Carla Tavares reeleita na Amadora. Suzana Garcia assume responsabilidade da derrota

Carla Tavares - Amadora / Facebook

Carla Tavares reeleita presidente da Câmara da Amadora

 A socialista Carla Tavares foi reeleita, este domingo, com maioria absoluta, como presidente da Câmara Municipal da Amadora, no distrito de Lisboa.

Os resultados da noite eleitoral deram o triunfo à candidatura liderada pela socialista Carla Tavares, com 43,88% (sete mandatos), e apenas 24,55% (três mandatos) para a coligação “Dar Voz à Amadora”, do PSD/CDS-PP/Aliança/MPT/PDR e liderada por Suzana Garcia.

“Obrigada Amadora! Pela Estabilidade e Confiança! O Partido Socialista renovou hoje um resultado histórico na Amadora. Manteve a maioria absoluta na Câmara Municipal e conquistou todas as Assembleias de Freguesia”, lê-se no Facebook da socialista.

“O nosso primeiro agradecimento vai para todos os amadorenses que, uma vez mais, participaram de forma democrática neste ato eleitoral e escolheram o futuro da cidade. A todos os militantes e simpatizantes do PS, a nossa gratidão pelo empenho demonstrado ao longo das últimas semanas. O mérito e a responsabilidade desta vitória é de todos!”

“Iniciamos hoje uma nova etapa nesta caminhada. Renovando o compromisso assumido pelo PS na gestão da cidade, manteremos o mesmo empenho de sempre. Fazer mais e fazer melhor… pelas pessoas, sempre!”, lê-se ainda.

Por sua vez, na reação aos resultados, Suzana Garcia começou por considerar o desempenho da lista como uma “vitória”, face à quase duplicação dos melhores resultados do PSD no concelho, mas deu a cara pelo desfecho.

“Dedico esta vitória que obtivemos a toda esta equipa e, na parte em que existiu a derrota – por não termos obtido a vitória final –, a responsabilidade é apenas minha”, vincou, sem deixar de felicitar os partidos que a acompanhavam na coligação.

Paralelamente, a candidata destacou também a eleição, “pela primeira vez na República portuguesa”, de uma vereadora luso-chinesa, além da “iminência” de eleger um “vereador de ascendência cabo-verdiana”.

Nas eleições para a Amadora, o terceiro lugar coube à CDU, numa lista encabeçada por António Borges, com 9,93% (um mandato), seguida do Chega, com 5,44%, Bloco de Esquerda (5,33%), PAN (3,12%), Iniciativa Liberal (2,79%), PPM/RIR (0,61%) e MAS (0,37%).

A Câmara Municipal da Amadora é presidida pelo PS desde 1997, quando o socialista Joaquim Raposo venceu as eleições autárquicas desse ano, pondo fim a 18 anos de gestão da CDU.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.