“Desprezível”. Bulgária-Inglaterra marcado por cânticos racistas e saudações nazis

Georgi Licovski / EPA

O Bulgária-Inglaterra desta segunda-feira, no qual se disputou a qualificação para o Euro2020, ficou marcado por cânticos racistas e saudações nazis, tendo a partida que ser interrompida por duas vezes na primeira parte.

A partida, que terminaria com a Inglaterra a golear a Bulgária (6-0), foi interrompida duas vezes na primeira parte devido a cânticos racistas. A primeira paragem, conta a imprensa desportiva, aconteceu aos 28 minutos depois de se ouvirem cânticos de adeptos búlgaros.

De acordo com o jornal The Guardian, Vasil Levski, Tyrone Mings e Marcus Rashford, jogadores titulares na partida, foram chamados de “macacos” e alvo de cânticos ofensivos que terão começado ainda no aquecimento.

As seleções voltaram a jogo mas no minuto 42 houve nova interrupção: o árbitro, Ivan Bebek, e o selecionador da formação inglesa, Gareth Southgate, falaram por breves instantes, votando a volta a rolar no estádio Stadion Vasil Levski.

Bebek questionou Southgate sobre se queria levar os seus jogadores para o balneário, tendo o treinador respondido que queria chegar ao intervalo.

Durante as interrupções, o speaker chegou a pedir aos adeptos para que parassem com os cânticos, apelo que foi acatado por alguns; outros, revela o jornal Record, ignoraram o pedido e chegaram a fazer a saudação nazi enquanto o speaker falava.

Em declarações ao diário britânico, Southgate elogiou a atitude dos seus jogadores, dizendo que estes fizeram uma “declaração importante” ao decidirem continuar a jogar. “Sei que tudo que fazemos pode ser percebido como insuficiente, mas acho que fizemos uma declaração importante”, começou por dizer.

“Fizemos uma declaração importante na forma como jogamos em circunstâncias tão complicadas. Não acho que um jogo desta magnitude tenha de ser interrompido duas vezes (…)  Estou incrivelmente orgulhoso de todos os jogadores e de todos os funcionários”.

“Poderíamos ser criticados por não ir longe o suficiente, mas acho que fizemos uma grande declaração e, francamente, estávamos numa situação impossível para acertar a satisfação de todos (…) Os jogadores estavam absolutamente inflexíveis de que queriam continuar a jogar, mas também sabíamos que, se acontecesse alguma coisa na segunda parte, iríamos denunciar e sair” da partida, revelou.

https://twitter.com/brfootball/status/1183868464475148288

Capitão búlgaro falou com adeptos

O capitão da Bulgária, Ivelin Popov, foi visto numa discussão acesa com alguns adeptos perto do túnel, quando as equipas saiu para o intervalos. “Disseram-me o que fez o capitão da Bulgária no intervalo”, disse Rashford, um dos jogadores visados. “Ficar sozinho e fazer a coisa certa exige coragem e atos como esse não devem passar despercebidos”.

O treinador da seleção búlgara, Krasimir Balakov, negou as acusações de racismo, dizendo que não ouviu os cânticos e que estes alegados abusos devem ser, antes de mais, “provados”. “Não ouvi nada, o comportamento inaceitável foi dos adeptos da Inglaterra”. “Se o nosso capitão falou com os adeptos foi, provavelmente, por causa do desempenho da equipa”, afirmou, citado pela Sky Sports.

Por sua vez, Greg Clarke, presidente da Associação de Futebol, considerou que a noite desta segunda-feira foi “uma das noites mais terríveis” que já viu no futebol.

“Parecia, especialmente na primeira parte, que mal qualquer jogador negro de Inglaterra tocava na bola, surgiam insultos, cânticos sobre macacos e saudações nazi – o pior racismo que já vi num jogo”, relatou Kaveh Solhekol, repórter da Sky Sports no local.

A imprensa inglesa também condenou a atitude dos adeptos búlgaros nas capas desta terça-feira: “Nojento”, “Vergonha”, “Desprezível” e “Expulsem-nos” são alguns dos títulos que fazem as manchetes britânicas de hoje.

Entretanto, e de acordo com o Sapo 24, o Governo búlgaro pediu a demissão do presidente da União Búlgara de Futebol, Borislav Mihaylov, na sequência dos incidentes na partida.

“Depois dos incidentes de segunda-feira, o primeiro ministro [Boiko Borisov] ordenou que se cancelem todas as relações entre o Governo, incluindo as financeiras, e a União [Búlgara de Futebol], até que o presidente apresente a demissão”, declarou o ministro do desporto, Krasen Kralev, à televisão Nova TV.

A UEFA não fez ainda quaisquer comentários sobre os incidentes em Sófia.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Mas.. mas..

    E a Beyonce a fazer a saudação racista black power, em plena superbowl para milhões de americanos??
    (E isso ser visto como um acto de coragem)

    Os activistas africanos que usam e usaram essa saudação,não andavam propriamente a apregoar beijos e abraços à comunidade branca.
    A maioria apelam à morte de todos os brancos, incluindo bebes brancos..

    Mas pois é, só os brancos podem ser racistas..
    Estava-me a esquecer..

  2. Boa tarde.
    Não sei se é possível mas pergunto: a FIFA não pode tomar uma atitude p/resolver de vez estas situações?! Hoje em dia, c/as redes sociais, tudo se sabe em poucos minutos!!! Foram avisados, portanto, os que continuaram a incitar o ódio e a ofender os jogadores, fosse lá de que lado fosse, eram imediatamente identificados (para sanções posteriores) e posteriormente expulsos do estádio!!! Há gente que vê futebol e enlouquece! Assim como enlouquecem muitos na condução, na estrada… e noutras situações.

  3. Gente que não sabe estar e fazem de um jogo de futebol um meio para descarregarem toda a sua raiva e desprezo pelo próximo, existe disto por todo o lado e neste caso há que pôr essa espécie de gente fora dos estádios de uma vez por todas.

RESPONDER

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …