Cientistas norte-americanos desenvolvem opiáceos que não podem ser “desfeitos”

Preocupados com o aumento do vício em opiáceos e as mortes por overdose nos Estados Unidos, um grupo de cientistas está a desenvolver comprimidos que são impossíveis de desfazer, para que o medicamento não possa ser inalado, injetado ou misturado.

O professor Hossein Omidian, que comanda a investigação na faculdade de Farmácia da Universidade Nova Southeastern (NSU) de Fort Lauderdale, revelou que o segredo está no uso de polímeros que evitam a libertação dos compostos ativos do medicamento para usos indevidos.

“Devido à presença dos polímeros, o ingrediente ativo (fármaco) permanecerá preso se o revestimento for manipulado para inalar ou injetar”, explicou Omidian.

No entanto, o engenheiro químico formado pelo Instituto Politécnico de Teerã, no Irão, disse que a substância ativa será libertada se o comprimido for tomado como é recomendado pelo médico, por via oral.

“A ideia é utilizar esta inovação em fórmulas de opiáceos para minimizar as possibilidades de inalação ou injeção”, explicou Omidian.

Desde 2010, Omidian começou a desenvolver as chamadas “Fórmulas para Dissuadir o Abuso” (ADF) para fazer com que os dependentes desistiam de se injetar ou inalar opiáceos e outros medicamentos.

O especialista disse que esta fórmula pode ser usada em qualquer fármaco receitado ou outro agente ativo que seja suscetível de ser usado de uma maneira incorrecta.

A NSU pretende projetar revestimentos que possam resistir ao esmagamento ou interagir inteligentemente com água e álcool a diferentes temperaturas com o uso de um ou mais polímeros que fazem com que a composição fique mole ou dura e, portanto, não seja possível de “desfazer”.

O professor de Farmácia explicou que o “segredo” são várias tecnologias “que, combinadas, teriam um grande potencial para dissuadir o abuso de medicamentos receitados”.

Segundo o cientista, são “urgentes” as soluções modernas que podem evitar um alto uso de medicamentos receitados, visto que os viciados tendem a manipular medicamentos para acelerar a sua absorção e melhorar o seu efeito.

Em 2016, nos EUA, as mortes por overdose superaram os 33 mil e aumentaram 137% desde 2000. O aumento é de 200% se forem analisadas as overdoses provocadas por opiáceos, de acordo com o Human Rights Watch.

“Esperamos que os fabricantes de opiáceos ou as novas empresas adquiram licenças para usar esta tecnologia nas suas respectivas fórmulas após realizarem breves experiências”, explicou Omidian, sublinhando que as tecnologias de NSU têm “um grande potencial” para impedir o uso dos medicamentos indevidamente.

“As tecnologias que desenvolvemos não são fundamentalmente diferentes, mas suficientemente inovadoras para poder patenteá-las”, adiantou.

O especialista disse que a universidade já apresentou alguns pedidos de patente sobre estas tecnologias.

O governador da Florida, Rick Scott, assinou no dia 11 de julho uma lei que reforça os castigos e cria outros novos para delitos relacionados com as drogas sintéticas e, em maio, declarou emergência pública de saúde para tentar combater esta crise.

Na Florida, pelo menos 8.336 pessoas morreram de overdose entre 2013 a 2015. Em junho, um rapaz de apenas dez anos morreu, em Miami, aparentemente de uma overdose de fentanil, sem que se saibam ainda as circunstâncias da sua exposição a este potente analgésico.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Alunos do ensino profissional vão poder entrar no ensino superior sem exames nacionais

Os estudantes que terminem um curso profissional ou artístico terão melhores condições de acesso ao ensino superior já no próximo ano. O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, anunciou esta quarta-feira que os …

Trump indulta ex-governador que tentou "vender" lugar de Obama no Senado

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, indultou na terça-feira o ex-governador de Illinois Rod Blagojevich, preso por corrupção após ser considerado culpado de tentar "vender" o lugar de Barack Obama no Senado, depois …

"Toca a reunir" no PS para aprovar eutanásia (e 6 médicos admitem que já a praticaram)

O PS está a mobilizar os seus deputados no sentido de garantir que, desta feita, a eutanásia passará no Parlamento. Tudo indica que venha a ser aprovada numa altura em que os médicos estão divididos …

CP está a escapar à multas por falhas nos serviços

A CP - Comboios de Portugal está a escapar às multas por falhas nos serviços, como atrasos e supressões de comboios, porque ainda não entrou em vigor o contrato de serviço público assinado com o …

Alegadas agressões a Taarabt valem processos a Marega e Pepe

A Comissão de Disciplina da FPF abriu processos disciplinares a Moussa Marega e Pepe devido a alegadas agressões sobre Taarabt, no jogo com o Benfica. Os jogadores do FC Porto Moussa Marega e Pepe vão ser …

Costa arrasa proposta "forreta" de orçamento europeu

A proposta de quadro financeiro plurianual para 2021-2027 do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, vai morrer na praia. António Costa diz que os líderes europeus não devem ceder à pressão dos quatro países “forretas”. "Esta …

Malásia suspeita que desaparecimento do voo MH370 foi ataque suicida

O ex-primeiro ministro australiano Tony Abbott disse que altos responsáveis do governo da Malásia suspeitam há muito tempo que o desaparecimento do avião da Malasian Airlines, há quase seis anos, tenha sido um ataque suicida …

Champions. O viking norueguês, a revolta de Neymar e a lição tática do "Cholismo"

Haaland foi a estrela da noite ao marcar os dois golos da vitória do Dortmund frente ao PSG. O Atlético de Madrid conseguiu ainda quebrar a invencibilidade do Liverpool. A Liga dos Campeões está de volta …

Auditoria ao Novo Banco vai custar três milhões. É o triplo do que custou a da CGD

A auditoria especial da Deloitte ao Novo Banco vai custar cerca de três milhões de euros, segundo avança o jornal ECO. Este valor é três vezes superior ao custo da auditoria da EY à Caixa …

Passos Coelho ataca falhas de Costa (e revela que segurou Maria Luís)

O antigo primeiro-ministro Passos Coelho esteve na apresentação do livro de Carlos Moedas no El Corte Inglés, onde aproveitou para criticar António Costa. Passos preferiu falar do passado, lembrando o momento em que esteve perto …