Casal está em risco de pena de morte por construir uma casa no mar

Um americano e a sua namorada tailandesa podem terminar os seus dias na prisão ou até serem condenados à morte.

As autoridades da Tailândia acusam o casal de ter construído uma casa em águas do país asiático – a ação, segundo a Marinha tailandesa, ameaça a segurança nacional. Chad Elwartowski e a namorada Supranee Thepdet passaram a esconder-se, após a estrutura de metal que fizeram no meio do mar ter sido descoberta.

A plataforma, em que ambos viviam, ocupa cerca de 20 metros quadrados e foi erguida a cerca de 19 quilómetros da costa de Phuket, uma ilha tailandesa a oeste do território nacional. Elwartowski insiste que, por se localizar a essa distância da costa, a casa está fora da jurisdição da Tailândia.

Mas a Marinha tailandesa discorda e argumenta que o imóvel foi construído sem a devida permissão. O coronel da polícia Nikorn Somsuk disse à agência AFP que a Marinha vai reunir-se com autoridades locais “para analisar que medidas vai tomar”. Se o casal for considerado culpado, poderá enfrentar desde prisão perpétua até pena de morte.

O homem e a mulher pertencem ao movimento chamado “seasteading”, que promove a construção de habitações permanentes no mar, em águas internacionais, para que não estejam sujeitas às leis de nenhum país. Ambos fazem parte do grupo Ocean Builders, uma comunidade de empresários que trabalham para financiar este tipo de moradia.

Num vídeo publicado em fevereiro, Elwartowski disse que a comunidade era um lugar onde “as pessoas que amam a liberdade podem unir-se e ser livres”. A estrutura alvo do conflito foi construída no mesmo mês, mas só foi encontrada pelas autoridades recentemente. Quando a descoberta foi feita, nem o americano nem a namorada estavam no local.

Um comunicado publicado no site da Ocean Builders diz que o casal não foi responsável pela construção da casa, mas que eram apenas inquilinos. “Passaram algumas semanas na casa flutuante e documentaram a sua aventura”, diz o site. “Não estiveram envolvidos no projeto de maneira nenhuma.”

De acordo com declarações de Elwartowski à AFP, ele e a namorada estão escondidos “num lugar bastante seguro” enquanto esclarecem a sua situação atual.

Embora não existam dados específicos sobre o número de casas construídas em águas internacionais, outras estruturas como esta – denominadas “micronações” – foram construídas por razões semelhantes. As micronações são estados auto-declarados que não possuem o reconhecimento de nenhum governo.

Uma das mais conhecidas é Sealand, uma plataforma marítima localizada a menos de dez quilómetros da costa de Suffolk, um condado no leste da Inglaterra. Esta famosa e controversa estrutura tem a própria bandeira, uma moeda e até uma equipa de futebol.

Em países como a Austrália, por exemplo, também foram erguidas várias micronações. Entre elas está a província de Hutt River, uma propriedade privada a 500 quilómetros ao norte da cidade australiana de Perth – que anunciou a sua separação em 1970, após desentendimentos com o governo por causa dos impostos sobre o trigo. Nessa área, também têm a sua própria bandeira e moeda – o dólar do Rio Hutt.

Outro exemplo é a micronação de Akhzivland, no norte de Israel, que contou com uma população de apenas duas pessoas durante quase meio século. Assim foi até o seu fundador e presidente, Eli Avivi, morrer no ano passado aos 88 anos.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …

DGS aconselha grávidas e bebés vegetarianos a tomarem suplementos

A Direção-geral da Saúde recomenda suplementos de vitaminas e minerais para bebés e grávidas com alimentação vegetariana e lembra que a dieta não omnívora no primeiro ano de vida deve estar sempre sob supervisão médica. "A …