Bayer condenada a pagar 71 milhões de euros a homem com cancro causado por herbicida

A companhia alemã Bayer foi condenada, na quarta-feira, por um júri norte-americano a pagar uma indemnização de 80 milhões de dólares (71 milhões de euros) a um homem que diz ter contraído cancro por utilizar um dos herbicidas produzidos pela empresa.

O produto é o Roundup – um herbicida com base de glifosato – e, segundo o júri, é a causa do linfoma não-Hodgkins diagnosticado a Edwin Hardeman, avançou esta quinta-feria a TSF.

A multa divide-se em duas fatias: 5 milhões de dólares (4,4 milhões de euros) para compensações e 75 milhões de dólares (66 milhões de euros) em punições e tem como base a falha da Monsanto – comprada pela Bayer em 2018 – em alertar para o risco cancerígeno deste produto e o comportamento negligente da empresa.

A companhia alemã diz-se “desapontada” com esta decisão e que vai recorrer: “Este veredito não altera o peso de mais de quatro décadas de ciência exaustiva e das conclusões dos reguladores de todo o mundo, que atestam a segurança dos nossos herbicidas com base de glifosato e garantem que os mesmos não são carcinogénicos”, lê-se na reação da Bayer.

A 19 de março, este mesmo júri tinha apontado o Roundup como um “fator substancial” no aparecimento do cancro de Edwin Hardeman, algo que permitiu que o processo avançasse para uma segunda fase. Desde aí, as ações da Bayer já caíram mais de 12%.

Nesta segunda fase do julgamento, os advogados de defesa conseguiram apresentar documentos internos – que antes tinham sido rejeitados – e que alegadamente demonstram várias tentativas da Bayer em influenciar cientistas e reguladores acerca da segurança dos seus produtos.

Citados pela Reuters, a defesa reforça que “tal como fica demonstrado por este criterioso julgamento, desde o aparecimento do Roundup há 40 anos, a Monsanto recusa-se a agir com responsabilidade”. Em vez disso, concentrou-se em “manipular a opinião pública e sabotar todos aqueles que mostram preocupação genuína e legítima acerca do Roundup”.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica vai apresentar queixa por ameaças de morte a Vieira e vandalismo

O Benfica vai avançar com queixas devido às ameaças de morte ao presidente do clube em tarjas colocadas nas imediações do Estádio da Luz, mas também pela vandalização de várias casas benfiquistas. Segundo o jornal online …

Submarino civil transparente pode levá-lo ao local do naufrágio do Titanic

A Triton, uma empresa com sede na Florida, fabrica submarinos civis de última geração há mais de uma década. Agora, vai fazer nascer o Triton 13000/2 Titanic Explorer, que para além de oferecer aos passageiros …

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …

Depois do balde de água fria da pandemia, Israel vai ficar melhor do que nunca. Tudo pelos turistas

Israel está fechado em casa e viajar para este país não faz parte dos planos de muitas pessoas. No entanto, este período de acalmia pode mesmo ser o melhor momento para planear uma viagem - …

Menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais e menos 151 mil cirurgias em 2020

No ano em que a pandemia chegou a Portugal, houve menos 151 mil cirurgias e menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais públicos. A covid-19, que chegou a Portugal a 2 de março de 2020, obrigou …

Várias escolas de Tóquio pedem "certificados de cabelo real" aos alunos

As escolas japonesas são conhecidas pela sua rigidez relativamente à aparência dos seus alunos, tanto que os estudantes que não seguem o padrão de "cabelo liso e preto" têm de apresentar provas. Dados divulgados, esta semana, …

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …