A China e a Índia estão literalmente a tornar a Terra mais verde

NASA

Baseada em fotografias captadas pelos seus satélites (MODIS), a agência espacial norte-americana (NASA) acaba de revelar que a Terra está mais verde do que há 20 anos. China e Índia são as principais fontes deste crescimento.

Numa nova investigação, esta semana publicado, a NASA revela que o crescimento da vegetação no nosso planeta cresceu nos últimos anos, representando um crescimento na área foliar equivalente ao território ocupado pela floresta Amazónia, no Brasil.

As principais fontes deste aumento “verde” são a Índia e a China, os países mais populosos do mundo, devido à agricultura intensiva desenvolvida por ambos os países, bem como aos programas de plantio de árvores lançados por Pequim.

“A China e a Índia representam um terço deste greening” e, embora “apenas cubram 9% da vegetação da superfície terrestre”, este facto é “uma descoberta surpreendente”, em função da “degradação” dos países altamente povoados, assegura Chi Chen, membro do Departamento da Terra e Meio Ambiente da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, e autor principal do estudo da NASA.

“Agora que sabemos que a influência humana é o fator-chave” para este fenómeno, “devemos ter isso em conta” nos nossos modelos climáticos para “melhor prever” o comportamento dos diferentes sistemas da Terra, cálculo este que “permitirá aos países tomar melhores decisões sobre como e quando agir”, argumentou Rama Nemani, co-autor do estudo e membro do Centro de Investigação AMES da NASA.

NASA

Tendência da média anual da superfície foliar no mundo

De acordo com o mesmo documento, 42% do crescimento da vegetação na China é fruto de programas de conservação e expansão florestal e 32% da agricultura, enquanto na Índia a maioria (82%) é resultado das culturas alimentares.

Depois da China e da Índia, segue-se a União Europeia, Canadá, Rússia, Austrália e EUA, como territórios que mais contribuem para alimentar as zonas verdes da Terra.

Apesar da Terra estar mais verde quando comparada com há vinte anos, ambos os cientistas concordam que este aumento não compensa os danos causados pela perda de vegetação em regiões tropicais, como é o caso do Brasil ou da Indonésia.

ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

    • Aparece sempre alguém com vontade de introduzir ruído. O CO2 não planta árvores. A Terra já teve mais árvores com taxas de CO2 muito mais baixas. As taxas de CO2 nos dias de hoje são as mais elevadas desde que o homem anda neste planeta. O que os gráficos representam são tendências de reflorestação e infelizmente pode ver que em zonas da Amazónia e no nordeste brasileiro até é negativa, bem como em muitas zonas de África.

        • o co2 pode até servir de adubo mas sem plantação de lavouras e árvores perenes não existe sequestro de carbono… enquanto a china replanta florestas e faz lavouras, o brasil segue desmantando a amazônia pra contrabandear madeira e desertificar o local e plantar soja com alto consumo de água nas regiões agricultáveis…. quando não dá mais pra plantar soja por ter esgotado os mananciais.. largam a terra devastada pra trás…

        • Pensava que sabia ler. Leia lá outra vez. Mas sim a terra já teve taxas de CO2 milhares de vezes mais elevadas segundo a ciência e o registo fóssil há muitos milhões de anos atrás. Só que nessa altura à vida na terra era bem diferente daquela que hoje conhecemos. Se você tambêm é dos que acha que o CO2 só faz bem e que o pessoal só quer fazer negócio por conta disso, aconselho a ler os livros dos anos 80 do James Lovelock, escritos antes do chamado negócio do carbono.
          https://www.bertrand.pt/livro/as-eras-de-gaia-james-lovelock/65638

          • O petroleo é depósito das plantas que viveram ha muitos milhoes de anos. Onde foram essas plantas buscar o carbono que agora está no petroleo? Nao foi da atmosfera? Então não houve sequestro nenhum? Miséria da nossa escola que passa pessoas de ano capazes de dizer o que você diz

            • Eu acho que você não sabe ou não quer interpretar o que se escreve. Deixe de medir a cultura dos outros pela sua. As plantas foram buscar o carbono à intensa actividade vulcânica que existia na terra à milhões de anos quando ainda não havia mamíferos sequer mas não só. Aquilo do sequestro que voce refere é tão obvio que nem merece discussão meu caro. Olhe as conchas e muita da areia dos oceanos tambem são carbono sequestrado. Existe uma coisa que se chama dinâmica e equilibrio de processos, mas isso não dá para discutir aqui. Leia isto:
              https://pt.wikipedia.org/wiki/Atmosfera_terrestre

      • prezado João pires, se a terra já teve taxas de CO2 maiores em tempos remotos antes do homem andar na terra disto se conclui que NÃO necessariamente o aumento das txs é apenas culpa do homem que portanto há outros fatores envolvidos além do homem.
        E o pior de tudo, houve taxas maiores em plena era do Gelo o que dissocia completamente poluição de aquecimento global.
        Gostaria de ler mais pesquisas sérias que quantificassem o real impacto do homem nas taxas de CO2 e o real impacto destas taxas na temperatura, e o real impacto das alterações de temperatura na vida na terra, das alterações na vida na terra, quais e quanto impactam o homem.
        Infelizmente 99% do que leio é mimimi de gente mais interessada em dinheiro, em financiar pesquisas, em extorquir o povo com teorias de colapso, e muita mas muita má ciência, distorção de fatos e dados, omissão de relações causais diretas, observação enviesada orientada apenas para aspectos negativos e todo tipo de malandragem travestida de ciência, só ficando atrás do “jornalismo”.

