Aviões podem economizar combustível, tempo e reduzir emissões. O segredo é “surfar” no vento

As companhias aéreas poderiam economizar combustível, tempo e reduzir emissões ao redirecionar os voos transatlânticos e aproveitar melhor os ventos.

Uma equipa de investigadores da University of Reading, no Reino Unido, levou a cabo uma investigação que concluiu que os voos comerciais entre Nova Iorque (Estados Unidos) e Londres (Reino Unido), operados no inverno passado, poderiam ter usado até 16% menos combustível se tivessem aproveitado melhor os ventos.

Citada pelo SciTechDaily, a investigadora Cathie Wells explicou que as atuais trajetórias de voo transatlânticas fazem com que as aeronaves queimem mais combustível e emitam mais dióxido de carbono do que o necessário.

“Apesar de os ventos serem levados em consideração, a redução do custo total de operação do voo recebe atualmente uma prioridade mais alta do que minimizar o consumo de combustível e a poluição”, acrescentou.

No futuro, os novos satélites vão permitir que este tipo de voos sejam rastreados com uma maior precisão, uma oportunidade para abrir a porta à flexibilização das trajetórias para que sigam os ventos favoráveis e evitem os ventos contrários.

Esta técnica vai oferecer ao setor da aviação uma forma mais barata e imediata de reduzir as emissões do que através de avanços na tecnologia.

“Atualizar para aeronaves mais eficientes ou mudar para biocombustíveis ou baterias pode reduzir as emissões, mas é caro e pode demorar várias décadas. Ajustes simples nas rotas de voo são muito mais baratas e podem oferecer benefícios imediatos“, disse Paul Williams, cientista atmosférico e co-autor do estudo, publicado no dia 26 de janeiro na Environmental Research Letters.

A investigação analisou cerca de 35 mil voos em ambas as direções entre Nova Iorque e Londres, de 1 de dezembro de 2019 a 29 de fevereiro de 2020. A equipa comparou o combustível usado durante esses voos com a rota mais rápida que teria sido possível no momento, voando nas (ou à volta) das correntes de ar do jato para leste.

Os cientistas descobriram que tirar melhor proveito dos ventos teria economizado, em média, cerca de 200 quilómetros de combustível por voo. Além disso, teria sido possível reduzir as emissões de dióxido de carbono durante o período de inverno num total de 6,7 milhões de quilogramas.

Atualmente, o setor da aviação é responsável por cerca de 2,4% de todas as emissões de carbono causadas pelo Homem, e o número está a crescer.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Autarcas e bombeiros exigem que Governo mantenha SIRESP a funcionar

As declarações do presidente da Altice Portugal de que o SIRESP ia "acabar a 30 de junho" fizeram soar os alarmes. Autarcas e bombeiros querem que o Governo mantenha a rede de emergência. Na quarta-feira, em …

Carlos Carreiras anuncia "vacina portuguesa" e causa mal-estar no Governo

O presidente da Câmara de Cascais afirmou que, "em completa articulação com o Governo", garantiu a compra e inclusive a cedência da patente de uma vacina para produzir na Área Metropolitana de Lisboa. Esta quarta-feira, num …

Pela primeira vez, Japão admite cancelar Jogos Olímpicos

O Japão admitiu pela primeira vez esta quinta-feira que o cancelamento dos Jogos Olímpicos, adiados desde o verão passado e com arranque marcado para 23 de julho, continua a ser uma hipótese em cima da …

Ataque de Sócrates ao PS é uma "tremenda injustiça". Costa não é um "traidor", diz Ana Catarina Mendes

A líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, criticou as declarações de José Sócrates que, em resposta a Fernando Medina, atacou a direção do partido. Em entrevista à TVI, na noite desta quarta-feira, José Sócrates respondeu …

Guardiola iguala recorde de Mourinho na Liga dos Campeões

Pep Guardiola igualou o recorde de presenças nas meias-finais da Liga dos Campeões. O espanhol tem agora as mesmas oito presenças de José Mourinho. Há muito tempo que Pep Guardiola enfrentava dificuldades nos quartos de final …

Responsável pela acusação da Operação Marquês fica fora da lista de promoções do MP

O procurador Rosário Teixeira, responsável pela acusação da Operação Marquês, não figura entre os candidatos da lista de promoções do Ministério Público — e já recorreu da decisão. O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) aprovou …

Investigação a ligações entre PJ e Doyen só ouviu 2 testemunhas antes de ser arquivada

A investigação a alegadas ligações entre um inspetor da PJ e representantes da Doyen, foi arquivada após apenas terem sido ouvidas duas testemunhas. A denúncia sobre estas alegadas ligações chegou da então eurodeputada Ana Gomes. Foi …

Depois de Benfica e Sporting, Beto também interessa ao FC Porto

Depois do interesse de Benfica e Sporting, o FC Porto também está atento a Beto, o avançado do Portimonense que tem dado cartas esta temporada. Se pensava que esta ia ser uma corrida de dois cavalos …

Depois de uma emergência a contragosto, decidem-se as medidas para a 3.ª fase do desconfinamento

Esta quinta-feira, o Conselho de Ministros decide se o desconfinamento avança na próxima segunda-feira. Em causa está o avanço da terceira fase como previsto, a estagnação dos concelhos de maior risco na segunda fase ou …

"O culpado sou eu". Abel Ferreira perde Supertaça sul-americana nos penáltis

O Palmeiras, de Abel Ferreira, falhou na quarta-feira a conquista da Supertaça sul-americana de futebol, ao perder com o Defensa y Justicia no desempate por grandes penalidades (3-4), depois do desaire por 2-1 nos 120 …