Movimento “Black Lives Matter” fez diminuir mortes causadas por polícias

Victoria Pickering / Flickr

Manifestações “Black Lives Mater”

Desde que os protestos de Black Lives Matter começaram a ganhar destaque, após a morte de Michael Brown em 2014, no Missouri, o movimento espalhou-se por centenas de cidades em todos os estados dos EUA e teve grande impacto.

Agora, um novo estudo mostra que os homicídios policiais diminuíram significativamente na maioria das cidades onde os protestos ocorreram.

O movimento Black Lives Matter (BLM) inciou-se quando a ativista Alicia Garza, natural de Oakland, na Califórnia, partilhou uma mensagem de protesto no Facebook após George Zimmerman, um voluntário de vigilância, seguir e matar Trayvon Martin, de apenas 17 anos. O homem foi absolvido do assassinato em 2013.

O mote foi-se espalhando, criando assim um movimento contra o racismo estrutural e a violência policial. Também no ano passado, devido ao assassinato de George Floyd, milhões de pessoas manifestaram-se em centenas de protestos nos EUA e o movimento expandiu-se ainda mais a nível global.

“O Black Lives Matter representa uma tendência que vai além da descentralização que existia dentro do Movimento dos Direitos Civis”, disse Aldon Morris, um sociólogo da Northwestern University, que não esteve envolvido no novo estudo.

O especialista acrescentou que “a questão passa a ser: Os protestos Black Lives Matter têm algum efeito real em termos de geração de mudança? Os dados mostram claramente que onde houve protestos, o número de mortes diminuiu. O protesto é importante e pode gerar mudanças”, defende.

O estudo publicado em fevereiro pela Social Science Research Network, é o primeiro do seu tipo a medir uma possível correlação entre o movimento e o decréscimo do números de homicídios policiais.

A pesquisa indica que as cidades onde se realizaram protestos BLM, tiveram uma redução até 20% nas mortes executadas por polícias, resultando em cerca de 300 mortes a menos em todo o país entre 2014 e 2019.

Os autores do estudo acreditam que a ocorrência de protestos locais aumentou a possibilidade dos departamentos de polícia instalarem câmaras de controlo comunitário. Outra razão prende-se com o facto dos polícias começaram a ganhar mais consciência moral, adotando assim uma postura menos agressiva, diz o Scientific American.

No entanto, nem todas as cidades registaram um declínio. Os homicídios policiais aumentaram em Minneapolis, Portland, San Francisco e St. Louis durante o período que foi analisado durante a pesquisa.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …