Cidadãos juntam-se a cientista português para jogar contra o cancro

 

O cientista português Carlos Caldas vai recorrer a um modelo de “crowd science”, pesquisa científica com colaboração de pessoas comuns, para o ajudar na investigação do cancro da mama, através de um jogo de telemóvel lançado esta terça feira, anunciou a fundação Cancer Research UK.

De acordo com esta entidade britânica, que investe milhões de euros na investigação sobre o cancro, o jogo é o primeiro do género a nível mundial e vai ajudar “pessoas de todo o mundo a auxiliar os cientistas a decifrar dados genéticos” de modo a “encontrarem respostas a algumas das perguntas mais difíceis sobre o cancro”.

O jogo, chamado “Play for Cure: Genes in Space” (“Jogue para Curar: Genes no Espaço”), consiste na condução de uma nave a alta velocidade entre asteróides, com o objectivo de recolher um material chamado “Elemento Alfa”.

Ao mesmo tempo, ajuda os cientistas a analisarem informação gerada por uma tecnologia chamada “microarray” de genes, que é usada para tentar identificar, nos nossos genomas, regiões anormais como as encontradas em diferentes cancros.

Cambridge News

O cientista português Carlos Caldas, da Universidade de Cambridge

O cientista português Carlos Caldas, da Universidade de Cambridge

O espaço recriado no jogo são amostras de cancro, e o percurso da nave tem por objectivo detectar alterações genéticas, que possam contribuir para decifrar as causas do cancro e ajudar os cientistas a desenvolver melhores medicamentos.

Mais do que prevenção ou sensibilização do tema para o público jovem, Carlos Caldas considera este jogo um exemplo de “ciência do cidadão”, em que pessoas comuns em grupo ajudam investigadores a analisar informação importante para a ciência.

O mais conhecido projecto de “crowd science” é o [email protected], da Universidade de Berkeley, no qual os cidadãos instalam no seu computador um programa que recolhe pela internet, analisa e devolve pedaços de informação, de entre a enorme quantidade de dados obtidos pelos telescópios do SETI, o programa de procura de sinais de vida inteligente no universo fundado por Frank Drake e Carl Sagan.

O português, investigador e professor na Universidade de Cambridge, disse à agência Lusa esperar que os resultados de outros projetos de “ciência cidadã” se repitam e contribuam para o seu trabalho sobre o cancro da mama.

Carlos Caldas já está envolvido num outro projeto de “ciência do cidadão”, o “Google Cell Slider“, lançado em outubro de 2013 e que já permitiu reduzir de 18 para apenas três meses, o tempo gasto por investigadores na análise de um subconjunto de amostras de cancro da mama, ao pôr mais de 200 mil pessoas a classificar perto de dois milhões de imagens de cancro.

E então, quer ser um herói da ciência? Aliste-se já, aqui: Play to Cure: Genes in Space

AJB, ZAP c/ Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Titã pode estar condenada a chocar contra Saturno

A maior lua de Saturno, Titã, tem um enorme efeito na inclinação do planeta, e o seu afastamento do planeta pode derrubá-lo e condenar a própria Titã. A cada ano que passa, Titã afasta-se 11 centímetros …

É um cenário de filme de ficção científica - mas será possível a Lua colidir contra a Terra?

Está sempre aparentemente calma no céu, mas será que a Lua pode algum dia vir a chocar com a Terra? Há simulações que ajudam a ter uma ideia do que aconteceria neste cenário. Um novo filme …

O segredo da Coreia do Sul para combater a covid-19? Tecnologia de ponta e toque humano

O sucesso da Coreia do Sul a combater a pandemia de covid-19 não assentou apenas no recurso à tecnologia de ponta — também envolveu o tradicional toque humano. De acordo com um recente relatório da Câmara …

Governo: voto contra do Bloco é "definitivo". Marcelo diz que chumbo provoca dissolução

O Governo afirmou este domingo que entendeu o anúncio de voto contra por parte do BE como “uma posição definitiva”, remetendo eventuais novas negociações com este partido para a fase da especialidade do Orçamento do …

Soldados do exército chinês alinhados.

Chinesas querem "empregos de homem" — mas o sistema educacional corta-lhes as asas

Várias escolas, academia e universidades chinesas impõe cotas que limitam o acesso de estudantes do sexo feminino. Mulheres têm de tirar notas mais altas do que os homens para entrar. Um pouco por todo o mundo …

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …