Câmara dos Comuns aprova limitações ao direito à greve no Reino Unido

UK Parliament / Flickr

Votação na Câmara dos Comuns, o Parlamentobritânico

Votação na Câmara dos Comuns, o Parlamentobritânico

Os deputados britânicos aprovaram esta segunda-feira o projecto de lei conservador que limita o direito à greve, já na presença de Jeremy Corbyn, o novo líder do Partido Trabalhista, na oposição.

O texto, que ainda precisa de ser aprovado em terceira leitura e passar pela Câmara dos Lordes, antes de ser formalmente adoptado, foi fortemente criticado pelos deputados e membros do novo governo sombra do Partido Trabalhista.

Angela Eagle, responsável pelo Comércio no Partido Trabalhista, criticou o “ataque ideológico e partidário dos conservadores contra os sindicatos, quando nas últimas duas décadas o número de dias de greve caiu em 90%”.

O projeto de lei exige que uma greve só possa realizar-se após uma votação de pelo menos 50% dos membros do sindicato que a convoca.

Nos serviços públicos essenciais, como a saúde, educação, bombeiros, transportes, segurança de fronteiras e energia, para se realizar uma greve é necessário o apoio de pelo menos 40% dos sindicalizados.

O texto, que é a maior reforma dos direitos sindicais desde o tempo da primeira-ministra conservadora Margaret Thatcher, define que os sindicatos devem informar as empresas da decisão de fazer greve com 14 dias de antecedência.

A nova lei autoriza as empresas a contratar pessoal temporariamente para cobrir as ausências dos grevistas.

O texto também proíbe a constituição de piquetes de greve de mais de seis pessoas, para evitar “a intimidação” dos trabalhadores que decidam trabalhar.

Acima deste número, os elementos do piquete podem ser detidos.

O novo líder trabalhista, Jeremy Corbyn, que esteve ausente do debate durante várias horas, regressou à Câmara dos Comuns ao final da tarde para votar contra o projecto, mas não conseguiu impedir o texto de continuar a sua rota parlamentar.

O texto foi aprovado com 317 votos a favor e 284 contra.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Volta e meia ao longo da História, o mundo pende para aqui… É o regresso da escravatura disfarçada.

    Estratégia:

    1. Cria-se uma boa taxa de desemprego e ficamos com uma boa quantidade de pessoas entre o “arrasca” e o limiar da pobreza.

    2. Paga-se o mínimo a quem trabalha e vão se reduzindo regalias enquanto se aumentam obrigações.

    3. Sobre quem trabalha paira sempre a ameaça de que se não gostam, há uma massa de desempregados desesperados à espera de lhes tomar o lugar para matar a fome.

    4. Quando quem trabalha recorre à greve para reclamar da exploração, os chulos que os exploram têm agora o direito de não ser minimamente prejudicados com isso, tendo o direito de contratar só pelo tempo que bem lhes convier, alguns dos tais desempregados que estão a morrer à fome. Depois quando os dias da greve acabarem sem qualquer resultado (óbviamente), o patrão pode fazer o que entender sem quaisquer consequências para ele: Ou responder à greve despedindo os grevistas, ou mandar embora os substitutos temporários de volta para o desemprego, já que já não lhe dão jeito!..

    Que estupidez é esta? Agora fazer greve é só uma forma de ter uns dias de ordenado descontado? Afinal, qual era mesmo o sentido da Greve?.. Não era poder exercer pressão na entidade patronal? Ou era só tirar uns dias de férias ou de birra?… Assim que pressão é que exerce a greve? Qual é o sentido de haver greve se qualquer entidade patronal faz o que lhe dá na testa com os seus empregados como se de gado se tratasse?

    • …E parece que é invariavelmente a “esqª” à cabeça… Pelo menos por cá! Bem, depois temos o capitalismo enfermo pela doença das aplicações assentes na especulação… nos bilhões de seringa em seringa mão em mão da cartelização “máquinas de lavar” até aos juros negativos!
      Até nova “ordem mundial”, das sociedades-justiça, da economia, da política e das relações

  2. Sefosse aprovada aqui,talvez conseguíssemos travar a onda de greves nos transportes. Prejudicam quem quer trabalhar e não tem nada a ver com a greve e a economia do País.

RESPONDER

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …