“Desprezível”. Bulgária-Inglaterra marcado por cânticos racistas e saudações nazis

Georgi Licovski / EPA

O Bulgária-Inglaterra desta segunda-feira, no qual se disputou a qualificação para o Euro2020, ficou marcado por cânticos racistas e saudações nazis, tendo a partida que ser interrompida por duas vezes na primeira parte.

A partida, que terminaria com a Inglaterra a golear a Bulgária (6-0), foi interrompida duas vezes na primeira parte devido a cânticos racistas. A primeira paragem, conta a imprensa desportiva, aconteceu aos 28 minutos depois de se ouvirem cânticos de adeptos búlgaros.

De acordo com o jornal The Guardian, Vasil Levski, Tyrone Mings e Marcus Rashford, jogadores titulares na partida, foram chamados de “macacos” e alvo de cânticos ofensivos que terão começado ainda no aquecimento.

As seleções voltaram a jogo mas no minuto 42 houve nova interrupção: o árbitro, Ivan Bebek, e o selecionador da formação inglesa, Gareth Southgate, falaram por breves instantes, votando a volta a rolar no estádio Stadion Vasil Levski.

Bebek questionou Southgate sobre se queria levar os seus jogadores para o balneário, tendo o treinador respondido que queria chegar ao intervalo.

Durante as interrupções, o speaker chegou a pedir aos adeptos para que parassem com os cânticos, apelo que foi acatado por alguns; outros, revela o jornal Record, ignoraram o pedido e chegaram a fazer a saudação nazi enquanto o speaker falava.

Em declarações ao diário britânico, Southgate elogiou a atitude dos seus jogadores, dizendo que estes fizeram uma “declaração importante” ao decidirem continuar a jogar. “Sei que tudo que fazemos pode ser percebido como insuficiente, mas acho que fizemos uma declaração importante”, começou por dizer.

“Fizemos uma declaração importante na forma como jogamos em circunstâncias tão complicadas. Não acho que um jogo desta magnitude tenha de ser interrompido duas vezes (…)  Estou incrivelmente orgulhoso de todos os jogadores e de todos os funcionários”.

“Poderíamos ser criticados por não ir longe o suficiente, mas acho que fizemos uma grande declaração e, francamente, estávamos numa situação impossível para acertar a satisfação de todos (…) Os jogadores estavam absolutamente inflexíveis de que queriam continuar a jogar, mas também sabíamos que, se acontecesse alguma coisa na segunda parte, iríamos denunciar e sair” da partida, revelou.

https://twitter.com/brfootball/status/1183868464475148288

Capitão búlgaro falou com adeptos

O capitão da Bulgária, Ivelin Popov, foi visto numa discussão acesa com alguns adeptos perto do túnel, quando as equipas saiu para o intervalos. “Disseram-me o que fez o capitão da Bulgária no intervalo”, disse Rashford, um dos jogadores visados. “Ficar sozinho e fazer a coisa certa exige coragem e atos como esse não devem passar despercebidos”.

O treinador da seleção búlgara, Krasimir Balakov, negou as acusações de racismo, dizendo que não ouviu os cânticos e que estes alegados abusos devem ser, antes de mais, “provados”. “Não ouvi nada, o comportamento inaceitável foi dos adeptos da Inglaterra”. “Se o nosso capitão falou com os adeptos foi, provavelmente, por causa do desempenho da equipa”, afirmou, citado pela Sky Sports.

Por sua vez, Greg Clarke, presidente da Associação de Futebol, considerou que a noite desta segunda-feira foi “uma das noites mais terríveis” que já viu no futebol.

“Parecia, especialmente na primeira parte, que mal qualquer jogador negro de Inglaterra tocava na bola, surgiam insultos, cânticos sobre macacos e saudações nazi – o pior racismo que já vi num jogo”, relatou Kaveh Solhekol, repórter da Sky Sports no local.

A imprensa inglesa também condenou a atitude dos adeptos búlgaros nas capas desta terça-feira: “Nojento”, “Vergonha”, “Desprezível” e “Expulsem-nos” são alguns dos títulos que fazem as manchetes britânicas de hoje.

Entretanto, e de acordo com o Sapo 24, o Governo búlgaro pediu a demissão do presidente da União Búlgara de Futebol, Borislav Mihaylov, na sequência dos incidentes na partida.

“Depois dos incidentes de segunda-feira, o primeiro ministro [Boiko Borisov] ordenou que se cancelem todas as relações entre o Governo, incluindo as financeiras, e a União [Búlgara de Futebol], até que o presidente apresente a demissão”, declarou o ministro do desporto, Krasen Kralev, à televisão Nova TV.

A UEFA não fez ainda quaisquer comentários sobre os incidentes em Sófia.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Mas.. mas..

    E a Beyonce a fazer a saudação racista black power, em plena superbowl para milhões de americanos??
    (E isso ser visto como um acto de coragem)

    Os activistas africanos que usam e usaram essa saudação,não andavam propriamente a apregoar beijos e abraços à comunidade branca.
    A maioria apelam à morte de todos os brancos, incluindo bebes brancos..

    Mas pois é, só os brancos podem ser racistas..
    Estava-me a esquecer..

  2. Boa tarde.
    Não sei se é possível mas pergunto: a FIFA não pode tomar uma atitude p/resolver de vez estas situações?! Hoje em dia, c/as redes sociais, tudo se sabe em poucos minutos!!! Foram avisados, portanto, os que continuaram a incitar o ódio e a ofender os jogadores, fosse lá de que lado fosse, eram imediatamente identificados (para sanções posteriores) e posteriormente expulsos do estádio!!! Há gente que vê futebol e enlouquece! Assim como enlouquecem muitos na condução, na estrada… e noutras situações.

  3. Gente que não sabe estar e fazem de um jogo de futebol um meio para descarregarem toda a sua raiva e desprezo pelo próximo, existe disto por todo o lado e neste caso há que pôr essa espécie de gente fora dos estádios de uma vez por todas.

RESPONDER

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …

Marcelo promulga uso obrigatório de máscara na rua por 70 dias

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto da Assembleia da República que determina o uso obrigatório de máscara na rua, por um período de 70 dias, sempre que não seja possível cumprir o …