Bombardeiros russos mataram 2099 civis na Síria

Dmitriy Pichugin / Wikimedia

Alinhamento de aviões bombardeiros Tupolev Tu-95 ‘Bear’ da Força Aérea da Rússia

Pelo menos 6.340 pessoas morreram nos últimos oito meses na Síria em bombardeios da aviação russa, aliada do governo de Damasco, segundo dados publicados esta segunda-feira pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos, OSDH.

Entre os mortos registados pelo Observatório, 2.099 eram civis. Destes, cerca de 500 eram menores de idade e 318 eram mulheres.

Os ataques da força aérea russa causaram 2.270 baixas nas fileiras do Estado Islâmico e 1.971 entre as organizações rebeldes sírias, além da Frente Al-Nosra, grupo extremista afiliado à Al-Qaeda na Síria, e do Exército Islâmico do Turquemenistão.

A Rússia começou a 30 de setembro de 2015 uma campanha de bombardeamentos na Síria, cuja guerra civil teve início em meados de março de 2011.

Tanto Moscovo como Damasco têm afirmado que os ataques são contra organizações terroristas, mas o Observatório e opositores asseguram que os aviões russos também têm como alvo zonas residenciais e bases de forças de oposição ao regime sírio, como o Exército Sírio Livre.

Segundo um relatório publicado pelo OSDH em março do ano passado, quatro anos de guerra civil na Síria tinham provocado a morte a 215.218 pessoas – entre as quais, 102.831 civis.

ZAP / Lusa / ABr

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

PJ deteve falsa psiquiatra que dava "consultas" em casa em Braga

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve uma mulher, de 38 anos, que se fazia passar por médica psiquiátrica e que dava "consultas" na sua residência. Em comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) de Braga refere que, …

Dinheiro do prémio "Nobel Alternativo" usado para criar fundação Greta Thunberg

A Fundação Right Livelihood, que atribui os prémios "Nobel Alternativo", anunciou esta quinta-feira que entregou o valor monetário do prémio atribuído, em setembro passado, a Greta Thunberg para estabelecer uma fundação. "Estamos felizes por o prémio …

Bruxelas quer um mercado único para os dados europeus

A União Europeia (UE) apresentou na quarta-feira planos para criar um mercado único para todos os dados europeus, de forma a ajudar a criar 'startups' que consigam competir com as grandes empresas de tecnologia. Segundo noticiou …

Misericórdias recusam eutanásia. Mas aceitam ajudar utentes que optem por colocar fim à vida

A União das Misericórdias decidiu na quarta-feira que as suas instituições não vão praticar atos de eutanásia, caso seja legalizada em Portugal, mas está disponível para intermediar o acesso dos seus utentes a instituições que …

Efacec demarca-se de Isabel dos Santos. Salários não estão em risco

O Conselho de Administração da Efacec Power Solutions garantiu, esta quinta-feira, que tem "uma gestão independente e reúne todas as condições para honrar os compromissos acordados" com todos os colaboradores e fornecedores. Esta posição surge na …

Morreu Pedro Baptista, comissário das comemorações da Revolução Liberal do Porto

O antifascista, escritor e ensaísta morreu, esta quinta-feira, aos 71 anos, informou fonte da Câmara Municipal do Porto, onde era deputado da Assembleia Municipal, eleito pelo movimento independente do presidente Rui Moreira. Pedro Rocha Baptista nasceu …

Fatura detalhada de combustível obrigatória a partir de agosto

As faturas dos postos de combustível vão detalhar, a partir de agosto, taxas e impostos cobrados, o sobrecusto da incorporação de biocombustíveis e descontos, nomeadamente. O regulamento da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) pretende melhorar …

Ventura pedirá "reunião de emergência" a Ferro se castração química não subir a plenário

O deputado único do Chega, André Ventura, afirmou hoje que irá pedir uma "reunião de emergência" ao presidente da Assembleia da República se o diploma que prevê a castração química para agressores sexuais de menores …

Grupo TAP com prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018. De acordo com o comunicado da TAP SGPS, …

Dívida pública desceu para 118% do PIB em 2019

No ano passado, a dívida pública portuguesa caiu para os 118,2% do Produto Interno Bruto. Esta descida foi acima daquela esperada pelo Governo. O Banco de Portugal anunciou esta quinta-feira que, segundo Masstricht, a dívida pública …