CIA acusa Huawei de ser financiada pelo Ministério de Segurança chinês

A CIA, a agência de inteligência norte-americana, acusa a fabricante de telemóveis Huawei de receber dinheiro proveniente de sucursais do Ministério de Segurança chinês.

As questões de segurança relacionadas com a empresa chinesa têm estado nos últimos meses na ordem do dia — ainda mais agora, depois ter sido tornado público que a Huawei terá recebido financiamento do Governo chinês.

Documentos fornecidos pela CIA ao Reino Unido provam que a Huawei recebeu dinheiro do Exército de Libertação do Povo, da Comissão Nacional de Segurança e de uma terceira agência de inteligência chinesa. A informação foi também partilhada com a Austrália, Nova Zelândia e Canadá, parceiros dos EUA na aliança de inteligência Five Eyes Club.

De acordo com o jornal britânico The Times, isto pode representar um risco de segurança para o Reino Unido, caso opte por usar a infraestrutura 5G da Huawei. Apesar dos rumores de espionagem que pairam sob a empresa, a Huawei também quer trazer a tecnologia para Portugal.

O The Times explica que, na China, as empresas são obrigadas a cooperar com a segurança do país, mas os mais críticos defendem que esta relação pode facilitar a instalação de software que permita a espionagem ou alteração das comunicações britânicas.

O Governo britânico está agora a estudar a possível implementação da rede 5G da Huawei no país, tendo como preocupação “garantir que nenhuma empresa de telecomunicações se torne demasiado poderosa”, explica uma fonte oficial do executivo, citada pelo El Mundo.

O centro nacional de segurança informática britânico já tinha alertado, no mês passado, que o Governo teria dificuldades em controlar os riscos de segurança causados pela entrada da tecnologia 5G chinesa no Reino Unido.

Huawei defende-se

Em sua defesa, a Huawei diz que é uma empresa privada, independente de qualquer influência, e negou que a colaboração obrigatória com a segurança chinesa representasse um risco de segurança para o Reino Unido ou para qualquer outro país.

A Huawei defende ainda que as “acusações são infundadas” e que o o Governo chinês nunca pediu nenhumas informações — e que caso pedisse, seria “categoricamente rejeitado”. “Eu não consigo entender que nos acusem, se não têm provas técnicas“, disse Zhou Yue, engenheiro da fabricante chinesa.

O laboratório de segurança informática da Huawei foi criado em 2008 e opera desde 2013, contando com o apoio de mais de 1500 especialistas. Segundo Zhou, trabalha de uma maneira “totalmente independente” às linhas de produção da empresa chinesa.

Ainda no mês passado, Trump avisou todos os países do mundo sobre a tecnologia e equipamentos da Huawei no que toca ao desenvolvimento da rede 5G. O presidente norte-americano alertou que estes representam um risco de segurança e que a empresa tem ligações fortes com o Governo chinês.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A CIA podia também acusar Portugal já que o governo português anda a financiar os Bancos públicos e privados, com dinheiro dos contribuintes. Um valor muito superior ao que a China mete na Huawei.

  2. CIA anda a brincar, mas a Huawei também tem piada:
    “A Huawei defende ainda que as “acusações são infundadas” e que o o Governo chinês nunca pediu nenhumas informações — e que caso pedisse, seria “categoricamente rejeitado””
    Gostava de ver esse “categoricamente rejeitado” na China!…

RESPONDER

Banco de França vai testar moeda digital em 2020

O governador do Banco de França anunciou na quarta-feira o lançamento de testes no próximo ano para uma moeda digital, que pode servir de precedente para uma iniciativa do mesmo tipo à escala da zona …

Atlético de Madrid na corrida por Gabigol

O Atlético de Madrid entrou na corrida pela contratação de Gabigol, o artilheiro que está ao serviço do Flamengo por empréstimo do Inter de Milão. A notícia é avançada pelo jornal italiano Gazzetta Dello Sport, …

Australiana condenada a prisão por ter mentido no currículo

Uma australiana de 45 anos foi condenada a um ano de prisão efetiva por ter mentido no seu currículo para conseguir uma vaga no Governo regional, conta esta quinta-feira a ABC Australia. Veronica Hilda Theriault foi …

Homem da comunicação de Rui Rio pertence à maçonaria

João Tocha, o homem que o líder do PSD escolheu para fazer parte da sua comunicação, é maçon, avança a revista Visão esta quinta-feira. Em declarações à Visão, João Tocha, iniciado no Grande Oriente Lusitano …

Marco Silva despedido do Everton

O treinador português Marco Silva foi hoje despedido pelo Everton, clube da Primeira Liga inglesa de futebol, um dia depois do desaire por 5-2 no reduto do rival da cidade, o campeão europeu Liverpool. “O Everton …

Líder Supremo do Irão aprova medidas para reconhecer como "mártires" os mortos dos recentes distúrbios

O líder supremo do Irão aprovou as recomendações de um relatório oficial propondo o reconhecimento como "mártires" dos mortos nos recentes distúrbios no país sem que tenham "desempenhado qualquer papel", indicou esta quinta-feira o seu …

OE2020. Governo quer baixar preço da luz sem mexer no IVA

O Governo socialista está a estudar hipóteses "alternativas" para baixar o preço da luz sem mexer na taxa do IVA, devendo estas soluções constar já da proposta inicial do Orçamento de Estado para 2020 (OE2020). De …

Pelosi acionou votação para impeachment a Trump. "Os factos são incontestáveis"

A Presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, anunciou esta quinta-feira que o órgão irá avançar com a redação de acusações contra o Presidente norte-americano, no âmbito do processo de impeachment. “As ações …

Relação volta a contrariar Ivo Rosa. Depoimentos de Salgado nos casos BES e Monte Branco podem ser usados na Operação Marquês

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) autorizou a utilização na Operação Marquês dos depoimentos do banqueiro e arguido Ricardo Salgado, prestados nos processos Monte Branco e Universo GES/BES, contestando a decisão de Ivo Rosa, …

Carga fiscal subiu aos 35,4% em 2018. É o valor mais alto desde 2000

A carga fiscal em Portugal subiu dos 34,3% do PIB em 2017 para os 35,4% em 2018, o valor mais elevado desde 2000, acima da média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento …