Todos os cientistas (menos um) contestam conspiração dos chemtrails

Fernando.Kokubun / Flickr

“Contrails” - ou rastos de condensação - de um avião a jato

“Contrails” – ou rastos de condensação – de um avião a jato

Um grupo de investigadores dedicados à química atmosférica e ao estudo da poluição do ar realizou um estudo que permitiu a desmistificação da teoria de que os traços esbranquiçados deixados pelos aviões no céu são rastos químicos – chemtrails.

A teoria da conspiração sobre os chemtrails sustenta que os rastos deixados por alguns aviões são, na verdade, agentes químicos ou biológicos, deliberadamente pulverizados a grandes altitudes, que prejudicam a saúde da população.

Várias versões da teoria circulam na Internet, e defendem que a atividade é dirigida por funcionários dos governo, algo que tem sido negado pelas agências governamentais.

Para esclarecer as chemtrails/contrails, um grupo de investigadores resolveu consultar cientistas, para saber se haverá alguma prova científica de que possam estar a ser espalhados produtos químicos na atmosfera.

A pesquisa, publicada na Environmental Research Letters, aponta que 76 dos 77 cientistas entrevistados admitiram que os rastos são apenas a prova visível da condensação do vapor de água expulso pelos aviões a altas atitudes.

Em aviação, os rastos esbranquiçados são chamados de contrails – ou rastos de condensação – e são vistos desde os primeiros voos a jato.

No entanto, um especialista revelou ter encontrado provas de que, numa determinada região onde os níveis de bário no solo eram baixos, os valores deste químico na atmosfera estavam elevados.

Mick West, responsável pelo Metabunk – um site dedicado à refutação de teorias da conspiração – considera que a incerteza do cientista é um mero reflexo do poder destas teorias, isto é, “mostra que nem os cientistas estão imunes a este tipo de coisas”, sublinha no The New York Times.

Os apoiantes da teoria dos chemtrails terão já revelado análises laboratoriais que mostram níveis anormais de concentração de elementos químicos em amostras de água e solo das regiões onde terá sido realizada uma suposta pulverização.

A maioria dos cientistas nega essas conclusões e insiste que os níveis químicos das zonas geográficas em causa são perfeitamente normais.

Pronto, está explicado, a teoria da conspiração dos chemtrails foi desmistificada – e os seus adeptos podem agora voltar a concentrar-se na teoria de que o homem não foi de facto à Lua (e de que Elvis está vivo).

BZR, ZAP / Hypescience

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas descobrem proteína capaz de imitar os efeitos do exercício físico

A proteína, chamada de Sestrin, é capaz de proporcionar benefícios musculares muito semelhantes aos da prática de exercício físico. Um grupo de cientistas da Universidade de Medicina do Michigan, nos Estados Unidos, descobriu uma proteína …

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …