Estamos prontos? Cientistas simularam que um asteroide estava prestes a atingir a Terra

Cientistas simularam, esta semana, que um asteroide estaria prestes a atingir a Terra, para perceber qual o nosso nível de preparação caso uma coisa destas venha mesmo a acontecer.

De acordo com a revista Newsweek, este simulacro está a acontecer na Conferência de Defesa Planetária 2021 em Viena, na Áustria, que começou na segunda-feira e acaba esta sexta e onde estão a participar várias agências espaciais, como a NASA e a ESA.

O exercício está a ser conduzido pelo Centro de Estudos de Objetos Perto da Terra (CNEOS), da agência espacial norte-americana. Ao longo da semana, de forma diária, este centro esteve a partilhar novas informações com os participantes da conferência, à medida que “descobriam” mais coisas sobre o hipotético asteroide.

O início deste cenário começou com a descoberta do “asteroide”, supostamente a 19 de abril, que recebeu o nome fictício 2021 PDC. Utilizando sistemas de monitorização de impacto, os cientistas concordaram que o impacto ocorreria em seis meses, ou seja, em outubro. Estimou-se ainda que o 2021 PDC teria entre 35 e 700 metros de tamanho.

No dia seguinte da conferência, o cenário avançou para maio deste ano. Nesta altura, os cientistas calcularam que o asteroide atingiria de certeza o nosso planeta e cairia em algum lugar entre o continente europeu ou o norte de África.

Já no dia 3, a simulação avançou para junho de 2021. Com recurso a medições de telescópio, os participantes estimaram que o diâmetro do asteroide seria de 160 metros. A sua área de impacto também foi reduzida para uma grande área da Europa central.

No último dia, o tamanho do “asteroide” foi revisto para cerca de 105 metros de diâmetro. Neste cenário imaginário, os cientistas concluíram que cairia na República Checa, perto das fronteiras com a Alemanha e a Áustria, com uma energia de impacto, em média, de cerca de 40 Mt (ou 40 milhões de toneladas de TNT). Isto seria o equivalente a uma grande bomba nuclear, o suficiente para causar danos numa região de cerca de 150 quilómetros.

Os especialistas ainda começaram a pensar em formas de mitigar o problema como, por exemplo, lançar um dispositivo explosivo nuclear contra o 2021 PDC, mas chegaram à conclusão que o tempo para agir já era muito escasso.

“Cada vez que participamos num exercício desta natureza, aprendemos mais sobre quem são os atores chave num desastre como este, e quem necessita de saber que tipo de informação e quando”, disse, em comunicado, Lindley Johnson, oficial de defesa planetária da NASA.

“Estes exercícios ajudam a comunidade de defesa planetária a comunicar-se entre si e com os Governos para garantir que todos estaremos coordenados caso uma ameaça deste género seja identificada no futuro”, acrescentou.

Tal como recorda a publicação norte-americana, este tipo de exercícios também pretende dar impulso ao Teste de Redirecionamento de Asteroide Duplo (DART), missão programada para o fim de 2021 ou início de 2022.

A ideia é enviar uma sonda espacial para o asteróide duplo Didymos, com o objetivo de atingir o mais pequeno, de 150 metros de diâmetro, de forma a desviá-lo do seu curso atual.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …