única coisa que se parece com a linguagem humana”.

A pesquisa foi publicada na revista Current Biology.

Grito ou sinal?

Embora uma pesquisa anterior tenha revelado que os macacos conseguem compreender informações complexas a partir da chamada de outro animal, os mesmos não parecem usar as vozes

intencionalmente para comunicar mensagens.

Esta foi uma diferença crucial entre as chamadas e os gestos, disse a investigadora.

“É quase como se pegasse numa chávena de café quente e gritasse”, disse.

“Disso, eu posso entender que o café está quente, mas não necessariamente que você tinha a intenção de me comunicar isso.”

Sinais subtis

Alguns dos gestos dos chimpanzés, dizem os investigadores, são inequívocos, utilizados de forma consistente para transmitir um significado.

Por exemplo, quando um chimpanzé muito obviamente dá pequenas mordidas em folhas de árvore, significa exclusivamente o desejo de provocar atenção sexual.

Outros sinais, porém, parecem ser ambíguos. Uma pegada, por exemplo, é usada para: “pára com isso”, “sobe para cima de mim” e “afasta-te”.

Embora diversos gestos sejam muito subtis, algumas das imagens captadas pelos cientistas mostram muito claramente o que os chimpanzés querem transmitir.

Num vídeo, uma mãe apresenta o seu pé aos seus filhos choramingando, indicando: “Sobe para cima de mim”. O mais jovem salta imediatamente para as costas da sua mãe e eles caminham juntos.

“A grande mensagem do (estudo) é que há outra espécie em que a comunicação tem significado, não sendo exclusiva para os seres humanos“, disse a cientista.

“Eu não acho que estamos tão afastados como talvez gostamos de pensar. Mas, também, os chimpanzés são mais próximos de nós do que o resto dos grandes macacos, por isso faz sentido que nós sejamos incrivelmente semelhantes a eles de muitas formas”, disse.

A bióloga evolucionista Susanne Shultz, da Universidade de Manchester, afirmou que o estudo é louvável na tentativa de preencher as lacunas do nosso conhecimento sobre a evolução da linguagem humana. Contudo, acrescenta que os resultados foram “um pouco decepcionantes”.

“A imprecisão dos significados dos gestos sugere ou que os chimpanzés têm pouco para comunicar entre si, ou que ainda nos faltam muitas das informações contidas nos seus gestos e acções”, afirmou.

“Além disso, os significados parecem não ir além do que outros animais menos sofisticados transmitem com a comunicação não-verbal. Dessa forma, parece que o abismo permanece”.

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Contas públicas agravam-se face a 2020. Receita fiscal volta a crescer

Ministério de João Leão atribui incumprimento à terceira vaga da economia, que significou novas restrições à circulação e nos horários dos estabelecimentos. A receita fiscal e contributiva cresceu, um sinal animador para uma recuperação económica …

Ugarte está a caminho de Alvalade, mas Amorim quer mais três reforços

O Sporting já terá garantido a contratação de Manuel Ugarte, mas Rúben Amorim ainda quer trazer mais um avançado, um extremo e um defesa-central. Depois de várias rondas de negociações, o Sporting finalmente chegou a acordo …

Marcelo começou a receber partidos. "Recuperação socioeconómica" é preocupação comum

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, começou a receber os partidos políticos com assento parlamentar esta segunda-feira. À saída do encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, João Cotrim de Figueiredo disse que levou até …

"Não consigo aceitar": português chora depois de perder nos Jogos Olímpicos

Anri Egutidze ficou claramente desiludido por ter perdido logo no seu primeiro combate no torneio masculino de judo: "Vim para ganhar, mesmo". Anri Egutidze chegou aos Jogos Olímpicos para lutar por uma medalha no judo, categoria …

Jogos Olímpicos: Lucas joga com máscara no rosto

Lucas Saatkamp, uma das figuras da seleção brasileira masculina de voleibol, utiliza máscara de proteção contra a COVID-19 durante os jogos em Tóquio. Quem assistiu ao grande jogo desta segunda-feira, o Brasil-Argentina, no torneio masculino de …

PS responde à letra: "O BE pode continuar a fazer a vista grossa aos avanços" no SNS

O PS rejeitou esta segunda-feira as críticas do BE sobre a fixação de profissionais no Serviço Nacional de Saúde, argumentando que o executivo tem sido "consistente" na valorização destes trabalhadores e apelando ao diálogo para …

Jogos Olímpicos: a "estrela" da casa já foi eliminada

Naomi Osaka não foi além dos oitavos-de-final do torneio feminino de ténis. Markéta Vondroušová foi a protagonista da surpresa. Era a líder do ténis mundial há pouco tempo, é a número 2 da tabela WTA e …

Wayne Rooney: lesionar o seu jogador e rodeado de mulheres

Jason Knight só deverá voltar a jogar no final de outubro, por causa de uma disputa de bola com o seu treinador. O ano 2021, pelo menos para já, não vai ficar na lista dos melhores …

Teoria dos dentes do "quebra-nozes" de Paranthropus desmentida

Um novo estudo vem deitar por terra a teoria do "homem quebra-nozes", que sugeria que o Paranthropus tinha enormes dentes posteriores para mastigar sementes e nozes. O Paranthropus ("Paralelo ao Homem") é um género extinto de …

Novo Banco podia ter ganho 150 milhões a executar empresas de Vieira

O Novo Banco podia ter encaixado 150 milhões de euros ao executar as garantias das empresas de Luís Filipe Vieira, mas teria perdas e riscos significativos. A auditoria pedida pelo Fundo de Resolução chegou esta segunda-feira …