Primeiro-ministro do Canadá violou lei de conflito de interesses

Michael Reynolds / EPA

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau

O primeiro-ministro do Canadá violou a lei quando pressionou a antiga ministra da Justiça a favorecer a maior empresa de construção do país, num processo de pagamento de subornos, indicou o comissário federal de Ética canadiano.

O relatório, divulgado na quarta-feira pelo comissário federal de Ética, Mario Dion, apontou que Justin Trudeau violou a lei de conflito de interesses ao ordenar aos ministros que “encontrassem uma solução que protegesse os interesses comerciais da SNC-Lavalin no Canadá”, noticiou a agência Lusa.

As pressões de Justin Trudeau foram confirmadas pela própria ex-ministra da Justiça Jody Wilson-Raybould, que se demitiu em fevereiro passado.

A SNC-Lavalin foi acusada pelo Ministério Público de pagar subornos a altos funcionários do antigo regime do líder líbio Muammar Khadafi, incluindo a alguns dos filhos do antigo dirigente, para conseguir contratos no país africano.

Jody Wilson-Raybould indicou que Justin Trudeau pretendia um acordo, a ser proposto pelo Ministério Público, para evitar a penalização da SNC-Lavalin com a exclusão dos contratos públicos durante dez anos.

Quando o Ministério Público recusou propor o acordo, Jody Wilson-Raybould, também Procuradora-Geral, disse ter sido pressionada a obrigar os procuradores a mudar de decisão, o que negou fazer. Segundo a própria, Justin Trudeau disse-lhe que uma condenação contra a SNC-Lavalin iria levar a uma possível perda de empregos e que isso teria implicações eleitorais.

As eleições gerais do Canadá estão marcadas para 21 de outubro.

wmpitcher / Flickr

Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá

A SNC-Lavalin já foi penalizada anteriormente pelo Banco Mundial por pagar subornos no Bangladesh. A empresa também está envolvida no pagamento de subornos para obter um contrato para a construção de um hospital em Montreal.

As acusações contra o primeiro-ministro e as demissões de Jody Wilson-Raybould e da ministra do Tesouro Jane Philpott causaram a maior crise no Governo de Justin Trudeau.

Horas depois da divulgação do relatório, o primeiro-ministro canadiano assumiu as responsabilidades pelos erros que cometeu, embora não concorde com algumas das conclusões de Mario Dion, recusando-se ainda a pedir desculpas.

“Discordo da conclusão [de Mario Dion] de que qualquer contacto com o Procurador Geral nesta questão era necessariamente inadequado”, apontou.

“Não posso pedir desculpa por defender os empregos canadianos porque é parte do que os canadianos esperam de mim, que eu defenda as nossas instituições e, como o comissário de ética sublinhou, estes dois elementos entraram em conflito de uma forma infeliz sobre a qual assumo total responsabilidade”, afirmou o primeiro-ministro.

E acabou, concluindo: “vamos garantir que isso nunca aconteça novamente com qualquer Governo no Canadá”.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Paços 3-2 Porto | “Castor” épico tomba “dragão” com pés de pau

Surpresa na Capital do Móvel. O campeão nacional FC Porto foi a Paços de Ferreira averbar a segunda derrota nesta Liga NOS, saindo com um resultado desfavorável de 3-2. Num terreno tradicionalmente difícil – os “dragões” …

Teoria da Relatividade de Einstein observada em estrelas distantes

O que é que Albert Einstein, o GPS e um par de estrelas a 29.000 anos-luz da Terra têm em comum? A resposta é um efeito da Teoria Geral da Relatividade de Einstein chamado "desvio gravitacional …

Encontrada possível localização do gigante Snow Cruiser. Está perdido na Antártida há 60 anos

O Snow Cruiser era um veículo de exploração enorme enviado ao Pólo Sul em 1939 que ficou preso após desembarcar na Antártida e foi abandonado alguns anos depois. Redescoberto sob vários metros de neve e gelo …

Mbappé tem uma "mancha" na Liga dos Campeões

Números invulgares do avançado do PSG, que em 2020 ainda não marcou qualquer golo no torneio europeu. Pires e Rami falaram sobre o seu futuro. Kylian Mbappé. Visto por muita gente como o melhor avançado do …

Administração de Nixon recebeu um Nobel por um cessar-fogo que não existiu

O prémio Nobel da Paz foi atribuído em 1973 ao secretário de Estado da Administração de Richard Nixon, e seu assessor de segurança nacional, Henry Kissinger, e ao político vietnamita Le Duc Tho. As duas personalidades foram …

Cidade usa satélite para medir poluição luminosa (e os candeeiros de rua não são o maior problema)

As cidades do mundo desperdiçam uma grande quantidade de eletricidade - e dinheiro - ao deixar ligadas luzes brilhantes durante a noite toda. Porém, os candeeiros de rua não são os maiores culpados. Uma experiência de …

Prevenir uma futura pandemia pode estar dependente de apenas três medidas (e podem ser aplicadas já)

Até 70% das doenças infecciosas que surgiram nos humanos nos últimos 30 anos tiveram origem em animais e foram causadas por patogénicos originados em animais domésticos ou selvagens. Agora, um relatório lança aos princípios básicos …

"Não se torne um fantasma real". Coreia do Sul teme aumento de casos devido ao Halloween

A Coreia do Sul teme que as festividades do Halloween levem a um aumento de casos de covid-19 no país. Assim, para evitar que tal aconteça, investiram numa campanha de informação pública para apelar aos …

Trump Jr. diz que as mortes por covid-19 se reduziram a "quase nada". Têm morrido 1.000 pessoas por dia

Donald Trump Jr., o filho mais velho do Presidente norte-americano, afirmou esta quinta-feira que a taxa de mortalidade por covid-19 caiu para "quase nada nos Estados Unidos", num dia em que o país registou quase …

Agentes russos terão oferecido a ajuda de 10 mil soldados aos separatistas catalães

Alegados agentes russos terão oferecido à Catalunha a ajuda de 10 mil soldados durante a sua tentativa de independência da Espanha, em 2017, relataram na quarta-feira meios de comunicação espanhóis e europeus. As denúncias baseiam-se em …