Bolsonaro considera “lamentável” discurso de Biden que apela ao país que pare de destruir a Amazónia

Joedson Alves / EPA

Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil

Jair Bolsonaro classificou como “lamentável” o comentário de Joe Biden durante  o debate presidencial que ocorreu na madrugada de terça-feira. O candidato democrata mostrou-se preocupado com o facto das florestas tropicais no Brasil estarem a ser destruídas.

As declarações de Biden sobre a Amazónia no debate eleitoral correram o mundo, provocando agora uma reação de Bolsonaro, que sempre declarou publicamente ser um admirador de Trump.

“Lamentável, Sr. Joe Biden, sob todos os aspetos, lamentável”, escreveu o Presidente do Brasil na sua conta do Facebook.

Antes de fazer a crítica, Bolsonaro lembrou, numa longa mensagem escrita em português e inglês: “O candidato à presidência dos EUA Joe Biden disse ontem (terça-feira) que poderia nos pagar 20 mil milhões de dólares (17 mil milhões de euros) para pararmos de “destruir” a Amazónia ou nos imporia sérias restrições económicas”.

“O que alguns ainda não entenderam é que o Brasil mudou. Hoje, seu Presidente, diferentemente da esquerda, não mais aceita subornos, criminosas demarcações ou infundadas ameaças. Nossa soberania é inegociável”, afirmou Bolsonaro no texto.

O Presidente brasileiro defendeu, sem explicar exatamente a que se referia, que o seu governo está a desenvolver ações sem precedentes para proteger a Amazónia.

“A cooperação dos EUA é bem-vinda, inclusive para projetos de investimento sustentável que criem emprego digno para a população amazónica, tal como tenho conversado com o Presidente Trump”, acrescentou o chefe de Estado brasileiro. Bolsonaro defendeu ainda que “a cobiça de alguns países sobre a Amazónia é uma realidade”.

“Contudo, a externação por alguém que disputa o comando de seu país sinaliza claramente abrir mão de uma convivência cordial e profícua”, comentou. “Custa entender, como chefe de Estado que reabriu plenamente a sua diplomacia com os Estados Unidos, depois de décadas de governos hostis, tão desastrosa e gratuita declaração”, criticou.

Num debate aceso com o atual presidente dos EUA Donald Trump, Biden disse, ao ser questionado sobre a política ambiental que pretendia adotar – caso seja eleito – que “as florestas tropicais do Brasil estão a ser destruídas”.

“É absorvido mais carbono naquela floresta do que é emitido pelos Estados Unidos. Vou garantir que vários países se juntem e digam (ao Brasil): aqui estão 20 mil milhões de dólares. Parem de destruir a floresta. E se vocês não pararem, então sofrerão significativas consequências económicas”, disse o candidato do partido Democrata norte-americano.

Relativamente a questões relacionadas com o ambiente e o clima, Biden deixou claro que se for eleito irá promover o regresso dos Estados Unidos ao Acordo de Paris para o Clima, do qual Trump se desvinculou.

Desde a sua eleição, Bolsonaro tenta uma reaproximação do Brasil com os EUA, mas o mal-estar face à declaração de Biden indica que em caso de vitória democrata, o governante do país sul-americano poderá ter os seus planos de aproximação frustrados.

Estas declarações de Biden surgem num altura em que o Brasil tem sido frequentemente alvo de pressão internacional pela preservação da Amazónia. A desflorestação da Amazónia cresceu 34% de agosto de 2019 a julho de 2020, em comparação com o mesmo período homólogo, segundo dados compilados anualmente pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

A Amazónia é a maior floresta tropical do mundo e possui a maior biodiversidade registada numa área do planeta, com cerca de 5,5 milhões de quilómetros quadrados e inclui territórios do Brasil, Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …

Novo estudo diz que Remdesivir não tem "impacto significativo" nos doentes com covid-19

Ao contrário do que se pensava, o medicamento antiviral remdesivir não reduz as mortes entre os pacientes com covid-19, sobretudo quando comparado com o tratamento padrão, de acordo com os resultados de um estudo internacional. Em …