Caso de português internado com parasita alerta para os riscos do sushi

Um homem português, de 32 anos, esteve internado num hospital de Lisboa, devido a uma infecção provocada por um parasita que apanhou após ter comido sushi. O caso é relatado num estudo científico que alerta para os riscos do peixe cru.

Publicado no British Medical Journal, este estudo realizado por investigadores portugueses dos Departamentos de Gastroenterologia do Hospital Egas Moniz e do Hospital da Luz, ambos em Lisboa, revela o caso de um homem de 32 anos que foi internado com fortes dores abdominais, vómitos e febre.

Após vários exames, incluindo uma endoscopia, os médicos conseguiram detectar a origem do problema. Tratava-se um parasita conhecido por anisakis que se encontrava alojado no intestino do paciente.

O homem disse aos médicos que tinha comido sushi há cerca de uma semana.

O peixe cru, típico do prato tradicional japonês, terá sido assim, a origem do parasita que provoca uma doença conhecida como anisakiasis.

Após a remoção do parasita, o homem deixou de ter quaisquer sintomas do problema, refere a investigadora que liderou o estudo, Joana Carmo, em declarações à CNN.

Joana Carmo et al / British Medical Journal

Parasita anisakis alojado no intestino de um paciente após este ter comido sushi.

Parasita anisakis alojado no intestino de um paciente após este ter comido sushi.

“A anisakis pode infectar salmão, arenque, bacalhau, cavala, lulas, alabote e anchova vermelha”, explica a investigadora, notando que “há algumas décadas, os médicos não conheciam esta infecção”.

O parasita tem sido, sobretudo, detectado no Japão, onde o consumo de peixe cru é mais recorrente. Mas “devido às mudanças nos hábitos alimentares, a anisakiasis é uma doença em crescimento nos países ocidentais”, apontam os investigadores no estudo.

“Os pacientes podem ter sintomas alérgicos, como angioma [inchaço na boca], urticária e anafilaxia”, frisam ainda, notando que “os sintomas gastrointestinais incluem dores abdominais, náusea e vómitos, e complicações como sangramento digestivo, obstrução intestinal, perfuração e também pode ocorrer peritonite”, além de febre.

Os parasitas podem chegar aos 15 metros de comprimento e, nalguns casos, podem ficar sem detectar durante muito tempo ou até viver durante anos, dentro do organismo de uma pessoa.

SV, ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Esta notícia já me está a estragar o negócio, estava a pensar montar um restaurante de vários répteis crus, insetos e sobretudo ratos e ratazanas que há por aí muitos e precisam de algum controlo.

  2. Os parasitas podem chegar aos 15 metros?????? Mas será que isto estará bem traduzido???? Não será 15 cms? Ou vá… 150cms = 1,5m? Enfim….

      • Penso que a Maria se referia ao parasita Anisakis, do qual trata o artigo, e que se esqueceram de dizer que pode chegar aos 30 milímetros. Os 15 metros referem-se a outros parasitas, como a ténia (descrita no artigo que se encontra no link disponibilizado pelo ZAP), que nada tem a ver com os peixes e com o artigo que acabámos de ler (pelo que só consigo explicar a sua referência com o sensacionalismo e alarme que pode causar tal comprimento num parasita).

  3. Pois, estes parasitas estão em TODOS os peixes que consumimos, não são apenas aqueles que listaram na notícia. Os da carne já são bem conhecidos, mesmo assim ainda há quem fique com ténias no intestino…
    Comprei verdinhos numa grande superfície, retirei entranhas e salguei-os de véspera. No dia seguinte, era ver as lombrigas a sair-lhes de dentro, rastejaram para fora da pele, para fugir ao sal…
    E quem nunca apanhou sardinhas e até mesmo lulas cheias disso na barriga?! Bacalhau então está cheissimo desses parasitas, a maior parte das pessoas nem faz ideia disso. Desde que bem cozinhados, pode-se comer à vontade, mas há quem tenha alergia mesmo aos parasitas mortos, podem dar reações alérgicas mesmo quando ingeridos cozidos…
    Pesquisem sobre esses parasitas e vão ficar a saber muita coisa que não sabiam, a Natureza é espantosa ainda assim!

RESPONDER

Marte pode ter tido dois reservatórios de água (e nenhum oceano de magma)

Meteoritos marcianos analisados por cientistas sugerem que o Planeta Vermelho pode não ter tido um oceano de magma global, ao contrário da Terra. O mesmo estudo indica que Marte recebeu água de, pelo menos, duas …

Além de sermos bons ouvintes, também deveríamos tentar comunicar com extraterrestres

Desde há muito tempo que os seres humanos são fascinados pela ideia de não estarmos sozinhos no Universo. Um cientista sugere que para além de tentar escutar sinais extraterrestres, deveríamos também investir em enviar mensagens …

"Parasitas": O Melhor Filme dos Óscares chega à televisão

Parasitas vai passar na televisão esta sexta-feira (3), às 21h30, no canal TVCine Top. A produção de Bong Joon-ho angariou, nesta última award season, inúmeras nomeações, tendo sido Palma de Ouro no Festival de Cinema …

Países entram numa "guerra secreta" por ventiladores, admite agente da Mossad

Muitos países estão a utilizar os seus serviços de informações para a compra de material de saúde encomendado por outros, sobretudo ventiladores, para enfrentar a crise do novo coronavírus, disse um agente da Mossad, encarregado …

Pessoas que espalham ódio na Internet tendem a ser psicopatas

Os utilizadores da Internet que publicam comentários de ódio sobre outras pessoas tendem a ter traços psicopáticos. Por outro lado, os cientistas não encontraram uma correlação entre essa prática e narcisismo ou maquiavelismo. Estes utilizadores são …

Polícia britânica tingiu de negro uma lagoa azul para afastar visitantes

A Polícia britânica decidiu tingir de negro uma lagoa azul muito procurada na região de Derbyshire, visando assim afastar os visitantes e fazer com que estes cumpram o isolamento social exigido pelas autoridades para travar …

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …