Primeiro-ministro do Canadá violou lei de conflito de interesses

Michael Reynolds / EPA

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau

O primeiro-ministro do Canadá violou a lei quando pressionou a antiga ministra da Justiça a favorecer a maior empresa de construção do país, num processo de pagamento de subornos, indicou o comissário federal de Ética canadiano.

O relatório, divulgado na quarta-feira pelo comissário federal de Ética, Mario Dion, apontou que Justin Trudeau violou a lei de conflito de interesses ao ordenar aos ministros que “encontrassem uma solução que protegesse os interesses comerciais da SNC-Lavalin no Canadá”, noticiou a agência Lusa.

As pressões de Justin Trudeau foram confirmadas pela própria ex-ministra da Justiça Jody Wilson-Raybould, que se demitiu em fevereiro passado.

A SNC-Lavalin foi acusada pelo Ministério Público de pagar subornos a altos funcionários do antigo regime do líder líbio Muammar Khadafi, incluindo a alguns dos filhos do antigo dirigente, para conseguir contratos no país africano.

Jody Wilson-Raybould indicou que Justin Trudeau pretendia um acordo, a ser proposto pelo Ministério Público, para evitar a penalização da SNC-Lavalin com a exclusão dos contratos públicos durante dez anos.

Quando o Ministério Público recusou propor o acordo, Jody Wilson-Raybould, também Procuradora-Geral, disse ter sido pressionada a obrigar os procuradores a mudar de decisão, o que negou fazer. Segundo a própria, Justin Trudeau disse-lhe que uma condenação contra a SNC-Lavalin iria levar a uma possível perda de empregos e que isso teria implicações eleitorais.

As eleições gerais do Canadá estão marcadas para 21 de outubro.

wmpitcher / Flickr

Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá

A SNC-Lavalin já foi penalizada anteriormente pelo Banco Mundial por pagar subornos no Bangladesh. A empresa também está envolvida no pagamento de subornos para obter um contrato para a construção de um hospital em Montreal.

As acusações contra o primeiro-ministro e as demissões de Jody Wilson-Raybould e da ministra do Tesouro Jane Philpott causaram a maior crise no Governo de Justin Trudeau.

Horas depois da divulgação do relatório, o primeiro-ministro canadiano assumiu as responsabilidades pelos erros que cometeu, embora não concorde com algumas das conclusões de Mario Dion, recusando-se ainda a pedir desculpas.

“Discordo da conclusão [de Mario Dion] de que qualquer contacto com o Procurador Geral nesta questão era necessariamente inadequado”, apontou.

“Não posso pedir desculpa por defender os empregos canadianos porque é parte do que os canadianos esperam de mim, que eu defenda as nossas instituições e, como o comissário de ética sublinhou, estes dois elementos entraram em conflito de uma forma infeliz sobre a qual assumo total responsabilidade”, afirmou o primeiro-ministro.

E acabou, concluindo: “vamos garantir que isso nunca aconteça novamente com qualquer Governo no Canadá”.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

As origens dos antigos Etruscos foram finalmente reveladas

Vestígios de ADN encerraram, finalmente, o debate sobre a origem dos Etruscos,  uma antiga civilização cujos restos mortais foram encontrados em Itália. De acordo com quase dois mil anos de dados genómicos, recolhidos de 12 locais …

Rússia acusa Navalny e aliados de extremismo em novo processo

A Rússia intensificou a campanha contra o opositor do governo Alexei Navalny, abrindo esta terça-feira um novo processo judicial, que poderá levá-lo a cumprir uma pena de prisão de mais uma década. Navalny cumpre dois anos …

Governo demite Chefe do Estado-Maior da Armada. Gouveia e Melo provável sucessor

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai propor ao Presidente da República a demissão do Chefe do Estado-Maior da Armada, confirmaram hoje à Lusa fontes ligadas à Defesa. O Governo propôs ao Presidente da …

Borussia Dortmund 1-0 Sporting | Um Mal(en) que veio só… e foi suficiente

O “bicho papão Haaland não jogou, mas nem assim os “leões” conseguiram contrariar o maior poderio germânico. O Sporting saiu de Dortmund com uma derrota, apesar da excelente réplica no Signal Iduna Park, e muito por …

FC Porto 1-5 Liverpool | Dragão atropelado em casa

O Liverpool é uma espécie de “besta” em tons de “red” para o FC Porto. Em nove jogos oficiais, os “azuis-e-brancos” nunca venceram, somando 3 empates e 6 derrotas, a mais recente foi pesadíssima e …

China desenvolve arma invisível capaz de destruir redes de comunicação em dez segundos

Uma equipa de cientistas chineses está a desenvolver uma arma sónica, que gera um intenso pulso eletromagnético, capaz de destruir redes de comunicação e de fornecimento de energia elétrica. A arma poderá ter um alcance …

Dezenas de mulheres abusadas por funcionários da OMS na República Democrática do Congo

Dezenas de mulheres e meninas foram abusadas sexualmente por voluntários da Organização Mundial de Saúde (OMS) destacados para enfrentar o Ébola na República Democrática do Congo (RDC), entre 2018 e 2020, concluiu um inquérito independente …

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …

Banguecoque em alerta. Mais de 70.000 casas inundadas na Tailândia

As autoridades tailandesas têm feito esforços para proteger partes de Banguecoque das cheias, que já inundaram 70.000 casas e mataram seis pessoas nas províncias no norte e centro do país. A tempestade tropical Dianmu causou cheias …

Exilados sírios obrigados a pagar taxas para evitar o alistamento obrigatório

No início deste ano, Yousef, um sírio de 32 anos que vive na Suécia, teve que pagar as taxas que lhe isentavam da obrigatoriedade de se alistar no exército da Síria, caso contrário a família …