Cabeleireiro pessoal de Hollande ganha mais que Marcelo

partisocialiste / Flickr

O presidente da França, François Hollande

O presidente francês tem um cabeleireiro em permanência no Eliseu que ganha mais do que o presidente português, com um salário mensal de 9.895 euros brutos. Uma situação que está a causar revolta em França e muita sátira pelas redes sociais.

O cabeleireiro de François Hollande tem um salário de ministro, apontam alguns franceses, realçando que o profissional afecto ao staff presidencial, desde Maio de 2012, ganha apenas menos cinco mil euros do que o próprio presidente.

O profissional que penteia Hollande ganha 9.895 euros de salário bruto mensal, ou seja, quase mais 3.400 euros do que Marcelo Rebelo de Sousa, o chefe de Estado português.

O salário do cabeleireiro foi revelado inicialmente pelo jornal satírico Le Canard Enchainé e foi entretanto confirmado pelo porta-voz do governo e ministro da Agricultura, Stéphane Le Foll, que evitou, contudo, pronunciar o elevado montante, nota o Le Parisien.

Le Foll acrescenta que Hollande conseguiu proceder a uma “redução importante do orçamento” da Presidência, sublinhando que os seus antecessores recorriam a cabeleireiros externos, o que também tinha custos.

“Ele está à disposição do presidente, ele penteia. Vocês podem rir e dizer que ele faria melhor em ocupar-se de Stéphane Le Foll. Um presidente não pode ser como um porta-voz com os cabelos numa batalha”, disse aos jornalistas, com bom humor.

“Este cabeleireiro abandonou o seu salão, está lá 24 horas sobre 24“, acrescentou ainda.

Até faltou ao nascimento dos filhos

O Le Canard Enchainé cita o advogado do cabeleireiro a dizer que ele teve mesmo que “faltar ao nascimento dos filhos” porque segue o presidente para todo o lado, tendo que estar sempre disponível para o pentear, nomeadamente quando tem aparições públicas.

O jornal satírico publicou o contrato do cabeleireiro, assinado a 16 de Maio de 2012, com a então directora do Gabinete do Eliseu, Sylvie Hubac.

No documento, o profissional é referido como “o cabeleireiro pessoal do chefe de Estado”, salientando-se que o contrato dura até ao fim do mandato presidencial.

Além do salário generoso, o contrato ainda prevê “eventuais indemnizações de residência” e outras “vantagens familiares”.

Regalias que estão a revoltar os franceses, nomeadamente da associação que representa os cabeleireiros, na qual Richard Roze fala de um caso “indecente”, cita o Le Figaro.

Os cabeleireiros mais bem pagos em França, os que alcançam o topo da carreira, recebem, segundo o jornal, à roda de 2.800 euros brutos mensais.

#CoiffeurGate tomou conta do Twitter

Nas redes sociais já se fala no “CoiffeurGate” (coiffeur é cabeleireiro em francês) e há quem vá dizendo que este é “o maior orçamento de beleza da história para uma cara feia”, entre muitas referências à tintura do cabelo de Hollande.

Outros notam que o presidente francês é um “típico socialista” que é “anti-austeridade, mas pró-penteado”.

Também há quem frise que os reformados com pensão mínima e os desempregados “vão apreciar” a notícia, enquanto outros mandam calar os críticos, notando que devem pensar nos impostos que “o pobre homem deve pagar”.

“Os nossos impostos dilapidados ao vento”, aponta outra francesa que usa o Twitter a par de uma foto de Hollande com os cabelos em pé, enquanto outra utilizadora pergunta “o que é que ele corta” se o presidente tem “três pêlos na cabeça”.

https://twitter.com/Benficalex95/status/753237378223968256

https://twitter.com/Henridejoux/status/752950217066950656

SV, ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Não sei quanto o alfaiate da Maria Silva levava ao fim do mês mas pelo menos levou medalha da múmia, foi de comendador?

  2. Mais um titulo de “qualidade”…
    Duvido que eles (na França), façam referencia a salário do nosso PRP (Marcelo)…

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …

Morales quis dialogar. Presidente interina da Bolívia mandou-o calar-se

O ex-Presidente Evo Morales ofereceu-se para regressar à Bolívia para "ajudar a pacificar o país, não para ser candidato", mas Jeanine Añez, que assumiu a presidência interina do país, respondeu que Morales não pode participar …