Boris Johnson adia próxima etapa de desconfinamento no Reino Unido

Neil Hall / EPA

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, está de volta a Downing Street, depois de ter estado infetado com o novo coronavírus

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, adiou hoje por duas semanas pelo menos, até 15 de agosto, a próxima fase do plano de levantamento das medidas de proteção sanitária contra a covid-19, devido ao aumento de casos.

Antes de ser detetado um aumento dos casos de contágio do novo coronavírus, as medidas incluíam a reabertura já este fim de semana de casinos, pistas de patinagem e “pequenos” banquetes de casamento.

Numa conferência de imprensa com o médico Chris Whitty, assessor do primeiro-ministro, Boris Johnson afirmou que é preciso atuar de imediato, depois de o Gabinete Nacional de Estatística ter detetado um aumento de casos de covid-19 “na comunidade” com a prevalência de 1 contágio para cada 1.500 pessoas.

“É um sinal de alerta” que o Governo “não pode ignorar”, disse o chefe do executivo sublinhando que a covid-19 está a “avançar rapidamente na Ásia e na América Latina”.

“Alguns dos nossos amigos europeus têm dificuldades em controlar (o aumento dos contágios)”, acrescentou.

O primeiro-ministro assinalou que continua em vigor a opção sobre as deslocações para os locais de trabalho “sempre que se cumpram as medidas de segurança” e que as “pessoas vulneráveis” podem sair à rua sem conselho médico.

Johnson indicou que “além de estar em causa” a reabertura de locais de risco, vai ser obrigatório o uso de máscara de proteção sanitária em sítios fechados como museus, cinemas, locais de culto e estabelecimentos comerciais.

O médico Chris Whitty diz que é “incorreto” pensar-se que se pode reabrir a sociedade e manter controlado o vírus admitindo que se chegou “ao limite” do que pode estar a funcionar sem risco de aumentar a prevalência do contágio de forma exponencial.

“O travão” ao plano de desagravamento das medidas, segundo Boris Johnson, foi decidido depois de o Governo ter anunciado através da rede social Twitter a imposição, a partir de hoje, de novas restrições na maior parte das regiões do norte de Inglaterra, que impede visitas a casas particulares.

Em declarações à BBC, o ministro da Saúde, Matt Hancock, defendeu as medidas ao assinalar que, segundo os dados de rastreio dos contágios, a maior parte da transmissão do vírus, mais ativo no território da Inglaterra, acontece em “visitas de familiares e amigos em casas particulares”.

A diretiva significa que os habitantes de cidades como Manchester e a área metropolitana correspondente, assim como os condados de East Lancashire e parte de West Yorkshire não podem encontrar-se em casas uns dos outros, nem mesmo nos jardins.

Nas mesmas zonas não são permitidos grupos em restaurantes ou “pubs”. Hancock reconheceu que a medida afeta a comunidade muçulmana numa altura em que se preparava para as festividades familiares do Eid al-Adha, no próximo fim de semana.

No resto do território da Inglaterra, na Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales “há um desconfinamento relativo” mas o ministro da Saúde disse que as autoridades estão alerta sobre a possibilidade de uma “segunda vaga na Europa”.

No Reino Unido, morreram de covid-19 45.999 pessoas até quinta-feira, dia em que foram comunicados 38 óbitos em 24 horas.

O número de contágios foi de 846 novos casos, no mesmo dia, o maior número ocorrido num período de 24 horas durante um mês.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Presidente de associação solidária acusado de violar e escravizar mulheres em situações precárias

O presidente da associação "Paz no Coração" está a ser acusado por 60 crimes sexuais. Atualmente, encontra-se em prisão preventiva. Alfredo Marques Carvalho, líder da associação, acolhia vítimas de violência doméstica, atiradas para a rua com …

Sócrates sai em defesa de Vieira. Em Portugal, "prende-se primeiro e pergunta-se depois"

Em Portugal, "prende-se primeiro e pergunta-se depois", considera o antigo primeiro-ministro José Sócrates, num artigo de opinião publicado esta segunda-feira no qual reage às detenções de Luís Filipe Vieira e Joe Berardo. "Tudo igual, tudo igual, …

Thomas Daley: o ouro para quem sofreu muito

Bullying na escola, morte do pai, homossexualidade, incapaz de caminhar. Thomas Daley venceu uma prova de saltos para a água, em Tóquio, ao lado do também britânico Matty Lee. Surpresa nos saltos para a água, nos …

Depois de uma época dourada, Portugal cai sete lugares no ranking da inovação

A economia nacional caiu sete posições, naquela que é a primeira inversão na trajetória ascendente desde 2014. Apesar do recuo, Portugal melhorou em 18 dos 32 indicadores. A notícia, avançada esta segunda-feira pelo jornal Público, dá …

Mortes de crianças com covid-19 disparam na Indonésia. No Reino Unido aumentam casos graves entre jovens

Médicos britânicos alertaram para o aumento do número de crianças e jovens infetados com covid-19 a dar entrada nos hospitais, apelando à vacinação para não "sofrerem desnecessariamente" com a evolução da doença. "Os doentes estão a …

Empresa portuguesa arrisca multa por enviar ilegalmente resíduos de plástico para a Roménia

Uma empresa portuguesa foi apanhada a enviar resíduos de plástico para a Roménia sem cumprir os requisitos necessários para o fazer. Segundo noticia o Público, a Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento …

Marcos Freitas e Fu Yu brilham no ténis de mesa, Yolanda Sequeira avança no surf

Do ténis de mesa ao surf, a armada portuguesa em Tóquio tem estado em destaque. Marcos Freitas, Fu Yu e Yolanda Sequeira progrediram nas suas respetivas competições. O português Marcos Freitas apurou-se hoje para os oitavos …

Um pouco por todo o mundo, protesta-se contra o "passaporte da escravidão" às vacinas

O fim-de-semana foi marcado por manifestações em Itália, na Grécia, na França, no Reino Unido e na Austrália contra as proibições a quem não tem certificados de vacinação ou testes PCR. Vários governos têm apertado as …

Benfica à procura de fazer cortes no ataque. Carlos Vinícius será o primeiro a cair

Carlos Vinícius continua a não fazer parte das contas de Jorge Jesus e deverá estar de saída. O Benfica quer reduzir o leque de avançados do clube. O Benfica continua a estudar o mercado à procura …

Governo proíbe salários de estagiários abaixo dos 532 euros

Uma das 64 medidas da Agenda do Trabalho Digno e Valorização dos Jovens no Mercado de Trabalho passa por eliminar uma norma que permite pagar pouco mais de 400 euros nos estágios profissionais. Assim, os estagiários …