Boca e River juntos… e querem mais dinheiro

Presidentes de Boca Juniors e River Plate esqueceram a rivalidade e almoçaram juntos. O assunto principal foi o formato do campeonato argentino: “Daqui a pouco temos 70 equipas…”.

Rodolfo D’Onofrio e Jorge Amor Ameal são os líderes dos dois “gigantes” do futebol argentino: D’Onofrio é o presidente do River Plate e Ameal é o presidente do Boca Juniors. Nesta quinta-feira, tal como aconteceu no início do ano passado, os dois dirigentes esqueceram a rivalidade e estiveram juntos.

Um almoço juntou os presidentes dos dois clubes, que têm tido uma boa relação desde que Jorge Amor Ameal assumiu a liderança do Boca Juniors. Na direção anterior do Boca, as trocas de acusações foram uma constante e a distância aumentou.

O coronavírus chegou e os dois grandes rivais quase sentiram necessidade de se juntarem e tomarem decisões importantes relativas ao futebol argentino – já conseguiram inverter uma decisão da federação de futebol local, em relação à rescisão de contrato com um canal de televisão.

Precisamente em relação aos direitos televisivos, embora não o digam oficialmente, os presidentes de Boca e River defendem que os seus clubes deveriam receber uma percentagem maior do lucro proveniente das transmissões televisivas, escreve o jornal Olé. Os líderes consideram que o impacto dos dois clubes no panorama do futebol argentino é maior do que aquilo que recebem.

Oficialmente, o assunto principal deste almoço foi o formato atual do campeonato argentino. Em 2021 a primeira divisão nacional vai começar com a segunda edição da Copa Diego Maradona (Boca Juniors foi campeão, há poucos dias): duas zonas com 13 equipas cada. Mais tarde haverá outro torneio, com 25 jornadas. Nenhuma equipa vai descer de divisão neste ano.

“Temos uma ideia permanente de campeonatos longos, com descidas. Temos que ter projeto superior. Queremos um futebol sério, com ordem. O mais importante não é discutir se há clássicos ou se não há clássicos”, afirmou Ameal.

“River e Boca são as duas locomotivas do nosso futebol. Seria absurdo não admitirmos isso. São os dois clubes que geram maior expetativa. Tanto River como Boca podem ajudar a criar um caminho diferente”, começou por dizer D’Onofrio, antes de concretizar.

“Não concordamos com a ausência de descidas de divisão. Um campeonato com 28 equipas é complexo, complicado. Há uma maioria que acha que esse formato é conveniente. Queremos que o futebol cresça mais. Devemos ter torneios atrativos e queremos que descer de divisão não signifique morrer. Se desces, depois sobes. Se não, daqui a pouco criamos um campeonato de 70 equipas ficamos todos felizes”, ironizou o presidente do River Plate.

Este encontro aconteceu dois dias depois da primeira final do campeonato argentino feminino profissional: o Boca Juniors goleou o River Plate por 7-0 e tornou-se no primeiro campeão da história da liga profissional de futebol feminino na Argentina.

Nuno Teixeira Nuno Teixeira, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: pouco Festival no FC Porto-Sporting

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-0-0-sporting-o-musical Está bem: Futebol Clube do Porto contra Sporting Clube de Portugal. Segundo classificado recebe o líder. Jogo que pode praticamente definir o novo campeão nacional de futebol. O encontro é naquele estádio junto ao centro …

Índia e Paquistão comprometem-se a respeitar cessar-fogo em Caxemira

Na quinta-feira, o Paquistão e a Índia alcançaram um acordo para fazer cumprir o cessar-fogo na região de Caxemira, reivindicada pelos dois países. A fronteira entre ambos é palco frequente de ataques que deixam soldados …

Governo quer rever norma da dádiva de sangue que exclui homossexuais

O Governo determinou, esta segunda-feira, a constituição de um grupo de trabalho para rever a norma que exclui dadores "por comportamento sexual". De acordo com o SAPO24, o Ministério da Saúde determinou a constituição de um …

Governador de Nova Iorque volta a ser acusado de assédio sexual

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, foi acusado por outra ex-assessora de assédio sexual, que foi sua assistente executiva e conselheira de políticas de saúde até novembro do ano passado. Segundo noticiou no sábado o New …

Francisco Assis alerta Governo para riscos das raspadinhas

O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis, vai promover um estudo sobre o impacto social do vício da raspadinha e informar o Governo, na esperança de que este repondere o lançamento da …

Mais de 75% dos refugiados sírios podem sofrer de stress pós-traumático

Mais de três quartos dos refugiados sírios podem estar a sofrer de distúrbios mentais, como transtorno de stress pós-traumático (TEPT), dez anos após o início da guerra civil no país. De acordo com um artigo do …

AVC foi a principal causa das 112.334 mortes em 2019

As doenças circulatórias foram as principais causas das 112.334 mortes verificadas em Portugal em 2019, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, assinalando que a mais mortífera foi o acidente vascular cerebral (AVC). Em 2019, …

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …

"Um erro histórico". Tratado assinado em Portugal incentiva aquecimento global

Um tratado assinado em Lisboa concede um grande poder às empresas de energia para processar os Estados caso se sintam prejudicadas por políticas climáticas. O Tratado da Carta da Energia (TCE) é um acordo internacional assinado …

Jornalistas estrangeiros denunciam "declínio da liberdade" na China

A China utilizou as medidas para controlar o coronavírus, a intimidação e restrições de visto para limitar a cobertura jornalística estrangeira em 2020, dando início a um "rápido declínio da liberdade na media", denunciou o …