Cientistas estão a cultivar medicamentos em ovos de galinha

Investigadores japoneses acreditam ter descoberto uma forma de produzir medicamentos a preços mais acessíveis. Depois de terem modificado geneticamente galinhas, estão a “criar” medicamentos em ovos.

Recorrendo à técnica CRISPR, que permite a edição de genes, estes cientistas modificaram geneticamente galinhas para que estas ponham ovos contendo grandes quantidades da proteína interferon beta, reporta a CNN.

Esta proteína é produzida pelo organismo humano e interfere no processo de multiplicação de fungos, vírus, bactérias e células de tumores, estimulando os mecanismos de defesa do corpo. É usada para tratar várias doenças, desde o cancro à Esclerose Múltipla, mas a sua produção é muito dispendiosa.

Um micrograma de interferon custa entre 300 a mil dólares, ou seja, entre 255 a 850 euros, de acordo com dados da companhia farmacêutica Cosmo Bio, que participou na investigação. Ora o tratamento de uma doença como a Esclerose Múltipla começa com uma dose de 30 microgramas que pode, progressivamente, ser aumentada.

“A produção convencional de interferon necessita de grandes instalações assépticas (estéreis), mas os ovos funcionam como um sistema asséptico de produção de proteínas”, explica à CNN a porta-voz da Cosmo Bio, Mika Kitahara.

Os cientistas recorrem a vários tipos de sistemas biológicos para desenvolverem medicamentos, tais como bactérias, leveduras e células de mamíferos. Contudo, algumas proteínas não se adaptam bem a estes sistemas.

Os ovos, sendo organismos vivos, surgem como uma alternativa que torna a produção de medicamentos “bastante fácil”, refere à CNN a professora Helen Sang, da Universidade de Edimburgo, no Reino Unido.

A produção de interferon poder ser feita a partir de bactérias como a insulina ou de células de ovário de hamster, mas a quantidade obtida por essas vias é mínima. Os ovos parecem ser uma alternativa que permite a produção em massa da proteína, o que acarretará uma descida significativa no seu preço final.

A nova tecnologia, que ainda está a ser desenvolvida pelos investigadores japoneses, pode reduzir o custo da produção de medicamentos contra o cancro em cerca de 90%, refere Kitahara.

Apesar do optimismo dos resultados conseguidos até agora, há ainda um caminho de mais ensaios clínicos e de mais pesquisas a fazer até que o cenário positivo se confirme.

A CNN lembra que a Foog and Drug Administration (FDA), a agência do medicamento norte-americana, já aprovou um medicamento produzido com recurso a galinhas modificadas para o tratamento da Deficiência de Lipase Ácida Lisossómica (LAL), uma doença genética hereditária caracterizada pela insuficiente produção de uma proteína que leva à acumulação de gorduras no fígado, no intestino e noutros órgãos vitais.

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Morri no Paralelo79N". Diário revela as últimas horas de um explorador que morreu sozinho na Gronelândia

Os investigadores analisaram a última entrada do diário de explorador polar do século XX, Jørgen Brønlund, incluindo uma curiosa mancha negra, escrita antes de morrer sozinho no nordeste da Gronelândia, descobrindo o que lhe aconteceu …

Cybershoes. O problema de andar em Realidade Virtual pode já ter uma solução

Um dos problemas com os jogos de Realidade Virtual é que, normalmente, as experiências são definidas numa escala maior do que uma sala de estar. Assim, o jogador acaba por ter de ficar numa parte …

"Um tsunami de dívidas". O mundo deve a si mesmo 277 mil milhões de dólares

Prevê-se que até ao final deste ano, a dívida da economia mundial atinja os 277 mil milhões de dólares. A pandemia de covid-19 é um dos fatores responsáveis. A pandemia de covid-19 não só está a …

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …

Hackers expõem na cloud dados que roubaram de utilizadores do Spotify. Foi um acidente

Um grupo de piratas informáticos compilou uma base de dados com cerca de 250.000 palavras-passe do Spotify e armazenaram os dados na cloud. No entanto, esqueceram-se de proteger o armazenamento com uma palavra-passe. De acordo com …