    • É, foi o aumento do CO2, e a NASA pintou as fotos de verde para enganar as pessoas e esconder que o planeta está virando um deserto.
      Sério, pára de usar o Youtube pra estudar geofísica e começa a usar seu cérebro, fazendo o favor. LÊ A PORRA DA MATÉRIA E PÁRA DE FALAR DO QUE VOCÊ NÃO ENTENDE. GRATO.

  1. É facto que sem CO2 não haveria fotossíntese, logo não haveria verduras, das quais as algas também fazem parte.
    Parem a discussão que isto não é nenhuma aula de química.
    O negócio do carbono é o negócio mais rentável que possa haver, devido ao facto de ser renovável, quer isto dizer, consegue vender odireito a produzir o mesmo carbono vezes infinitas.

    Tenham mais calma e articulem as ideias.

  2. Existe algum erro grave aí

    No gráfico da NASA ao fim do artigo mostra que todos aqueles países tem porcentagem POSITIVA de greening por década. Alguns acima, outros abaixo da média. Nenhum deles perdeu áreas green.

    No texto está dito que os ganhos em India e china “não compensam as perdas em áreas tropicais como BR e indonesia”. Oras raios!!! Que perdas??? Todos aqueles ganharam, alguns mais, alguns menos que a média, conforme o gráfico, incluso Br e Indonesia ganharam, é o gráfico que diz, então como pode china e india compensar por algo que não aconteceu?

    Que se apresente então os países que perderam Leaf Area.
    Ou que se explique melhor esta questão, do jeito que está escrito há uma clara e grave contradição.
    E mais, quais são os danos causados pela perda de vegetação em áreas tropicais? Esta última linha também ficou obscura.

"Ministra da Insensibilidade Social". CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos …

Esgotos de dois milhões de portugueses monitorizados para prever segunda vaga de covid-19

Os esgotos de dois milhões de portugueses estão a ser monitorizados para detetar a eventual presença do vírus da covid-19 e prever uma nova vaga. O Jornal de Notícias avança este sábado que a análise está …

Covid-19. Mais 198 infetados e 3 mortes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 198 casos de infeção por covid-19 e três óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico Direção-Geral da Saúde (DGS) desde …

Média já divulgaram publicidade institucional (mas Estado ainda não lhes pagou)

O Sindicato dos Jornalistas lamentou esta sexta-feira que o Governo não tenha disponibilizado os 15 milhões de euros relativos à compra antecipada de publicidade institucional, vincando que o executivo está em dívida com as empresas …

Autoridades admitem que extrema-direita vá vigiar manifestações antifascistas de domingo

A Frente Unitária Antifascista anunciou que vai organizar no próximo domingo duas manifestações - uma Lisboa (Praça Luís de Camões) e outra no Porto (Avenida dos Aliados). O mote é a luta contra o fascismo. Estas manifestações …

Marcelo não entende por que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido (e leu os relatórios de Reguengos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, em declarações transmitidas pela RTP3, que não entende porque é que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido. Em declarações transmitidas pela RTP3 a partir de …

Estado só recuperou 21% dos créditos tóxicos do BPN

O Estado apenas recuperou 21% dos créditos tóxicos do Banco Português de Negócios, que derivaram da nacionalização da instituição bancária em 2008. Até final de 2019, o Estado só conseguiu recuperar 21% da carteira de créditos …

Novas matrículas "só" vão durar 45 anos (por causa das palavras obscenas)

O novo formato de matrículas entrou em vigor a 2 de março. As novas matrículas vão durar menos tempo do que poderiam porque não serão usadas combinações “que possam formar palavras ou siglas que se …

Novo lay-off conta apenas com 1% das adesões do simplificado

O sucedâneo do lay-off simplificado conta apenas com 1.268 adesões nas primeiras duas semanas. Este valor é apenas 1% do número de empresas que acederam ao primeiro apoio. Nas primeiras duas semanas desde a sua implementação, …

Trump promove falsa teoria de que Kamala Harris não nasceu nos EUA (e que não será elegível para vice)

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que ouviu que Kamala Harris, candidata democrata à vice-presidência da Casa Branca, não era elegível para o cargo, com base num boato que sugeria que pode não …