Bruxelas revê em alta as perspetivas do crescimento da economia nacional para 2022. Portugal em contraciclo

1

Portugal deverá ser o país em que a subida dos preços menos se fará sentir.

Ao contrário do que deverá acontecer no resto dos países da zona euro e com o conjunto da União Europeia, a economia portuguesa deverá alcançar a meta dos 5,8% em 2022 e chegar aos 2,7% no próximo ano. As estimativas foram apresentadas esta segunda-feira e constituem uma inversão em relação aos dados anteriores sobre o crescimento de Portugal. Este é, de resto, o país que Bruxelas estima que menos seja afetado pela atual conjuntura económica europeia.

De forma a considerar o efeito provocado pela subida dos preços da energia, matérias-primas e bens alimentares, a Comissão Europeia também corrigiu em baixa as suas previsões para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2022. Já o crescimento da União Europeia foi revisto para 2,7%, em vez de 4%, como tinha sido inicialmente previsto. Também os valores do próximo ano foram alterados,.

De acordo com o Público, as estimativas da evolução dos países da zona euro são semelhantes às dos Estados-membros, sendo Portugal o que tem perspetivas de melhor desempenho, seguido de da Irlanda e de Espanha. A economia portuguesa é também a única a registar um aumento do valor do crescimento do PIB de 2021 para 2022 – o que indica uma recuperação mais lenta da economia nacional no pós-covid.

Portugal é também o país da União Europeia onde se sentirá menos o impacto da subida dos preços. Ainda assim, a Comissão Europeia teve que ajustar para o dobro as suas previsões para a inflação em 2022, que deverá chegar aos 6,8% na União Europeia.

  ZAP //

1 Comment

  1. Então desta vez é que vamos passar a viajar em 1ª categoria na carruagem do comboio europeu, finalmente!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.