Cameron promete baixar impostos para 30 milhões de britânicos se vencer eleições

The Prime Minister's Office / Flickr

O primeiro-ministro britânico, David Cameron

O primeiro-ministro britânico, David Cameron

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, prometeu que se vencer as eleições de 2015 vai baixar os impostos para 30 milhões de britânicos, ao discursar no encerramento do Congresso anual do Partido Conservador, esta quarta-feira.

Cameron recebeu um forte aplauso dos cerca de dois mil delegados presentes ao anunciar planos como o aumento do limiar a partir do qual se paga imposto, das atuais 10.500 libras de rendimento bruto anual para as 12.500 libras (de 13.500 para 16 mil euros).

O primeiro-ministro prometeu também alterar o escalão de rendimento taxado a 40% das atuais 41.900 libras para as 50.000 libras (53.750 para 64.100 euros).

Para os rendimentos mais baixos, Cameron prometeu mudar o sistema para que as pessoas que trabalhem 30 horas semanais pelo salário mínimo de 6,50 libras/hora (8,35 euros) fiquem isentas do imposto sobre o rendimento.

A meses das eleições gerais de maio de 2015, e numa altura em que a oposição trabalhista está mais bem colocada nas sondagens, David Cameron assegurou aos delegados reunidos em Birmingham (centro de Inglaterra) que os conservadores são “o verdadeiro partido da solidariedade e da justiça social”.

Esta afirmação surge depois de, na segunda-feira, o ministro das Finanças, George Osborne, ter anunciado que, se o governo for reeleito, congelará por dois anos as prestações sociais para economizar 3 mil milhões de libras (3,8 mil milhões de euros) para contribuir para a redução do défice, anúncio imediatamente criticado como um ataque aos mais desfavorecidos.

Ao discursar hoje, Cameron pareceu querer corrigir o tiro anunciando medidas como o fim dos contratos de “horário zero”, de duração indeterminada e sem definição de um mínimo de horas trabalhadas ou de salário.

Acusado de pretender privatizar o sistema de saúde britânico, o NHS, que garante a todos os cidadãos o acesso gratuito a cuidados de sáude, Cameron assegurou que o Partido Conservador vai manter o orçamento do sistema, como fez na atual legislatura.

Por outro lado, depois da deserção de dois deputados conservadores para o UKIP (Partido da Independência do Reino Unido), e por entre rumores de que outros tencionam fazê-lo, o primeiro-ministro advertiu os eleitores de que um voto no partido anti-imigração e eurocético só vai beneficiar o Partido Trabalhista de Ed Miliband.

Na noite das eleições, ironizou, “podem adormecer com Nigel Farage (líder do UKIP) e acordar com Ed Miliband”. “Só há uma opção, eu em Downing Street ou Ed Miliband em Downing Street. Se votarem UKIP, estarão a votar nos trabalhistas”, disse.

Cameron prometeu no entanto manter a linha dura de controlo da imigração e repetiu a intenção de renegociar a relação do Reino Unido com a União Europeia antes do planeado referendo sobre a permanência do país na UE em 2017.

/Lusa

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Além de um ícone da ciência, Marie Curie também foi uma heroína de guerra

Marie Curie foi, além de uma cientista conceituada, vencedora de dois prémios Nobel, uma filantropa que usou as suas competências na área da ciência para ajudar a salvar vidas na I Guerra Mundial. Se perguntarmos a …

Incêndios: Costa garante que "nada ficará como dantes", a ministra "não teve férias"

O primeiro-ministro pediu hoje consenso político para a aplicação das recomendações da comissão independente aos fogos de junho e prometeu que, no fim dos incêndios, o Governo assumirá totais responsabilidades na reconstrução do território e …

Mosteiro alemão com 900 anos vai fechar. Não há monges

Um antigo mosteiro na Alemanha, com quase nove séculos de actividade, está prestes a fechar as portas, devido a problemas financeiros e à escassez de monges. À medida que a Igreja Católica vê declinar significativamente o …

Furacão Ophelia com ventos de 150 Km/h faz três mortos na Irlanda

A Irlanda está em alerta vermelho com os ventos provocados pelo furacão a atingirem os 150 km/h. A tempestade provocada pelo furacão Ophelia causou esta segunda-feira a morte de três pessoas na Irlanda, segundo informações da …

Oposição venezuelana não aceita resultados das eleições regionais

O Conselho Nacional Eleitoral dá conta de que o PSUV, o partido no Governo, ganhou em 17 dos 23 Estados do país, nas eleições deste domingo. A aliança opositora venezuelana Mesa de Unidade Democrática (MUD) rejeitou, …

Número de mortos em atentado na Somália já ultrapassou os 300

O número de mortos do violento atentado terrorista registado no sábado em Mogadíscio, capital da Somália, já ultrapassou as três centenas, havendo, porém, a certeza que o total vítimas será ainda maior, indicou fonte médica …

Astrónomos detetam um novo tipo de ondas gravitacionais: "O princípio de uma nova era"

Segundo os cientistas, as novas emissões de radiação agora detetadas são consequência da fusão de duas estrelas de neutrões numa galáxia distante. Uma equipa internacional anunciou esta segunda-feira ter conseguido ver através da luz e das …

Sal no pão vai baixar ainda mais a partir de 2018

O teor de sal no pão vai baixar ainda mais a partir do próximo ano, de acordo com um protocolo que será assinado, esta segunda-feira, entre o Estado e a indústria da panificação e pastelaria. Segundo …

Falsos recibos verdes podem enfrentar "aumento de impostos desumano" em 2018

"Um aumento de impostos desumano", é o que antecipa o fiscalista Mendes da Silva sobre as mudanças no regime simplificado dos trabalhadores independentes, os chamados recibos verdes, que estão previstas no Orçamento de Estado para …

Bancos obrigados a comunicar mais cedo transferências para offshores

Os bancos serão obrigados a comunicar mais cedo à administração tributária a lista das transferências realizadas para contas sediadas em paraísos fiscais sempre que as movimentações ultrapassem os 15 mil euros. As declarações deveriam ser feitas …