Os vikings andaram a vender bacalhau por toda a Europa

A análise de ADN extraído de restos de bacalhau da época medieval ajudou os cientistas a descobrir que os vikings comerciavam peixe em toda a Europa há mais de mil anos.

“O comércio de peixe começou a ligar diferentes partes da Europa nos tempos medievais. Hedeby foi um dos mais importantes centros de comércio no início da época medieval. Era um lugar onde o norte se encontrava com o sul, o cristão com o pagão, povos civilizados com bárbaros, que não reconheciam o dinheiro”, explica o cientista James Barrett da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, num artigo publicado na revista PNAS.

Nos últimos anos os cientistas descobriram muito sobre a vida na Europa e noutras partes do mundo nos tempos pré-históricos, antes da invenção da escrita, através da extração de ADN dos restos de seres humanos e de animais, numa espécie de “fusão” da química e arqueologia.

Os geneticistas, arqueólogos e químicos descobriram quando é que os seres humanos começaram a consumir leite e a criar gado, quando é que os europeus começaram a produzir queijo e cerveja e concluíram também que os primeiros vikings surgiram na Escandinávia há pelo menos 10 mil anos.

Barrett e os seus colegas descobriram mais um segredo da história antiga, ligado à chegada dos primeiros vikings, que prova a teoria popular de que os escandinavos eram originalmente comerciantes e tornaram-se conquistadores e piratas mais tarde.

Os cientistas chegaram a esta conclusão depois de terem analisado o ADN de restos de bacalhau encontrados em Hedeby – o maior centro de comércio no norte da Europa medieval, localizado no norte da Alemanha, junto à atual fronteira com a Dinamarca.

Devido ao clima fria e outras condições favoráveis, o ADN nos restos do bacalhau ficou bem preservado e os cientistas conseguiram descobrir onde é que o peixe tinha sido. Para grande surpresa, o peixe encontrado em Hedeby foi pescado a quase mil quilómetros dessa cidade antiga, perto das ilhas Lofoten, na Noruega, e nas águas antárcticas do Atlântico.

Segundo Barrett, a descoberta pode ser interessante por várias razões. Em primeiro lugar, os vikings começaram a secar bacalhau e a viajar grandes distâncias para o vender ou trocar por outras mercadorias no sul. Isso significa que os primeiros laços comerciais na Europa surgiram mais cedo do que os cientistas pensavam.

Mais do que isso, a descoberta prova que as tradições de produção do famoso bacalhau da Noruega surgiram nas ilhas Lofoten e não mudaram significativamente até hoje. Tudo isso faz com que o processo de transformação dos vikings de comerciantes pacíficos para guerreiros seja mais interessante, sublinham os cientistas.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não foram os vikings que surgiram à 10 mil anos, foram os escandinavos. Os vikings só tiveram o seu destaque do século 8 ao seculo 11 dc, pelos atos de expansão e conquista fora do seu local de origem.

  2. Meus caros, acredito que tenham tirado estas informações de fontes válidas. Mas a maneira com vocês espalham essas informações deixa muito a desejar.

    São os vikings que surgiram à 10 000 anos mas que na realidade só apareceram no século 8 dc , é o bacalhau que foi pescado nas lofoten no mar antártico porque misteriosamente as lofoten que hoje ficam no mar ártico do Norte afinal estavam no mar antártico, do hemisfério Sul.

RESPONDER

Portugal produz menos lixo do que a média da OCDE (mas é o 3.º que menos recicla)

Portugal produz menos lixo do que a média da OCDE, mas é o 3.º que menos recicla, revelaram dados recentes da organização internacional. Em 2017, cada português produzir quase 500 quilogramas de lixo, valor inferior …

Novas demissões na Agência de Informações Financeiras do Vaticano

Um membro da entidade de regulação financeira do Estado do Vaticano, Marc Odendall, demitiu-se na sequência de buscas realizadas pela polícia e que originaram na suspensão do organismo do sistema de comunicações global. Marc Odendall, banqueiro …

Governo e Liga de clubes discutem redução do IVA para espetáculos desportivos

Secretário de Estado do Desporto afirma querer ouvir as reivindicações do organismo, mas sem se comprometer. O secretário de Estado da Juventude e do Desporto anunciou ontem que vai reunir-se com representantes da Liga Portuguesa de …

Tufão obriga a retirada de cerca de cinco mil pessoas do norte das Filipinas

Cerca de cinco mil pessoas foram retiradas do norte das Filipinas devido à aproximação do tufão Kalamaegi, que deverá tocar terra na província de Cagayan nas próximas horas, disseram esta terça-feira as autoridades locais. "Estamos preparados …

Acabaram-se as trotinetas no Algarve. Duraram 10 meses

A vereadora considera, no entanto, que a experiência foi “positiva”, já que permitiu recolher dados de mobilidade, nomeadamente, da utilização destas soluções em pequenos trajetos, ao mesmo tempo que colocou a questão na agenda pública. Sophie …

EasyJet diz que será a primeira a alcançar a neutralidade carbónica na aviação

A companhia aérea britânica easyJet afirmou esta terça-feira que será a primeira no mundo a alcançar a neutralidade carbónica através das compensações. Num comunicado publicado no seu site oficial, a companhia low cost anuncia ainda um …

Número de pré-avisos de greve até outubro é o mais alto dos últimos quatro anos

O número de pré-avisos de greve até outubro foi o mais alto dos últimos quatro anos, totalizando 781, segundo dados da Direção Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT). Entre janeiro e outubro deste …

Na Índia, já há "bares de oxigénio" para quem quiser respirar ar puro

A Índia é um dos países mais contaminado do mundo. Desde o final de outubro, a poluição alcançou um nível crítico devido à queimada de restolhos nos campos. Agora, há uma solução arrojada para que os …

Depois do Papão Harrison, o novo exame foi "duro" (e muitos jovens médicos já pensam em emigrar)

Foram quatro horas de exame, com 150 perguntas, na temida Prova Nacional de Acesso para a Formação Especializada em Medicina e muitos dos jovens médicos não conseguiram concluí-la. Os que temem não conseguir aceder à …

Situação trágica. "Veneza está a desaparecer"

A situação em Veneza é trágica, com 85% da cidade italiana inundada depois das piores cheias dos últimos anos. Mas estas inundações são apenas um alerta para o que pode vir a seguir, já que …