Charlie Hebdo gera nova polémica, desta vez por causa de Aylan

O jornal satírico francês está de novo no centro de uma polémica por causa da referência a Aylan Kurdi, o menino sírio que apareceu morto numa praia da Turquia.

As duas novas imagens do Charlie Hebdo estão a gerar alguma revolta nas redes sociais, devido à referência a Aylan Kurdi, menino sírio que apareceu morto numa praia turca.

Aquele que se tornou um símbolo dos refugiados é representado, de forma satírica como é habitual, pelo jornal francês.

Na capa, o corpo do menino de três anos está ao lado de um cartaz – com uma famosa personagem de uma cadeia de fast food americana – no qual se pode ler “Promoção! Dois menus criança pelo preço de um”.

Também está visível a mensagem “Sejam bem vindos refugiados” e logo a seguir uma frase que fica a meio: “Tão perto do objetivo…”.

Na outra imagem, uma personagem, que parece ser Jesus Cristo, anda sobre a água na qual Aylan se afundou, relembrando um dos episódios bíblicos, na qual se pode ler: “A prova de que a Europa é cristã. Os cristãos andam sobre a água. As crianças muçulmanas afundam”.

As duas imagens começaram a ser alvo de duras críticas nas redes sociais, sobretudo no Twitter.

Por outro lado, também há quem defenda a perspetiva do jornal, dizendo que estas imagens só pretendem alertar para a reação europeia face à vinda dos refugiados.

Segundo o Daily Mail, o advogado e ativista dos direitos do homem Peter Herbert anunciou que vai levar a publicação a tribunal por incitar ao ódio racial.

“O Charlie Hebdo é uma publicação puramente racista, xenófoba e ideologicamente falida”, defendeu o advogado no Twitter.

Em janeiro do ano passado, depois de terem publicado algumas capas que satirizavam o profeta Maomé, doze pessoas foram mortas num ataque à redação do jornal e outras cinco foram assassinadas nos dias seguintes.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

    • Não aprenderam nada? Mas acha que há alguma lição a aprender do ponto de vista editorial com um acto terrorista? Sugere auto-censura, é isso?

  1. Nos tempos que vão correndo o humor é cada vez mais um exercício difícil, arriscado e de interpretação obtusa. Deve ser incómodo. Querer interpretar à letra (o que fazemos frequentemente, porque não queremos gastar tempo a pensar) nem sempre nos conduz ao significado que se pretende alcançar. Não vi os desenhos, mas pela descrição, se formos para além do sentido literal, a mensagem que passa pode ser interpretada como crítica à forma como o ocidente, designadamente a Europa, tem tratado esta questão. Talvez andemos todos com pouca vontade de rir, sobretudo de nós próprios…

RESPONDER

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …

Especialistas alemães consideram que país já está a ter uma segunda vaga

Especialistas alemães consideram que o país já está a passar por uma segunda vaga de covid-19, ainda que não seja comparável à primeira. De acordo com o sindicato dos médicos Marburger Bund, o país já está …

Governo garante que julho foi o mês com mais testes à covid-19

O mês de julho registou o maior número de testes à covid-19, totalizando 431.178 rastreios e uma média diária de 13.909, revelou, esta quarta-feira, a secretária de Estado da Saúde. Na conferência de imprensa para fazer …

Imprensa chinesa acusa EUA de "abuso de poder" para roubar TikTok

Um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC) acusou esta quarta-feira os Estados Unidos (EUA) de "abusarem do seu poder" para "roubarem" o TikTok, ao forçarem a venda da aplicação de vídeos detida pela empresa …

"Poder militar supremo". Duas semanas de estado de emergência em Beirute

O Governo libanês decretou, esta quarta-feira, o estado de emergência por duas semanas em Beirute, na sequência das explosões no porto da capital. O último balanço feito pelo Governo aponta para 135 mortos. Pelo menos 135 …

43% dos restaurantes pondera avançar para insolvência

Cerca de 43% das empresas de restauração e bebidas e de 17% do alojamento turístico ponderam avançar para insolvência, informa o mais recente inquérito mensal da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP). "No …

António Mexia investe 25 mil euros no aumento de capital da EDP

O presidente do Conselho de Administração Executivo da EDP, que se encontra com funções suspensas, subscreveu 7738 ações, num investimento de 24.535 euros, no aumento de capital de mais de mil milhões de euros do …

Liga quer adeptos nas bancadas em setembro. Governo não se compromete

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) disse, esta quarta-feira, que o organismo está a trabalhar para que a época 2020/21 comece com público nas bancadas. Na conferência "Futebol Profissional e Economia Pós COVID-19", …