Cientistas estudam método mais rápido e preciso para detetar sexo dos pinguins

pinguins imperadores

Cientistas de Coimbra, do Reino Unido, de Espanha e da Bulgária estão a desenvolver um método para determinar o sexo de espécies de pinguins, mais rápido e preciso e menos dispendioso que as técnicas disponíveis.

“Numa pesquisa pioneira e interdisciplinar, investigadores da Universidade de Coimbra (UC), em colaboração com colegas de três países (Reino Unido, Espanha e Bulgária)”, estão a explorar “a técnica de citometria de fluxo, como método para determinar o sexo de espécies de pinguins”, anunciou hoje a instituição.

A “citometria de fluxo” é uma tecnologia “rápida e precisa”, que permite “medir e avaliar um gigantesco número de células em simultâneo e obter a informação detalhada do comportamento de cada célula”.

Os investigadores envolvidos no estudo estão também a “avaliar o potencial para aplicar esta técnica” a outros animais, adianta uma nota da UC.

Há “um grande número de animais em que é difícil diferenciar os machos das fêmeas” e, “para resolver esta questão”, têm sido usadas “técnicas de genética, normalmente dispendiosas e que exigem algum tempo para obter resultados”, salienta a UC.

Os resultados, aplicados a amostras de duas espécies de pinguins (pinguim gentoo Pygoscelis papua e pinguim de barbicha Pygoscelis antarctica), revelaram que, “quando comparada com outras técnicas, a citometria de fluxo permitiu a correta identificação do sexo dos pinguins em mais de 80% dos indivíduos, evidenciando o seu caráter promissor para a identificação do sexo de animais com tamanhos de cromossomas sexuais distintos”.

João Loureiro, principal autor do artigo publicado no Journal of Experimental Marine Biology and Ecology, realça que este trabalho, que “surgiu como um estudo piloto”, revelou que a citometria de fluxo – “técnica muito utilizada na área clínica” – pode ser “uma excelente alternativa aos métodos em uso para sexagem animal, por permitir obter resultados de forma mais rápida e menos dispendiosa”.

Para José Xavier, coordenador de projetos científicos na Antártida e autor sénior do mesmo artigo, sublinha que “este importante trabalho faz parte de programas científicos nacionais e internacionais sobre a Antártida em que a UC está envolvida, focado em compreender como o Oceano Antártico nos pode levar a compreender o efeito das alterações climáticas, pois o que acontece lá pode-nos levar a perceber melhor o que poderá vir a acontecer no resto do planeta”.

Este estudo “contribui significativamente para desenvolvermos melhores técnicas aplicadas à ciência”, sustenta ainda José Xavier.

Além de João Loureiro e de José Xavier, são também autores do artigo Daniela Tavares, Sónia Ferreira, José Seco, Phil Trathan e Tiago Valente.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …

Associação de Armas americana editou artigos da Wikipédia para desacreditar o Holocausto

A National Rifle Association (Associação Nacional de Armas) dos Estados Unidos tem estado a editar artigos da Wikipédia de forma a desacreditar o Holocausto. Um trabalho de investigação da Splinter identificou pelo menos 150 edições em …

Bebé recém-nascida encontrada enterrada viva numa sepultura na Índia

Uma bebé recém-nascida enterrada viva foi encontrada na Índia por um pai que estava a enterrar a filha, que morreu após o parto, revelou o chefe da polícia local, Abhinandan Singh. A menina foi encontrada dentro …

Reutilização é a verdadeira alternativa a plástico descartável

A alternativa aos produtos de plástico descartáveis tem sido outros produtos também descartáveis, mas a melhor solução passa pela reutilização, indica um relatório divulgado esta terça-feira, que dá exemplos de sucesso. O documento, “The Reusable solutions: …