/

Blue Zones: as 5 cidades onde se vive mais tempo

L I S S Y / Flickr

Sardenha, Itália

Dois locais na Europa, dois na América e um na Ásia. Nas cinco “zonas azuis” encontra-se muita gente acima dos 80 anos. Há nove factores.

Dan Buettner, escritor conhecido e ligado à National Geographic, é responsável pela criação das Blue Zones.

O que são estas “zonas azuis”? São os pontos do mundo onde é mais provável encontrar pessoas acima dos 80 anos, 90 anos, ou mesmo acima dos 100 anos.

Nove critérios fundamentaram esta lista: movem-se naturalmente, têm um propósito sempre que se levantam, conseguem acalmar e fugir ao stress, não comem demasiado, seguem uma alimentação saudável, bebem álcool de forma moderada, estão ligados a comunidades religiosas, dão atenção às pessoas mais próximas e estão inseridas na “tribo” certa.

O portal Travel + Leisure recuperou esta noção e recordou a lista das tais cinco “zonas azuis”, onde estes nove critérios são cumpridos por mais pessoas. Há dois locais na Europa, dois na América e um na Ásia.

A “zona azul” identificada mais rapidamente, e que lidera a lista, é uma ilha: Sardenha, em Itália, onde há uma “peculiaridade genética rara” que se prolonga por gerações e que permite viver durante mais tempo.

Okinawa, no Japão, regista uma taxa de cancro muito baixa, tal como baixo é o número de pessoas com doenças cardíacas e com demência. A maioria dos idosos tem um propósito, sabe o que quer (e vai) fazer diariamente. E não surpreende ver o Japão nesta lista.

Segue-se Nicoya, na Costa Rica, onde o lema “vida pura” predomina. Lá vive-se feliz todos os dias e há fortes laços familiares, com um propósito constante também. Além de se comer bem, com regras.

Na Grécia fica Icária, outra ilha. Só vivem lá menos de 10 mil pessoas mas estão saudáveis e praticamente ninguém tem demência ou doenças crónicas. Mexem-se, têm vida social, comem e bebem moderadamente. Um terço destes gregos vive até aos 90 anos.

Loma Linda, Estados Unidos da América. Aqui são os Adventistas do Sétimo Dia que seguem deitas vegetarianas e que praticam muito exercício. Pertencem à comunidade, tornam o auxílio aos outros a sua rotina. E vivem mais 10 anos do que a maioria das outras pessoas.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

 

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE