Candidato da oposição Mauricio Macri é o novo presidente da Argentina

Mauricio Macri / Flickr

Mauricio Macri, ex-presidente da Câmara de Buenos Aires, novo presidente da Argentina

Mauricio Macri, ex-presidente da Câmara de Buenos Aires, novo presidente da Argentina

O líder da aliança Cambiemos, Mauricio Macri, venceu este domingo a segunda volta das eleições presidenciais na Argentina, de acordo com os resultados iniciais.

Segundo os primeiros dados divulgados, Mauricio Macri, candidato da direita às eleições presidenciais na Argentina, obteve 52,96% dos votos, contra os 47,04% de Daniel Scioli, o candidato da coligação Frente para la Vitoria, apoiado por Cristina Kirchner, a chefe de Estado cessante.

É a primeira vez, em 100 anos de vida política na Argentina desde que se instituiu o voto, em 1916, que a eleição presidencial é ganha por um candidato civil que não pertence nem ao partido peronista nem ao radical socialdemocrata, as duas grandes forças populares argentinas.

Os primeiros resultados foram apresentados em conferência de imprensa, na qual estiveram o ministro da Justiça, Julio Alak, e o diretor nacional eleitoral, Alejandro Tulio.

Alak assinalou que as eleições decorreram normalmente, “com ordem e paz, e com altíssimo nível de segurança, organização e fiscalização”.

A taxa de participação rondou os 78%, adiantou o ministro da Justiça argentino.

A eleição de assinala o fim de 12 anos da era kirchnerista, iniciada pelo peronista Nestor Kirchner em 2003 e marcadas por crescimento económico, distribuição de riqueza e políticas de defesa dos direitos humanos.

Mas a lua-de-mel com a população argentina terminou com a posse de Cristina Kirchner, mulher e sucessora de Nestor Kirchner, que morreu em 2010, um ano antes da reeleição de Cristina.

Os mandatos da presidente cessante ficaram marcadas pelo confronto com o Poder Judicial, a oposição e a imprensa nacional, com os organismos financeiros internacionais e governos de países desenvolvidos – incluindo os de países amigos, como o Uruguai.

Simpatizantes de Macri comemoram vitória

Trinta e dois milhões de argentinos foram chamados este domingo a votar na segunda volta das presidenciais, depois de a 25 de outubro, na primeira volta, Daniel Scioli ter obtido 37,08% dos votos e Mauricio Macri 34,15%.

Na Argentina, onde se realizou pela primeira vez, desde a reforma eleitoral da década de 70, uma segunda volta nas eleições presidenciais, o voto é obrigatório.

Os simpatizantes de Mauricio Macri, candidato da oposição a presidência da Argentina, aguardaram com dificuldade o encerramento das urnas para poder comemorar a vitória.

“Estamos felizes com os resultados, mas temos de ir passo a passo”, disse Marcos Peña, responsável da campanha de Macri, perante centenas de simpatizantes.

“Estamos muito felizes com o que aconteceu hoje na Argentina”, acrescentou.

“A Argentina já não será igual a partir desta noite”, disse Ernesto Sanz, presidente da União Cívica Radical e aliado do partido conservador Proposta Republicana de Macri, na aliança Cambiemos.

Mauricio Macri, 56 anos, engenheiro civil e empresário de origem italo-espanhola, é actualmente presidente do Governo da Região Autónoma de Buenos Aires.

Decidiu entrar para a política em 1991, depois de ter sido raptado por agentes da Polícia Federal Argentina, que alegadamente o terão libertado depois de a família do empresário ter pago um resgate.

Macri foi durate 12 anos presidente do Boca Juniores, o maior clube de futebol da Argentina, que levou à vitória em várias coompetições internacionais.

ZAP / Lusa / Agência Brasil

PARTILHAR

RESPONDER

Não há qualquer hipótese de resgatar os corpos dos 44 tripulantes do ARA San Juan

O ministro de Defesa da Argentina, Oscar Aguad, afirmou este domingo que não há tecnologia capaz de resgatar do mundo do mar o submarino ARA San Juan, localizado este sábado a 900 metros de profundidade …

Talvez os neandertais não fossem tão brutos como se pensava

Apesar de vários esqueletos de neandertais terem sido encontrados com ferimentos graves na cabeça e no pescoço, um novo estudo sugerem que não fossem tão violentos como se pensava. Na verdade, os níveis de lesões cranianas …

A galáxia mais brilhante do Universo é "canibal"

A galáxia mais brilhante já descoberta no Sistema Solar, a W2246-0526, localizada na constelação Aquarius, devorou não duas mas três das suas galáxias-satélites, o que pode explicar a sua forte luminosidade. De acordo com um novo …

Picasso roubado há 6 anos na Holanda terá sido encontrado sob uma árvore na Roménia

Procuradores romenos estão a investigar se um quadro que apareceu este sábado na Roménia é o mesmo que há seis anos foi roubado de um museu da Holanda, noticiou a agência de notícias Associated Press. A …

O colossal drone solar da Boeing vai voar em 2019

A Aurora Flight Sciences, subsidiária da Boeing, vai lançar em 2019 o seu drone solar Odysseus, que terá a capacidade voar durante meses de forma autónoma e o objectivo de dar acesso Internet a todo …

Justiça brasileira proíbe TV de divulgar inquérito sobre morte de Marielle Franco

A decisão judicial de proibir a emissão de reportagens sobre a investigação do assassinato da vereadora carioca responde a um pedido da polícia do Rio de Janeiro e do Ministério Público. A emissora afirma que …

Relatório revela 71 locais com elevado risco de inundações em Portugal

Portugal tem 71 zonas com elevado risco de inundação, de acordo com um relatório da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que analisou fenómenos extremos ocorridos, fazendo previsões para o futuro. O relatório "Avaliação Preliminar do Risco …

Cinco pessoas mortas por intoxicação de CO em Vila Real

Cinco pessoas da mesma família morreram este domingo, devido a uma intoxicação, no concelho de Sabrosa, distrito de Vila Real, adiantou à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Vila Real. A …

O discurso de ódio já está em Portugal

O diretor da Amnistia Internacional Portugal, Pedro Neto, alertou, em entrevista à agência Lusa, para a presença do discurso de ódio em Portugal, apontando o combate à discriminação como o maior desafio atual dos direitos …

Menino francês suicida-se após castigo por usar telemóvel na escola

Um menino de 11 anos suicidou-se na cidade de Beausoleil, perto do Mónaco, no sul da França, depois de ter recebido um castigo no colégio por ter usado o telemóvel na sala de aula. A criança, …