Bangladesh removeu a palavra “virgem” dos certificados de casamento

A partir de agora, nas certidões no Bangladesh, a noiva não terá de dizer se é virgem, mas se é celibatária, divorciada ou viúva. O noivo terá de fazer o mesmo.

Em bengali, a palavra “kumari” significa não casada, mas também virgem. Até agora, todas as mulheres tinham de responder a esta pergunta nos documentos de casamento, uma questão considerada discriminatória das mulheres. Agora, vai ser abolida.

Segundo o Público, o Supremo Tribunal do Bangladesh decidiu que “kumari” terá de ser substituída pela palavra “obibahita”, que quer dizer “solteira”. Esta posição foi recebida com entusiasmo pelas organizações de defesa dos direitos das mulheres que há muitos anos advogavam que a pergunta era humilhante.

O caso demorou cinco anos a chegar à mais alta instância judicial do Bangladesh, desde que advogados das organizações de direitos humanos entraram com a ação. “É um veredito marcante”, disse Aynun Nahar Siddiqua, advogada envolvida no processo, à BBC. As mudanças serão introduzidas daqui a alguns meses, quando a decisão for publicada oficialmente.

Segundo o mesmo diário, numa decisão paralela, o tribunal que ordenou que também os noivos passem a partir de agora a dizer, tal como as mulheres, se são solteiros, divorciados ou viúvos.

Bangladesh é a terceira maior nação de maioria muçulmana do mundo e quase 90% da sua população de 168 milhões são muçulmanos.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.