O Banif deixou de ser um banco em 2015, mas continua sem haver relatório obrigatório por lei

Tiago Petinga / Lusa

Pormenor da fachada da sede do banco BANIF, em Lisboa

Os credores aguardam há quatro anos e meio que seja divulgado o relatório que diga qual a percentagem de recuperação a que têm direito por lei.

A 20 de dezembro, completaram-se quatro anos desde que o Banco de portugal decidiu a resolução da instituição bancária. De acordo com o Expresso, a associação de lesados do Banif voltou a apelar ao Banco de Portugal (BdP) para que a publicação do relatório seja apressada.

“A Alboa apela publicamente ao Banco de Portugal para que apresse, termine e publique o relatório encomendado à Baker Tilly sobre a resolução do Banif, a bem do normal funcionamento das instituições e do reconhecimento dos que comprovadamente foram enganados e espoliados por um banco que – recorde-se mais uma vez – estava à data intervencionado pelo Estado”, lê-se no comunicado enviado às redações pela associação que representa os lesados do banco.

Por lei, a cada resolução bancária tem de ser feita uma auditoria que determine se os credores de um determinado banco teriam sido mais beneficiados se, em vez da resolução, o banco tivesse ido para liquidação.

No caso do BES, por exemplo, a auditoria da Deloitte definiu que os credores subordinados nada teriam a receber, mas que os credores seniores, que na sua maioria tinham ido para o Novo Banco, teriam de obter, pelo menos, 31,7% do seu investimento.

No caso do Banif, continua a ser uma incógnita. Várias fontes do setor, citadas pelo matutino, têm vindo a apontar para uma perspetiva de recuperação limitada para os credores subordinados, enquanto que os credores seniores viram os seus títulos de dívida transferidos para o Santander, aquando da resolução.

“A demora na elaboração daquele documento, encomendado à consultora Baker Tilly, e essencial para o cálculo da recuperação dos créditos dos lesados do Banif e de outros credores do banco, desespera quem espera a publicação do referido relatório para prosseguir a legítima defesa dos seus interesses”, sublinha a nota.

O relatório dará conta da existência de algum montante que os credores do Banif tenham de recuperar, mas tal só acontecerá no âmbito da liquidação do Banif, que está atrasada.

Isto significa que, só se não conseguirem recuperar a percentagem definida na auditoria na liquidação é que podem ser indemnizados pelo Fundo de Resolução. Só que o processo de liquidação do Banif, a correr na justiça, continua a demorar

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Olha o BANIF, o banco que nem o troika nem o governo da altura repararam que estava prestes a explodir!.
    Tantos especialistas nacionais e internacionais pagos a peso de ouro e ninguém viu absolutamente nada!…

RESPONDER

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …