Ciência explica como é que as mulheres conseguem brilhar na pista de dança

DançaBalançar as ancas, movimentar assimetricamente as pernas e os braços. Eis os requisitos-chave para que uma mulher impressione na pista de dança, de acordo com um novo estudo científico.

Investigadores da Universidade de Northumbria (NU), no Reino Unido, debruçaram-se sobre o que faz com que uma mulher seja considerada uma boa dançarina. Isto depois de terem feito uma pesquisa anterior, sobre dança masculina, em que concluíram que os melhores bailarinos foram os que mais mexeram o pescoço e o torso.

Ancas, coxas e braços

Para esta nova investigação, publicada no jornal Scientific Reports, tiveram por ponto de partida que a dança está especialmente associada a “contextos de namoro” e que fornece informações que podem ser “úteis para potenciais parceiros”, procurando assim perceber quais são “os movimentos que discriminam a dança de qualidade feminina”.

Assim, notaram que há “três tipos de movimentos” que, de forma independente, relevam “maior qualidade na dança feminina”, designadamente “melhor balanço de ancas, mais movimentos assimétricos das coxas e níveis intermédios de movimentos assimétricos dos braços”, apontam os autores do estudo.

“O mover das ancas é um traço que identifica o movimento feminino”, sublinham os investigadores, notando que o movimento assimétrico dos membros também pode ser um sinal de “bom controle motor”.

DR Northumbria University

Em a) os movimentos das más dançarinas; em b) os movimentos que definem uma boa dançarina.

Em a) os movimentos das más dançarinas; em b) os movimentos que definem uma boa dançarina.

Para chegar a estas conclusões, os investigadores registaram os movimentos de 39 mulheres, com idades entre os 18 e os 30 anos, a dançarem a um ritmo de bateria de 125 batidas por minuto.

Os padrões dos movimentos das dançarinas foram então simulados em computador sob a forma de 39 avatares, e um grupo de 200 pessoas observou estes avatares, em vídeos de 15 segundos, classificando os respectivos passes de dança.

Os investigadores constataram que as melhores classificações exibiram os já referidos três tipos de movimentos. Pode ver no vídeo que se segue o avatar de uma mulher que foi catalogada como boa dançarina

E a seguir o vídeo do avatar de uma mulher que foi classificada como má dançarina

Atrair homens e exibir-se a outras mulheres

O líder da investigação, Nick Neave, professor de psicologia na NU, explica ao jornal The Guardian que “as mulheres dançam para atrair os homens, mas todas dançam para mostrarem a outras mulheres quão boas são”.

“A forma como te mexes está muito crucialmente associada com a tua saúde, o teu estatuto hormonal e a tua personalidade e também, possivelmente, com coisas como a inteligência e a criatividade”, acrescenta o professor.

“Tu estás a ver alguém a mexer-se e és capaz de interpretar muito sobre essa pessoa pela forma como ela se movimenta”, conclui Nick Neave.

O estudo está, contudo, a receber algumas críticas por ter tido em conta, apenas, a perspectiva ocidental da dança, nota a bailarina e investigadora em dança e evolução humana Bronwyn Tarr.

“O que conta como dança apelativa difere, em certo grau, do contexto cultural“, diz a investigadora, referindo-se por exemplo às realidades africanas.

SV, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Será necessário algum estudo científico sobre isto? Qualquer homem excluindo aqueles que se excluíram de pertencer à mesma classe saberão por natureza apreciar um belo corpo de mulher qualquer que seja a dança!.

RESPONDER

Professores exigem negociações sobre progressão da carreira e ameaçam avançar para tribunal

Cerca de 50 professores concentraram-se esta quinta-feira em Bragança, onde decorre o primeiro Conselho de Ministros descentralizado, para exigir a abertura das negociações com a tutela, avisando que, se o Governo não o fizer, a …

Governo dá mais dias de férias a funcionários que se mudem para o interior

O Governo aprova esta quinta-feira em Conselho de Ministros um regime de incentivos para os funcionários da Administração Pública que decidam ir trabalhar para o interior, com ajudas de custo ou compensações financeiras e mais …

Autarquias têm mais um ano para preparar descentralização

O Governo decidiu dar mais tempo às autarquias para estas se prepararem para a descentralização. O prazo passa para o primeiro trimestre de 2022. Segundo avançou o Jornal de Notícias, citado pelo ECO, após críticas aos …

Sá Fernandes ponderou sair do Livre (e apoia eventual candidatura de Ana Gomes a Belém)

Na sua primeira grande entrevista após o caso Joacine, Ricardo Sá Fernandes, dirigente do Livre, revelou ao Observador que ponderou sair do partido e admitiu apoiar uma possível candidatura da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes às …

Medina diz desconhecer caso do alegado falso engenheiro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que não ter informação sobre o alegado falso engenheiro da empresa Tanagra, com quem a autarquia celebrou vários contratos para obras públicas. A TVI noticiou …

Parlamento debate fim das comissões bancárias no MB Way e nas prestações da casa

O Parlamento debate esta quinta-feira projetos do BE, do PCP, do PS, do PAN e do PSD sobre limitação e proibição de comissões bancárias, tendo os bloquistas, que agendaram esta discussão, expectativa de que os …

Castração química. Bloco de Esquerda é contra veto a projeto de lei do Chega (e explica porquê)

A Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias considerou que o projeto de lei do Chega "não preenche os requisitos do ponto de vista constitucional". O Bloco de Esquerda votou contra e explicou …

Estado pode deixar de ganhar dinheiro com empréstimo ao Novo Banco

Atualmente, o Fundo de Resolução paga juros de 2% e 1,38% pelos empréstimos contraídos junto do Estado para financiar as medidas de resolução do BES e do Banif, respetivamente. Porém, esse valor pode descer para …

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …

Enfermeiros que deixem de ser chefes regressam ao início da carreira

Há enfermeiros que regressaram ao início de carreira depois de terem abandonado as suas funções de chefia, revela o jornal Público. Tal como escreve o matutino, que avança a notícia esta quinta-feira, para que estes …