Bebés nascidos por cesariana não têm micróbios essenciais no organismo

Crianças que nascem por cesariana tendem a não ter micróbios intestinais essenciais à sua saúde, segundo o maior estudo deste tipo, realizado com quase 600 bebés recém-nascidos no Reino Unido.

Vários estudos demonstraram a importância da microbiota – os micróbios que vivem nos nossos organismos – para a saúde humana. Além disso, foram várias as pesquisas que indicaram que o parto natural pode ser mais benéfico para a microbiota da criança, uma vez que passa pelo canal vaginal da mãe, adquirindo assim os micróbios essenciais.

Neste novo estudo, segundo os cientistas, o mais interessante foi o facto de os bebés nascidos por cesariana conterem micróbios prejudiciais à sua saúde.

“O nível de colonização por patogénicos é chocante nestas crianças. Quando vi os dados pela primeira vez, não consegui acreditar”, disse o principal autor do estudo, Trevor Lawley, do Instituto Wellcome Sanger, em Hinxton, no Reino Unido. O artigo científico foi publicado na Nature.

De acordo com o Scientific American, a investigação envolveu 596 bebés, 314 nascidos por parto normal e 282 por cesariana. A equipa de Lawley analisou o ADN dos micróbios nas fezes de todas as crianças em três períodos diferentes: quatro, sete e 21 dias após o seu nascimento.

Os cientistas concluíram que os bebés nascidos por cesariana não tinham estirpes de bactérias comensais normalmente observadas em pessoas saudáveis. Pelo contrário, estas bactérias compunham a maior parte da microbiota dos bebés nascidos pelo canal vaginal.

Mas a pior notícia, segundo os investigadores, foi o facto de o intestino dos bebés nascidos por cesariana apresentar bactérias “oportunistas”, como Enterococcus e Klebsiella.

Alguns meses depois do nascimento, os cientistas observaram que a microbiota dos bebés ficou semelhante, com exceção de um género comum chamado Bacteroides, quase ausente nas crianças nascidas por cesariana. Em média, nove meses depois, 60% dos bebés nascidos por cesariana ainda não tinham Bacteroides nos seus intestinos, sendo que estudos anteriores sugeriram que estas bactérias podem afetar o sistema imunológico e diminuir a inflamação.

Além disso, análises genómicas realizadas nos micróbios dos bebés nascidos por cesariana revelaram genes responsáveis por vírus e resistência a antibióticos, ligados às bactérias “oportunistas” com as quais nasceram.

Os investigadores alertam que há outros fatores, além do método de nascimento, que podem influenciar a microbiota dos recém-nascidos, incluindo o facto de as mães que fazem uma cesariana tomarem antibióticos que podem afetar o bebé durante a amamentação. Além disso, estes recém-nascidos costumam passar mais tempo num ambiente hospitalar, o que não é propriamente benéfico.

Esta investigação pode ajudar os cientistas a desenvolver métodos eficazes para fornecer a microbiota essencial inerente ao parto natural a bebés que nascem por cesariana, mas isto ainda está muito longe de se tornar realidade.

“A ideia de colocar micróbios indefinidos em crianças imunologicamente subdesenvolvidas é muito arriscada. Os nossos dados não suportam isso”, resume Lawley.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não era a seita da ciência médica que apregoava aos quatro ventos que era muito melhor para a saúde fazer-se uma cesariana? No portugalex então fazia-se e faz-se cesariana a torto e direito. Por isso temos crianças e adolescentes mais doentes do que saudáveis.

RESPONDER

"Adiem a Liga dos Campeões", pede o Borussia Dortmund

Sorteio está marcado para esta quinta-feira mas Michael Zorc avisa: "Faltam requisitos legais para a fase de grupos arrancar". A fase de grupos da Liga dos Campeões vai começar, pela primeira vez, em outubro. A primeira …

Artista "ressuscita" 54 Imperadores Romanos com ajuda da Inteligência Artificial

Artista canadiano usou um ramo da Inteligência Artificial para criar retratos ultra-realistas de antigos Imperadores Romanos como, por exemplo, Calígula, Nero e Adriano. A aparência física destes antigos Imperadores Romanos foi preservada em centenas de esculturas …

Cantar pode ser uma má ideia durante a pandemia

Uma nova pesquisa revelou que cantar em grupo pode ser perigoso em termos de propagação de patógenos. Esta é só mais uma prova de que 2020 chegou para pôr um travão na diversão. A Universidade de …

Emirados Árabes Unidos anunciam missão espacial à Lua para 2024

Um alto responsável dos Emirados Árabes Unidos disse hoje que o país tenciona enviar para a Lua uma nave com um veículo não tripulado em 2024. O desejo de pisar a lua é uma ambição de …

Exército norte-americano quer ter acesso à rede de satélites da SpaceX

O exército dos Estados Unidos está de olho na Starlink, a constelação de satélites da SpaceX, cujo CEO é o multimilionário Elon Musk e que tem como objetivo levar Internet de banda larga a todos …

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …

Função Pública. Fesap exige subida de remuneração mínima para 693 euros

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) exige que a primeira posição da Tabela Remuneratória Única avance para 693,13 euros em 2021 e uma atualização do subsídio de refeição para seis euros. Estas duas medidas …