Benfica, FC Porto e Sporting: três épocas, três campeões. Não acontecia há 40 anos

1

António Cotrim / Lusa

Benfica, FC Porto e Sporting conquistaram um campeonato cada nas últimas três edições da prova. Pedroto, Manuel Fernandes e Humberto Coelho eram protagonistas na última vez em que isto aconteceu.

A última jornada da I Liga de futebol arranca nesta terça-feira e, com a confirmação antecipada de que o Sporting é o novo campeão, o cenário dos últimos 19 anos alterou-se, no que diz respeito à melhor equipa portuguesa.

Depois de uma hegemonia do Benfica, uma luta a dois entre Benfica e FC Porto e agora o Sporting a intrometer-se. O troféu de campeão nacional tem andado de um lado para o outro nos últimos anos e esta conquista do Sporting originou uma curiosidade que não se verificava há quatro décadas.

Como o FC Porto foi campeão na temporada passada e o Benfica tinha sido campeão há duas épocas, os três denominados “grandes” do nosso futebol conseguiram assim, nos últimos três campeonatos, um título cada.

Na última vez em que esta divisão aconteceu, José Maria Pedroto era o treinador do FC Porto (bi)campeão em 1979, Humberto Coelho comandava em campo o Benfica campeão em 1980 e Manuel Fernandes era a Figura do Sporting campeão em 1981.

Passaram 40 anos e esta curiosidade entre os três rivais não se repetiu por dois motivos: os “jejuns” prolongados de Sporting e Benfica. O clube de Alvalade esteve 18 anos e depois 19 anos sem ser campeão; e, quando voltou ao topo na viragem do milénio, foi o Boavista (e não o Benfica) a ser incluído na lista de campeões, a seguir a FC Porto e Sporting. O Benfica não pegou na taça durante 11 anos consecutivos.

Entretanto, se dois dos “grandes” ficaram tanto tempo sem ganhar, é porque o outro “grande” ganhou muitas vezes: até 1981 o FC Porto tinha sido campeão nacional sete vezes; agora tem 29 troféus. O clube das Antas foi campeão 22 vezes durante este período.

Voltando à diversidade, os anos 50 começaram com o único tetracampeonato do Sporting. Mas depois houve muita diversidade até ao final da década. Entre 1954 e 1960 a sequência de campeões nacionais foi a seguinte: Sporting, Benfica, FC Porto, Benfica, Sporting, FC Porto e Benfica. Foi a década mais repartida de sempre entre os três “grandes”, seguida por um domínio evidente do Benfica de Eusébio (e não só) até 1977.

Um pouco mais atrás, entre 1940 e 1942, registou-se a primeira divisão de títulos entre os três: FC Porto campeão em 1940, no ano seguinte Sporting e depois o Benfica.

O Benfica é o clube com mais campeonatos ganhos: são 37, mais do que os 29 do FC Porto e do que os 19 do Sporting.

  Nuno Teixeira, ZAP //

1 Comment

  1. Já aconteceu haver “três épocas, três campeões”: 98/99 Porto, 99/00 Sporting, 00/01 Boavista. Mas o que interessa nos títulos é só falar dos 3 grandes. O resto é absolutamente paisagem. Vá lá que ao menos ainda referiram a palavra “Boavista” no texto. Vá lá. Mas “3 épocas, 3 campeões” só interessa referir se for os 3 grandes. É a tristeza deste campeonato. Toda a comunicação social contribui para que só se fale destes 3 eucaliptos. Mais valia fazerem uma verdadeira “SUPER LIGA” de Portugal, onde só jogavam estes 3 clubes entre eles.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE