Cientistas descobriram centenas de pegadas pré-históricas de mulheres e crianças

Liutkus-Pierce et al., 2016

Pegadas humanas pré-históricas em Engare Sero, Tanzânia

Um “sítio incrível” com centenas de pegadas humanas, de mulheres e de crianças, com milhares de anos, está a entusiasmar os cientistas responsáveis pela descoberta.

Detectadas no sopé do vulcão Ol Doinyo Lengai, na terra lamacenta de Engare Sero, na Tanzânia, as primeiras pegadas foram ocasionalmente descobertas por um residente há cerca de uma década.

No entanto, só agora a equipa de investigação liderada pela geóloga Cynthia Liutkus-Pierce, da Universidade estatal Appalachian, na Carolina do Norte (EUA), conseguiu investigá-las devidamente.

Quando a informaram da descoberta das pegadas, a investigadora pensou que era “partida de 1 de Abril”, porque foi exactamente nesse dia que teve conhecimento delas, conta à National Geographic. E depois, achou que fossem relativamente recentes.

Contudo, as análises de datação por carbono realizadas indicam que as pegadas terão entre cerca de cinco mil e 19 mil anos de antiguidade, explica a investigadora no artigo publicado na Palaeogeography, Palaeoclimatology, Palaeoecology.

Liutkus-Pierce afirma à BBC que acredita que é mais provável que tenham 19 mil anos do que cinco mil, devido aos minerais que contêm.

“Percebemos que reagem com água salina alcalina. E a única zona salgada próxima é o lago [Natron], que há mais de 10 mil anos era maior e pode ter inundado esta área“, diz a investigadora à BBC.

“Uma oportunidade incrível”

Estamos a falar de “mais de 400” pegadas e “há muitas mais que não se escavaram”, explica Liutkus-Pierce, considerando que se trata de “uma oportunidade incrível de ver o comportamento dos nossos antepassados”.

A paleo-antropologista Briana Pobiner, do Museu Nacional de História Natural, também envolvida na pesquisa, acrescenta à National Geographic que “as pegadas humanas são tão raras” que esta é uma possibilidade privilegiada para “investigar directamente os aspectos sociais das vidas destes antigos humanos”.

As marcas resistiram durante milénios por causa das particularidades do vulcão a que a tribo africana Masai chama de “Montanha de Deus”, permitindo que este seja “o local de pegadas mais abundante e melhor preservado, actualmente conhecido em África, de Homo sapiens anatomicamente modernos”, refere-se no artigo científico sobre a pesquisa.

Mulheres e crianças e um homem com o pé partido

Liutkus-Pierce diz que se concluiu que as pegadas pertencem a mulheres e crianças por causa do tamanho.

Contudo, também haverá uma pegada que parece indiciar a passagem de um homem que teria o dedo grande do pé partido, constata a BBC.

Quanto ao motivo que as levou a passarem por ali, Liutkus-Pierce avança a possibilidade de que estivessem à procura de “alguma fonte de água fresca”, uma tarefa que era incumbida a mulheres e crianças, tal como a recolha de fruta, enquanto os homens iam caçar.

“É fácil de imaginar que saíram em grandes grupos. Especulamos que tenham sido umas 18 pessoas que, numa questão de horas, se moveram em direcções distintas”, conclui a investigadora.

SV, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Fósseis guardados em gaveta de museu pertencem a criatura gigante com 25 milhões de anos

Os fósseis foram descobertos em 1973, mas só agora foram formalmente identificados e anunciados ao público. Trata-se de um antepassado gigante de fascólomos, também conhecidos como vombates. Fascólomos estão entre os animais mais peculiares. De facto, …

Refeições tardias podem realmente fazer engordar

Um jantar tardio pode contribuir para o aumento de peso e para altos níveis de açúcar no sangue, concluiu um pequeno estudo recentemente publicado. "Este estudo lança uma nova luz sobre como é que ingerir …

Salgado. "A montanha vai parir um rato" (mas ainda vamos saber o que aconteceu)

A defesa de Ricardo Salgado disse, esta sexta-feira, que ficou claro, na instrução da Operação Marquês, que o mais provável é a absolvição do ex-presidente do BES dos crimes de corrupção e que “a montanha …

Covid alastra na América. EUA bate recorde diário com mais de 60 mil infetados

Os Estados Unidos registaram 754 mortos e 60.383 infetados (um novo recorde) por covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com um balanço da Universidade Johns Hopkins. Depois de a Europa ter sucedido à China como …

Os maiores tubarões do mundo têm pequenos "dentes" nos olhos (e já se sabe porquê)

Uma investigação sobre os olhos dos tubarões-baleia, os maiores tubarões do mundo, revelaram que os seus olhos estão cobertos por pequenos dentes chamados "dentículos dérmicos". O tubarão-baleia (Rhincodon typus) é o maior peixe do oceano, com …

Astrónomos localizaram com precisão o centro do Sistema Solar

Pela primeira vez, uma equipa internacional de cientistas foi capaz de localizar com precisão o centro de gravidade do Sistema Solar. De acordo com o portal Science Alert, que recorda que o baricentro (centro gravidade) …

Misteriosa cruz de mármore com 1.200 anos encontrada no Paquistão

Uma cruz de mármore foi recentemente descoberta no cimo das montanhas do Baltistão, no Paquistão. Os investigadores acreditam que tem cerca de 1.200 anos e que pode ser um sinal da presença de uma antiga …

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …