“Canivete suíço genético” ganha um novo controlo on/off

A pesquisa liderada pela Caltech refinou a fórmula para ajudar a ferramenta a ampliar órgãos específicos, tecidos ou tipos de células.

A ferramenta CRISPR — família de sequências encontradas nos genomas de organismos procarióticos — está a desenvolver-se numa forma de editar os genes de bactérias, mamíferos, plantas, seres humanos e até répteis. É, por norma, chamado de “tesoura genética”, mas a nova melhoria transforma-a num “canivete suíço genético“.

O CRISPR contém duas partes principais: guiar as moléculas de RNA (ácido ribonucleico) que enviam a ferramenta para partes específicas do genoma e uma enzima que pode editar os genes naquele local específico. A enzima mais usada é o Cas9, mas outras variações estão a surgir, como Cas12a, Cas12b e CasX.

Por mais útil que seja o CRISPR, não é perfeito. Em vez de se concentrar na enzima, a equipa da Caltech fez melhorias no guia RNA. O problema que se propõem a resolver é que estas moléculas estão “sempre ativadas”. Isto significa que estas vão procurar o seu alvo, independentemente onde estiverem no organismo, o que pode ter como consequência mutações fora do alvo.

Um guia RNA (gRNA) envia a função de um CRISPR para um gene alvo, fornecendo uma plataforma programável versátil para a engenharia de diversos modos de regulação sintética (editar, silenciar, induzir, ligar), segundo a New Atlas.

No entanto, o facto de os gRNAs serem sempre ativos condiciona a capacidade de limitar a atividade do gRNA a um local e hora pretendidos. Para obter um controlo programável sobre a atividade do gRNA, os cientistas aplicaram princípios da nanotecnologia de RNA para projetar RNAs guia condicionais (cgRNAs).

Assim, os investigadores do novo estudo projetaram guias condicionais de RNA’s (cgRNAs) que são mais precisos e eficazes quando atingem seu objetivo. Os cgRNAs podem reagir à presença ou à ausência de um gatilho de RNA e, em seguida, tornam-se ativos ou inativos em resposta.

Na prática, isto significa que o CRISPR pode esperar até detetar certos biomarcadores numa célula — como os que indicam doenças — e então ativar ou silenciar um gene para ajudar a tratar essa doença. Como as células saudáveis não teriam esse biomarcador, os cgRNAs não seriam acionados lá, mantendo o tratamento direcionado.

A equipa de investigadores testou a técnica em bactérias e conseguiu demonstrar a lógica on/off e off/on. “Ainda há um longo caminho a percorrer para perceber a dinâmica do potencial da nanotecnologia de RNA para a engenharia de regulação condicional programável em organismos vivos”, explicou Niles Pierce, o principal autor do estudo.

No entanto, o investigador acrescentou que “os resultados com o CRISPR / Cas9 em células de bactérias e de mamíferos dão a prova que se pode vir a fornecer aos biólogos e médicos novas e poderosas ferramentas“. O estudo foi publicado na revista ACS Central Science.

DR, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Eis os quatro mundos mais promissores de albergar vida alienígena

Marte, Europa, Encélado e Titã são, de acordo com as descobertas científicas, os mundos mais promissores de albergar vida alienígena. A biosfera da Terra contém todos os ingredientes conhecidos necessários para a vida como a conhecemos. …

O Ciclo Solar 25 vai afetar a vida na Terra (e a NASA explica como)

A cada 11 anos, o Sol inicia um novo ciclo solar, marcado por períodos de violentas erupções e explosões magnéticas. Em dezembro de 2019, teve início um novo ciclo solar. Na semana passada, a NASA e …

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …