Aviões militares dos EUA colidiram no ar ao largo do Japão. Há seis desaparecidos

USAF / Wikimedia

Dois caças F/A-18 Hornet da Força Aérea dos EUA

Equipas de socorro encontraram esta quinta-feira um dos sete tripulantes de dois aviões norte-americanos que se despenharam no oceano Pacífico, ao largo do Japão, estando em curso as buscas para encontrar os restantes desaparecidos, disseram responsáveis.

O corpo de fuzileiros navais norte-americano informou que a colisão, pelas 02:00 (17:00 de quarta-feira em Lisboa), entre um caça F/A-18 e um avião de abastecimento KC-130, ocorreu durante um exercício de treino habitual, depois de os dois aparelhos terem levantado da base em Iwakuni, perto de Hiroshima, no oeste do Japão. Os aparelhos despenharam-se a 320 quilómetros ao largo da costa japonesa.

O Ministério da Defesa japonês indicou que os aparelhos, com sete tripulantes ao todo, colidiram e despenharam-se no mar a sul do cabo Muroto, na ilha de Shikoku, no sudoeste do arquipélago nipónico.

A Força Marítima de Autodefesa japonesa, que enviou aviões e navios para se juntarem às operações de busca, afirmou que as equipas de socorro encontraram um dos tripulantes, o qual apresentava uma condição estável.

As autoridades norte-americanos indicaram que o tripulante foi levado para um hospital, na base de Iwakuni, sem adiantarem mais pormenores. As fontes japonesas indicaram que dois tripulantes pertenciam ao F/A-18 e os cinco restantes ao KC-130.

“As circunstâncias do acidente estão estão atualmente sob investigação. Por enquanto, não há informações sobre o que aconteceu”, explicaram as Forças Armadas norte-americanas citada pela Agência Brasil.

Esta colisão é a última de uma série de acidentes com militares norte-americanos destacados no Japão. No mês passado, um caça F/A-18 Hornet do porta-aviões USS Ronald Reagan despenhou-se no mar a sudoeste de Okinawa, ilha no sul do arquipélago japonês, tendo os dois pilotos sido resgatados sem problemas. Em meados de outubro, um MH-60 Seahawk, também do USS Ronald Reagan, despenhou-se no mar das Filipinas, pouco depois de ter levantado voo, causando ferimentos em uma dezena de marinheiros.

Mais de 50 mil tropas norte-americanas estão destacadas no Japão ao abrigo do pacto de segurança bilateral.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Hernâni marca no final do prolongamento e apura FC Porto para as 'meias' da Taça

O FC Porto, da I Liga, apurou-se hoje para as meias-finais da Taça de Portugal em futebol, após derrotar no prolongamento o Leixões, da II Liga, por 2-1, com Hernâni a fazer o golo do …

Eleito o destino turístico mais barato para 2019 (e Portugal fica à espreita)

O complexo Sunny Beach, na Bulgária, foi eleito o destino mais barato para turistas em 2019, de acordo com um estudo levado a cabo pela British Post Office, que analisou preços dos 42 pontos turísticos mais …

Netflix está a ser processada por causa de "Bandersnatch"

O episódio interativo de Black Mirror, que estreou no final do ano passado, não agradou à Chooseco, a editora responsável pela série de livros Escolhe a tua Aventura. A 28 de dezembro estreou o mais recente …

Piloto belga "admitiu" ter assassinado o secretário-geral da ONU em 1961

Dag Hammarskjöld, secretário-geral da ONU, morreu na queda de um avião quando tentava negociar a paz no Congo, e o desastre continua a ser investigado até hoje É um mistério com mais de cinco décadas cujo …

Acordo para o Brexit chumbado. Plano de May esmagado no Parlamento

O Parlamento britânico chumbou, por uma esmagadora maioria, o acordo de saída da União Europeia negociado pela primeira-ministra Theresa May. O líder da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, aproveitou a derrota histórica de May para …

Senador italiano chamou “orangotango” a antiga ministra e foi condenado a pena suspensa

A justiça italiana condenou esta segunda-feira o senador da extrema direita Roberto Calderoli a 18 meses de prisão, com pena suspensa, por comparar, em 2013, a ministra da Integração, Cécile Kyenge, com um "orangotango". O tribunal …

Num restaurante do Dubai, deixar comida no prato dá multa (e é mais cara que a refeição)

Com o Dubai a tornar-se mais consciente do desperdício de alimentos, um restaurante lembrou-se de uma maneira de fazer com que os clientes não deixem comida no prato. O restaurante Gulou Hotpot, em Al Barsha, uma …

Roma e a Igreja em guerra milionária por causa das moedas da Fontana di Trevi

As moedas que os turistas lançam à Fontana di Trevi, um dos rituais mais populares entre quem visita Roma, está a causar problemas na relação entre a Igreja e a capital italiana. A câmara de Roma …

Frente Comum marca greve nacional da função pública

Os sindicatos da Frente Comum da Administração Pública decidiram marcar uma greve nacional para o dia 15 de fevereiro, anunciou Ana Avoila no final de um plenário realizado esta terça-feira em Lisboa. “Foi decidido marcar um …

A Coreia do Norte já não é "inimiga" da Coreia do Sul

A Coreia do Sul deixou de apelidar os militares norte-coreanos de "inimigos" no documento bienal da Defesa divulgado esta terça-feira, num aparente esforço para prosseguir a reconciliação com Pyongyang. O documento oficial do Ministério da Defesa …