CGTP tem “grandes preocupações” acerca do fim do lay-off

José Sena Goulão / Lusa

A secretária-geral da CGTP, Isabel Camarinha

A secretária-geral da CGTP, Isabel Camarinha, manifestou hoje que a intersindical tem “grandes preocupações” relativamente ao fim dos mecanismos de ‘lay-off’, após uma reunião em Belém com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

“Nós não temos uma bola de cristal, mas, de facto, temos grandes preocupações com o que vai acontecer quando terminar o período dos ‘lay-off’ simplificados ou das medidas que estão em vigor, porque não foram garantidas as condições para que as empresas se mantivessem com viabilidade”, disse Isabel Camarinha aos jornalistas no Palácio de Belém, em Lisboa.

Após a reunião convocada por Marcelo Rebelo de Sousa, e instada a comentar o que pode acontecer depois do aumento da taxa de desempego para 7% em junho, conhecido hoje, a sindicalista defendeu que “a proibição dos despedimentos e a garantia da totalidade dos salários aos trabalhadores é a melhor forma de garantir a viabilidade das empresas, porque isso vai obrigar a economia a funcionar”.

“Não havendo estas garantias, continuando a haver perda de rendimentos, trabalhadores com vínculos precários […] que podem ser despedidos pelas empresas, aumentando o número dos desempregados, quando terminar este período de medidas que estão em vigor, ou há um romper com estas opções que têm vindo a ser tomadas, ou a situação poderá ficar muitíssimo mais difícil”, vaticinou a secretária-geral da CGTP.

Após a reunião com o Presidente da República, Isabel Camarinha afirmou que o chefe de Estado pretendeu ouvir a intersindical acerca “do Orçamento do Estado Suplementar que foi aprovado, a visão estratégica do professor Costa Silva, a preparação do próximo Orçamento do Estado e as medidas que têm vindo a ser tomadas”.

“A CGTP reafirmou aqui aquilo que têm sido as suas posições, revindicações e exigências de que haja uma rutura com o modelo que temos no nosso país: de baixos salários, de precariedade, de uma legislação laboral que favorece o boicote à contratação coletiva”, enumerou a dirigente sindical.

Isabel Camarinha considerou também existir uma “necessidade urgente de investimento nos serviços públicos e nas funções sociais do Estado”, de forma a “dar resposta aos problemas dos trabalhadores e das empresas”, garantindo os salários na totalidade aos trabalhadores.

“Deixámos aqui ao senhor presidente um conjunto de propostas que a CGTP tem, quer para responder à situação atual, quer do ponto de vista estratégico para o nosso país e para a defesa dos interesses e direitos dos trabalhadores”, acrescentou a dirigente sindical.

Isabel Camarinha antecipou que o desemprego poderá “disparar daqui a uns meses, como poderá acontecer se não houver alteração das opções” governativas, instando o Governo a “optar” por defender os trabalhadores e as empresas mais pequenas.

A secretária-geral da CGTP classificou ainda o plano do gestor António Costa Silva de “bastante genérico, que não concretiza, de facto, como é que se vão atingir as questões apontadas” nem como se altera “a forma de gestão da economia”.

Instada a comentar a afirmação de hoje do ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, que referiu que alguns indicadores recentes da atividade das empresas e do emprego “levam a pensar que o ponto mais crítico da contração económica já ficou para trás”, Isabel Camarinha referiu que “o desemprego continua a aumentar, não só o dos centros de emprego, com a inscrição de trabalhadores, mas também a perda de ocupação de muitos milhares”.

“Neste momento temos esta situação de várias medidas que estão em vigor e que podem estar a esconder um pouco a realidade”, alertou a dirigente sindical.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. São empresas.
    Não dão lucro.. azar é a vida.
    Requalificam-se os trabalhadores e avança que é hora.

    Quando dão lucro não andam a dividir os dividendos com toda a sociedade pois não?
    Parem lá o “choradinho” que vos fica mal. Se não fossem os sindicatos ainda hoje Portugal tinha um tecido empresarial sólido.

    Deixem-se de tretas e de ‘mama’.

RESPONDER

Viagens ao Espaço podem prejudicar o corpo a nível celular. Fígado é o mais afetado

Viagens ao Espaço podem causar o mau funcionamento da mitocôndria de uma célula devido a mudanças na gravidade e radiação, sugere uma nova investigação conduzida pelo Georgetown Lombardi Comprehensive Cancer Center, nos EUA. Investigações com cobaias …

O envelhecimento celular em humanos foi parcialmente revertido (com o uso de oxigénio)

Investigadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, descobriram uma forma de reverter o processo de envelhecimento celular e podem ter feito um avanço na procura pela juventude eterna. O novo estudo publicado na revista Aging …

Porto 0-0 Man City | Pragmatismo portista garante “oitavos”

O FC Porto está nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Os “azuis-e-brancos” precisavam apenas de um empate, ou que o Olympiacos não vencesse em França, em casa do Marselha, e ambos os pressupostos aconteceram – …

O céu tingiu-se de roxo na Suécia (e a culpa era de uma plantação de tomates)

O céu ficou misteriosamente tingido de roxo em Trelleborg, a cidade mais a sul da Suécia, por causa da luz vinda de uma plantação de tomate enuma cidade próxima. Há algumas semanas, os moradores de Trelleborg …

Maurícias estão a abater um morcego ameaçado de extinção por interesses económicos

O morcego das Maurícias, em perigo de extinção, é mais uma vez o centro de um polémico abate nas mãos do Governo, para alarme das organizações de conservação da vida selvagem. Sob pressão de agricultores e …

Procurador-geral dos EUA: não há provas de fraude eleitoral generalizada

O procurador-geral dos Estados Unidos da América, William Barr, reconheceu hoje que não houve fraude em dimensão suficiente para invalidar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais norte-americanas. "Nesta altura, não vimos fraude a …

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" aos incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …