Cientistas japoneses tentam criar um novo elemento químico: o Umunénio

Uma equipa de cientistas japoneses embarcou recentemente num projeto tão fascinante quanto complexo: a procura pelo elemento 119 da tabela periódica.

Em 2016, a tabela criada pelo químico russo Dimitri Mendeléiev em 1869 ganhou quatro novos elementos: o 113 (nihônio), o 115 (moscóvio), o 117 (tennessino) e o 118 (oganessono).

Agora, o físico Hideto Enyo e sua equipa querem inaugurar a oitava fila da tabela com um metal chamado – até agora – ununénio (um, um e nove, em latim), que ninguém, até ao momento, conseguiu sintetizar, segundo a BBC.

Os elementos da tabela periódica são organizados pelo número de protões no núcleo do átomo de cada um, pela distribuição dos seus eletrões e pela recorrência das suas propriedades periódicas. Os elementos mais leves, como o hélio (2) e o lítio (3), formaram-se imediatamente após o Big Bang. O restante, a partir de uma fusão nuclear no coração das estrelas.

Os elementos que têm um número de protões superior a 26 têm uma origem mais duvidosa. E os que são mais pesados que o plutónio (94) não existem naturalmente na Terra e, por isso, têm que ser sintetizados em laboratório. Isso ocorre porque, com mais de 94 protões, o núcleo do elemento torna-se instável.

O plano dos cientistas japoneses é disparar feixes do metal vanádio, de 23 protões, contra um alvo de cúrio (96), um elemento criado artificialmente. A experiência deve acontecer num acelerador de partículas perto de Tóquio.

A fusão de ambos, criada a partir deste evento superexplosivo semelhante a um cataclisma cósmico, daria como resultado o novo elemento superpesado. Até aqui parece fácil: 23 + 96 = 119. Mas a conta está longe de ser simples.

As explosões necessárias para criar esse elemento são raras, e a colisão precisa de ter a quantidade de energia exata necessária para que a experiência funcione. Se não houver energia suficiente, os núcleos de ambos os elementos ricocheteiam, e a fusão não ocorre. Mas se a explosão for forte demais, o novo átomo desintegrar-se-á.

Por outro lado, há outras combinações de elementos possíveis para criar o ununénio, mas ainda não se sabe exatamente qual é a melhor.

Outra equipa de cientistas já tentou, sem sucesso, disparar um feixe de titânio (22) contra um alvo de berquélio (97). A soma dos seus números de protões também é 119, mas a experiência não funcionou.

Além disso, estas operações são caríssimas e, mesmo que tenham sucesso, conseguem criar um elemento que se mantém coeso por apenas milésimos de segundos. O estudo japonês ainda está em fase inicial, e pode demorar anos até obter resultados.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

CP recebeu injeções de 1800 milhões de euros do Estado nos últimos três anos

Nos últimos três anos, o Estado fez 17 operações de reforço de capital na CP, na ordem dos 1,8 mil milhões de euros. Estes serviram principalmente para pagar dívidas da empresa a privados e ao …

Imposto Mortágua foi aplicado a 75 mil contribuintes

O novo escalão do Adicional ao IMI, que prevê a aplicação de uma taxa de 1,5% sobre o valor patrimonial dos imóveis que ultrapasse os dois milhões, chegou a 331 contribuintes. Ao todo, o imposto …

Preço da luz vai descer 18 cêntimos no mercado regulado

Os preços da eletricidade no mercado regulado vão voltar a descer em 2020, segundo a proposta avançada esta terça-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE). Esta terça-feira, a ERSE propôs uma atualização em baixa de …

Portugal teve perdas fiscais de 900 milhões de euros por menor tributação do gasóleo

A tributação ao gasóleo é mais baixa do que os impostos à gasolina. A diferença entre os dois combustíveis leva a perdas de 900 milhões de euros ao Estado. Quem abastece um carro a gasóleo na …

Dulce Neto é a primeira mulher a presidir a um Supremo Tribunal português

A juíza conselheira toma posse, esta quarta-feira, como presidente do Supremo Tribunal Administrativo (STA), tornando-se na primeira mulher a ocupar o lugar cimeiro de um supremo tribunal em Portugal. Dulce Neto, de 58 anos, foi eleita …

Défice zero e mais crescimento. Previsões de Centeno para o OE2020 são de "elevado risco"

O Governo faz uma revisão das metas para 2020 no esboço do Orçamento de Estado para o próximo ano que enviou à Comissão Europeia, prevendo um aumento do crescimento económico e um saldo orçamental equilibrado, …

Conselho nacional do PSD pode ser atirado para novembro. Apoios a Rio e Montenegro equilibrados

Rui Rio mantém o silêncio sobre uma recandidatura a líder do PSD, o que está a ser visto como um condicionamento do partido, tendo também nas suas mãos o calendário interno. O conselho nacional para …

Varandas quer vender já em janeiro (e há três nomes em cima da mesa)

O Sporting deverá vender um jogador já no próximo mercado de transferências em janeiro. O dinheiro será destinado a renovações e a trazer um novo reforço para o ataque. Frederico Varandas continua a sua saga para …

Médicos, enfermeiros e professores lamentam recondução de ministros

Médicos, enfermeiros e professores lamentaram a recondução de ministros na pasta da Saúde, Educação e das Finanças, reagindo assim à constituição do novo Governo entregue em Belém pelo primeiro-ministro indigitado, António Costa. O secretário-geral do …

"Batalha campal" na Catalunha: 40 mil pessoas nas ruas, 50 detidos e mais de 100 feridos

Pelo menos 51 pessoas foram detidas e 70 polícias ficaram feridos desde o início dos atos de violência que começaram na segunda-feira na região espanhola da Catalunha após a sentença que condenou políticos separatistas catalães …