Cientistas norte-americanos desenvolvem opiáceos que não podem ser “desfeitos”

Preocupados com o aumento do vício em opiáceos e as mortes por overdose nos Estados Unidos, um grupo de cientistas está a desenvolver comprimidos que são impossíveis de desfazer, para que o medicamento não possa ser inalado, injetado ou misturado.

O professor Hossein Omidian, que comanda a investigação na faculdade de Farmácia da Universidade Nova Southeastern (NSU) de Fort Lauderdale, revelou que o segredo está no uso de polímeros que evitam a libertação dos compostos ativos do medicamento para usos indevidos.

“Devido à presença dos polímeros, o ingrediente ativo (fármaco) permanecerá preso se o revestimento for manipulado para inalar ou injetar”, explicou Omidian.

No entanto, o engenheiro químico formado pelo Instituto Politécnico de Teerã, no Irão, disse que a substância ativa será libertada se o comprimido for tomado como é recomendado pelo médico, por via oral.

“A ideia é utilizar esta inovação em fórmulas de opiáceos para minimizar as possibilidades de inalação ou injeção”, explicou Omidian.

Desde 2010, Omidian começou a desenvolver as chamadas “Fórmulas para Dissuadir o Abuso” (ADF) para fazer com que os dependentes desistiam de se injetar ou inalar opiáceos e outros medicamentos.

O especialista disse que esta fórmula pode ser usada em qualquer fármaco receitado ou outro agente ativo que seja suscetível de ser usado de uma maneira incorrecta.

A NSU pretende projetar revestimentos que possam resistir ao esmagamento ou interagir inteligentemente com água e álcool a diferentes temperaturas com o uso de um ou mais polímeros que fazem com que a composição fique mole ou dura e, portanto, não seja possível de “desfazer”.

O professor de Farmácia explicou que o “segredo” são várias tecnologias “que, combinadas, teriam um grande potencial para dissuadir o abuso de medicamentos receitados”.

Segundo o cientista, são “urgentes” as soluções modernas que podem evitar um alto uso de medicamentos receitados, visto que os viciados tendem a manipular medicamentos para acelerar a sua absorção e melhorar o seu efeito.

Em 2016, nos EUA, as mortes por overdose superaram os 33 mil e aumentaram 137% desde 2000. O aumento é de 200% se forem analisadas as overdoses provocadas por opiáceos, de acordo com o Human Rights Watch.

“Esperamos que os fabricantes de opiáceos ou as novas empresas adquiram licenças para usar esta tecnologia nas suas respectivas fórmulas após realizarem breves experiências”, explicou Omidian, sublinhando que as tecnologias de NSU têm “um grande potencial” para impedir o uso dos medicamentos indevidamente.

“As tecnologias que desenvolvemos não são fundamentalmente diferentes, mas suficientemente inovadoras para poder patenteá-las”, adiantou.

O especialista disse que a universidade já apresentou alguns pedidos de patente sobre estas tecnologias.

O governador da Florida, Rick Scott, assinou no dia 11 de julho uma lei que reforça os castigos e cria outros novos para delitos relacionados com as drogas sintéticas e, em maio, declarou emergência pública de saúde para tentar combater esta crise.

Na Florida, pelo menos 8.336 pessoas morreram de overdose entre 2013 a 2015. Em junho, um rapaz de apenas dez anos morreu, em Miami, aparentemente de uma overdose de fentanil, sem que se saibam ainda as circunstâncias da sua exposição a este potente analgésico.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

"Nem mais um tostão". Rio defende nova auditoria ao Novo Banco (e vai votar a favor do projeto do BE)

O presidente do PSD sugeriu que seja realizada uma auditoria ao Novo Banco por uma instituição pública como o Tribunal de Contas (TdC) e disse estar disponível para aprovar a proposta de comissão de inquérito …

O propósito do sono muda repentinamente quando somos crianças

Uma equipa de investigadores identificou uma mudança repentina no propósito pelo qual precisamos de dormir. A alteração foi verificada, na mesma altura, em animais. A razão pela qual precisamos de dormir pode variar de acordo com …

“Desrespeito e mentira”. Rui Moreira ameaça levar UEFA a tribunal após cancelamento da Supertaça europeia

O presidente da Câmara do Porto ameaçou recorrer à justiça para reclamar os prejuízos causados pela decisão da UEFA de não realizar a final da Supertaça europeia de futebol na cidade, acusando aquela instituição de …

Eis os quatro mundos mais promissores de albergar vida alienígena

Marte, Europa, Encélado e Titã são, de acordo com as descobertas científicas, os mundos mais promissores de albergar vida alienígena. A biosfera da Terra contém todos os ingredientes conhecidos necessários para a vida como a conhecemos. …

O Ciclo Solar 25 vai afetar a vida na Terra (e a NASA explica como)

A cada 11 anos, o Sol inicia um novo ciclo solar, marcado por períodos de violentas erupções e explosões magnéticas. Em dezembro de 2019, teve início um novo ciclo solar. Na semana passada, a NASA e …

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …