A chave para curar tumores cerebrais pode estar num vírus mortal

Os cientistas pretendem introduzir mutações sobre o vírus Zika até desenvolverem uma variante genética que ataque os tumores sem causar a propagação da infeção no organismo.

O víruz Zika, que afeta principalmente bebés durante a gravidez e provoca microcefalia, malformações nervosas e até morte prematura, pode ser eficaz no tratamento de glioblastomas, a forma mais comum e agressiva de tumor cerebral, de acordo com um novo estudo publicado no “The Journal of Experimental Medicine”.

Pacientes com este tumor têm uma esperança média de vida de dois anos, desde o momento do diagnóstico.

Investigadores da Universidade da California, em San Diego, nos EUA, em colaboração com médicos da Universidade de Washington, nos EUA, utilizaram o vírus Zika para atacar as células mãe mutadas que geraram o tumor cerebral para comprova a hipótese de que a preferência do vírus Zika pelas células progenitoras neuronais poderia ser utilizada contra as células mãe do glioblastoma.

Até agora, a investigação consistiu em duas fases. A primeira fase foi realizada numa placa de Petri, onde se observou que o vírus Zika “devorou” as células que geram o glioblastoma.

A segunda foi realizada em ratos afetados artificialmente com este tipo de tumor cerebral. Observou-se neles uma notável desaceleração do crescimento do tumor nos roedores, permitindo prolongar a sua esperança de vida.

O tratamento padrão contra esta forma de tumor cerebral costuma ser agressivo e consiste em cirurgia, quimioterapia e sessões de radiação. No entanto, uma grande parte dos tumores reaparece ao fim de poucos meses.

Os resultados deste estudo sugerem agora que uma infeção com Zika poderia complementar o tratamento com a quimioterapia, que ataca o tumor, mas não as células “progenitoras” que o geram. Por outro lado, o Zika afeta essas células, mas não o tumor.

“Acreditamos que o Zika pode vir a ser utilizado em combinação com terapias atuais para erradicar um tumor inteiro”, afirmou Milan Chheda, professor assistente de neurologia e medicina, na Universidade de Washington e um dos autores do estudo.

Agora, os cientistas pretendem introduzir mutações sobre o vírus Zika até desenvolverem uma variante genética que ataque os tumores sem causar a propagação da infeção no organismo.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A chave está descoberta – DCA. O que seria interessante era fazerem um artigo sobre o DCA no tratamento dos tumores, especialmente no cerebral…. E entenderem porque é que este tratamento não é generalizado e levado em conta. (sei de um caso em que o tempo de vida após deteção do tumor era de 6 a 12 meses, efetuou 2 cirugias, e decidiu tomar o DCA, já lá vão 5 anos…. continua viva… é um caso de sucesso e conhecido no IPO de Lisboa)

RESPONDER

A maior parte dos produtos de maquilhagem está contaminada com superbactérias perigosas

Nove em cada 10 produtos cosméticos atualmente em uso estão contaminados com superbactérias potencialmente prejudiciais, incluindo E. coli e Staphylococci. Beauty blender, rímel e brilho labial são os produtos que contêm os mais altos níveis …

NASA gravou acidentalmente a explosão de um cometa a aproximar-se do Sol

Astrónomos usaram dados do telescópio espacial TESS para estudar a explosão de um cometa durante a sua aproximação ao Sol. A investigação resultou num artigo publicado em novembro na revista científica Astrophysical Journal Letters. Foi a …

Objeto de Hoag é uma galáxia dentro de uma galáxia (que está dentro de outra galáxia)

Se observar atentamente a Constelação da Serpente poderá ver uma galáxia dentro de uma galáxia que, por sua vez, está dentro de outra galáxia. Este grande mistério do Universo é conhecido como Objeto de Hoag. Descoberto …

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …