Cientistas armazenam GIF no código genético de uma bactéria

IRRI Images / Flickr

-

Um grupo de cientistas da Universidade de Harvard, nos EUA, conseguiu armazenar um GIF dentro de bactérias vivas do género E. coli. Para tal, foi utilizada a técnica CRISPR, que permite que os cientistas “cortem, editem e colem” segmentos do ADN das bactérias. 

Os especialistas inseriram a famosa sequência de imagens “The Horse in Motion”, do pioneiro da fotografia Eadweard Muybridge, dentro das bactérias e conseguiram remover o GIF com 90% de precisão.

Mas, segundo o principal autor do estudo, Seth Shipman, a ideia não é criar um dispositivo USB biológica para guardar filmes e arquivos, mas desenvolver uma espécie de gravador biológico para monitorizar células ou modificações no ambiente, para que um cientista não tenha de “alterar” o sistema quando pretende recolher dados.

As bactérias já utilizam as proteínas “Cas” associadas ao CRISPR para reunir pedaços de ADN de vírus e inseri-los nos seus genomas como um mecanismo de defesa contra futuros ataques. Assim, os cientistas aproveitaram o facto de as proteínas já inserirem novos materiais genéticos contra o material genético antigo.

“Este sistema tem o potencial de escrever informações no genoma. Aqui, usamos o sistema CRISPR-Cas para codificar os valores de pixels de imagens a preto e branco e um filme curto nos genomas de bactérias vivas”, destacou Shipman.

Inicialmente, os cientistas testaram o armazenamento de uma imagem de uma mão utilizando o ADN para converter informações de cores e pixels em conjuntos de pares de bases – A, T, C e G.

Seth Shipman

-

Esta situação é semelhante à maneira como os genes codificam proteínas no ADN mas, no código genético criado pelos especialistas, as sequências A, C, T e G determinam as cores que um determinado pixel deve ter.

Os cientistas introduziram a sequência necessária numa população de bactérias E. coli, criando poros temporários nas membranas das células com impulsos elétricos. Os dados traduzidos entram na bactéria, que os integra no seu genoma utilizando proteínas Cas.

Mas, codificar o GIF “The Horse in Motion” dentro da bactéria foi um processo mais complicado – apesar de a bactéria armazenar os dados por ordem cronológica, a informação fica espalhada entre muitas células. Deste modo, os cientistas só conseguem recuperar a informação das células únicas.

“Observamos literalmente o mesmo registo físico das sequências que foram colocadas na bactéria e na mesma ordem”, disse Shipman, sublinhando que, mesmo com a modificação, a bactéria conseguiu multiplicar-se normalmente e o filme permaneceu intacto nas gerações seguintes.

De acordo com os especialistas, este novo processo poderá fazer com que as células vivas consigam guardar informações sobre a sua própria vida, permitindo que esse conhecimento seja utilizado para analisar o comportamento e interação das bactérias.

Até hoje, já foi possível guardar em ADN todos os sonetos de Shakespeare. Aliás, o geneticista de Harvard e um dos autores do novo estudo, George Church, armazenou o seu próprio livro “Regenesis” no ADN de uma bactéria e fez 90 mil milhões de cópias.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estão a dizer às bactérias quem hão-de atacar (qualquer dia será assim???????)
    Estou ver onde o V. Gaspar guardava as folhas de excel da AT

RESPONDER

Colaborador de Macron investigado por agredir manifestante

A justiça francesa anunciou a abertura de uma investigação preliminar após a transmissão de imagens de um colaborador do Presidente Emmanuel Macron a agredir um manifestante no 1º de maio. A investigação também tem como alvo …

Mbappé vai doar todo o dinheiro que ganhou no Mundial

O jogador francês Kylian Mbappé prometeu oferecer os ganhos financeiros obtidos no Mundial 2018. E vai mesmo cumprir com a sua promessa. Kylian Mbappé prometeu e vai cumprir. O jogador da seleção francesa vai oferecer a totalidade …

MP abre inquérito sobre alegadas irregularidades na reconstrução de casas de Pedrógão

O Ministério Público abriu um inquérito para investigar alegadas irregularidades na reconstrução de casas afetadas pelos incêndios de Pedrógão Grande, em junho de 2017, disse à agência Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR). "Confirma-se a …

Bruxelas quer passageiros portugueses a pagar taxa aeroportuária em Lisboa

A Comissão Europeia considera que ao cobrar esta taxa apenas a não residentes, Portugal está a discriminar em função da nacionalidade. A Comissão Europeia enviou, esta sexta-feira, um parecer fundamentando a Portugal reclamando que a taxa …

Justiça espanhola recusa extradição de Puigdemont apenas por peculato

O Tribunal Supremo espanhol decidiu cancelar o mandado europeu de detenção do ex-presidente do Governo catalão, recusando-se a julgar o independentista em fuga apenas pelo alegado delito de peculato e não pelo de rebelião. O juiz …

Militante envolvido na falsificação de fichas do PS nomeado para administrador de saúde

Um dos novos administradores que o Governo nomeou para o Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro, António João Paredes, é um militante que esteve envolvido no processo de fichas falsas do PS de …

Francisco J. Marques constituído arguido no caso dos e-mails

Francisco J. Marques foi interrogado pela PJ a em março deste ano, na qualidade de arguido, no âmbito do chamado caso dos e-mails, relacionado com a divulgação, no Porto Canal, de correio eletrónico do Benfica. O …

Facebook vai banir notícias falsas e violência (mas não a negação do Holocausto)

O Facebook vai remover informações falsas publicadas na rede social que possam contribuir para atos de violência iminente, anunciou a empresa, que já testou a medida no Sri Lanka, recentemente abalado pelos conflitos inter-religiosos. “Estamos a …

João Benedito formaliza candidatura à presidência do Sporting

O antigo guarda-redes e ex-capitão da equipa de futsal do Sporting apresentou, esta quinta-feira, a sua candidatura às eleições do Sporting. João Benedito, o mais recente candidato à presidência do Sporting, apareceu juntamente com a sua …

China lança centro de investigação para clonar primatas

A China lançou um centro de investigação para clonar primatas, na cidade de Xangai, que permitirá avançar no diagnóstico e tratamento de doenças celebrais, informou esta quinta-feira a imprensa local. O centro, que faz parte de …