Neurocientistas descobrem como é que o cérebro apaga memórias

Quando coisas más acontecem, não nos queremos lembrar delas. Tentamos bloquear, resistir, ignorar – mas talvez devêssemos fazer o oposto.

É sabido que o cérebro humano é capaz de esquecer intencionalmente informações – uma habilidade especialmente útil, por exemplo, ao descartar memórias traumáticas para responder de maneira mais adaptativa a novas experiências -, mas, depois de décadas de estudo, ainda não é totalmente claro como este mecanismo cognitivo funciona.

Tradicionalmente, essa capacidade estava ligada a processos passivos, como prestar menos atenção à memória “indesejada”, concentrar-se noutras informações ou tentar não reproduzir essa memória.

No entanto, um novo trabalho publicado a 11 de março na revista Journal of Neuroscience sugere que esquecer algo intencionalmente requer mais esforço mental do que o necessário para memorizar e faz com que o nosso cérebro direcione mais atenção para a memória que desejamos suprimir.

A memória não é um fenómeno estático, mas consiste em construções dinâmicas do cérebro que são constantemente atualizadas, modificadas e reorganizadas de acordo com a experiência. O cérebro trabalha sempre para lembrar e descartar informações.

Estudos anteriores sobre o esquecimento voluntário focaram principalmente a atividade neural dentro das estruturas de controlo do cérebro, como o córtex pré-frontal, bem como nas áreas responsáveis pela memória de longo prazo.

Em vez disso, os autores da nova investigação concentraram-se no córtex temporal ventral – uma zona sensorial e percetiva – medindo a atividade correspondente às representações na memória de estímulos visuais complexos.

Para isso, mostraram uma série de imagens de paisagens e rostos humanos a um grupo de voluntários adultos saudáveis, pedindo-lhes para lembrar ou esquecer certas imagens, e analisaram, ao mesmo tempo, a sua atividade neuronal através de uma ressonância magnética funcional.

Como resultado, os investigadores determinaram que, ao remover com êxito uma memória intencionalmente, registou-se um nível moderado de atividade em áreas sensoriais e de perceção do cérebro onde o esforço para lembrar as informações necessárias requeria uma atividade menos intensa.

“Um nível moderado de atividade do cérebro é fundamental para este mecanismo do esquecimento”, porque se for “muito forte fortalecerá a memória”, enquanto se foi “muito fraca não conseguirá modificá-la”, disse Tracy Wang, investigadora da Universidade do Texas.

Os especialistas também observaram que os participantes tendiam a esquecer paisagens mais facilmente do que os rostos, já que os últimos podem ter mais carga emocional. Eles também expressaram a esperança de que novos estudos no futuro possam ajudar os pacientes a livrar-se das memórias emocionais e recorrentes que interferem com a sua saúde e bem-estar.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Gostava de saber se já é possível à ciência neurológica apagar memórias traumáticas de infância que estão alojadas no cérebro humano. Se for afirmativo de que forma é lugar.

    • Existe um estudo em que se fala sobre memórias traumáticas e um mecanismo aparente envolvido em camundongos, receptores GABA, mas se é viável e utilizável em humanos eu acredito que ainda não, é muito mais complexo do que imaginamos.

RESPONDER

Maionese está a salvar tartarugas após derrame de petróleo em Israel

Membros do Centro Nacional de Resgate de Tartarugas Marinhas de Israel estão a usar maionese para limpar as vias respiratórias de tartarugas que inalaram petróleo em alto-mar. Israel fechou este domingo as praias mediterrânicas dias após …

Itália investiga empresas de entrega de comida. Há estafetas tratados "como escravos"

Itália está a investigar as empresas de entrega de comida online, com um promotor a lamentar que os estafetas que fazem as entregas, muitos deles imigrantes, são praticamente tratados "como escravos". Procuradores de Milão avançaram que …

O IONIQ 5 é o novo carro elétrico da Hyundai (e é enorme entre eixos)

O ano 2021 vai ser promissor na apresentação e lançamento de carros elétricos no mercado mundial. Algumas marcas, como a Hyundai, têm produtos prontos para serem comercializados. Agora, a marca sul-coreana apresenta o IONIQ 5. Com …

Em Moscovo, qualquer um pode ser vacinado contra a covid-19 (e até ganha um gelado)

Em Moscovo, capital da Rússia, a vacina Sputnik V está disponível gratuitamente a qualquer pessoa que queira ser vacinada desde 18 de janeiro. Os interessados não precisam de agendar a toma e até ganham um …

As abelhas convenceram-nos de que sabiam matemática. Mas mentiram-nos

O novo estudo não significa necessariamente que as abelhas não entendam números, mas sugere que os animais usam propriedades não numéricas para resolver problemas matemáticos. Vários estudos convenceram-nos de que as abelhas são pequenos génios matemáticos: …

Liam Thorpe era prioritário na vacinação contra a covid-19 por ter 6,2 cm. Foi um erro

Liam Thorp, um homem de 32 anos sem comorbilidades, foi incorporado na lista de cidadãos prioritários para a vacinação contra a covid-19 no Reino Unido. Tudo por causa de um erro no sistema, que o registou …

Decisão de Lyon de retirar carne das ementas escolares gera protestos em França

A decisão temporária do presidente da Câmara de Lyon, membro do partido Europa Ecologia - Os Verdes, está a ser recebida com protestos em França. De acordo com o jornal The Guardian, Grégory Doucet decidiu retirar …

Roma 3-1 SC Braga | Minhotos despedem-se na Cidade Eterna

Portugal está sem equipas na Liga Europa 2020/21. O Sporting de Braga deslocou-se a Roma e perdeu por 3-1, terminando a eliminatória dos 16 avos-de-final com um agregado de 5-1, após a derrota por 2-0 …

Desenhe o seu próprio icebergue. Um site diz-lhe se flutua ou se vira

Joshua Tauberer criou um simulador de icebergues com o objetivo de demonstrar que a glacióloga Megan Thompson-Munson estava certa. "Um icebergue alongado não flutuaria de cabeça, mas de lado", disse a especialista na semana passada. A …

Divulgados vídeos que sugerem como poderão ser os primeiros óculos de Realidade Aumentada da Samsung

A Samsung tem falado de óculos de Realidade Aumentada (RA) há anos, tendo recentemente lançado um conjunto básico de óculos de projeção de imagem no palco CES 2020. Porém, nunca tinha sido visto a empresa …