Avião de carga russo cai na Síria e faz 32 mortos

aviamarkin / Flickr

Um avião de carga An-26

As autoridades russas anunciaram, esta terça-feira, a morte de 32 pessoas que seguiam a bordo de um avião de carga que se despenhou a 500 metros da pista de aterragem da base aérea da Rússia na Síria.

De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, o An-26, com 26 passageiros a bordo e seis tripulantes, despenhou-se a 500 metros da pista de aterragem e descolagem da base aérea de Hmeimim.

A Rússia, país aliado do Presidente da Síria, Bashar Al-Assad, utiliza esta base militar no país, que se situa perto da cidade síria de Latakia e próximo da costa do Mediterrâneo.

Segundo as autoridades russas, citadas pela BBC, a aeronave não se incendiou e os dados preliminares indicam que se tenha tratado de um erro técnico.

Já foi aberta uma investigação para apurar as causas exatas do acidente.

Este incidente acontece uma semana depois de outras aeronaves russas terem ficado danificadas depois de um ataque dos rebeldes à base aérea, recorda a emissora britânica.

A Rússia é acusada de matar muitos civis inocentes com os seus bombardeamentos, mas o país nega sempre essas acusações, dizendo que só ataca apenas alvos de combatentes, cuja localização foi confirmada.

Esta terça-feira, a ONU responsabilizou, pela primeira vez, este país aliado de Assad pela morte de civis na Síria. Os investigadores disseram que um avião russo foi aparentemente responsável por um bombardeamento, em novembro, em Idlib, que matou 84 pessoas e deixou outras 150 feridas.

O relatório, publicado pela Comissão de Inquérito da ONU sobre a Síria, refere que aquele ataque em novembro à área densamente povoada, envolvendo armas não guiadas, “pode constituir um crime de guerra de lançamento de ataque indiscriminado que resultou na morte e ferimentos de civis”.

Num anexo ao relatório, os investigadores dão algumas informações sobre a ofensiva governamental em curso contra o enclave rebelde de Ghouta oriental, nos arredores de Damasco, lançada a 18 de fevereiro.

Indicam que o ataque à região tem sido marcado por prováveis crimes de guerra, que incluem “o uso de armas proibidas, o ataque contra civis, a fome como estratégia de guerra (…) e a habitual recusa de retirada de doentes”.

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, 724 civis foram mortos na região de Ghouta oriental, entre os quais 170 crianças, desde 18 de fevereiro.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Advogados apontam falhas à investigação da morte de Giovani Rodrigues

Alguns advogados de defesa dos acusados do homicídio de Giovani Rodrigues apontaram, esta quarta-feira, falhas à investigação, desde o apuramento dos factos à condição clínica, com a revelação de que o jovem foi também vítima …

Dia com menos mortes desde 28 de outubro. Mais 830 novos casos

Há mais 830 casos de covid-19 em Portugal. A Direção-Geral da Saúde indica que há agora 1708 doentes com covid-19 internados, menos 119 do que na quarta-feira. O número de doentes nos cuidados intensivos está …

Concelhia do PSD/Sintra tenta contornar Santana (e já aprovou um nome)

Enquanto a direção nacional do PSD tenta convencer Pedro Santana Lopes, a estrutura do PSD/Sintra aprovou o nome de António Pinto Pereira como candidato. Esta quarta-feira, a concelhia do PSD/Sintra aprovou o nome de António Pinto …

TAP com novo voo do Brasil para Portugal a 11 de março

A Embaixada de Portugal em Brasília anunciou, esta quarta-feira, que se irá realizar, a 11 de março, um novo voo entre São Paulo e Lisboa, em "condições inteiramente idênticas" às da viagem de repatriamento ocorrida …

Campos de reeducação servem para reduzir o número de uigures, diz estudo chinês

Um relatório chinês confirma que os campos de reeducação para onde o Governo envia os uigures da província de Xinjiang têm como objetivo diminuir a população uigur. O documento foi publicado acidentalmente online Depois de uma …

Merkel cede e aceita levantamento progressivo das medidas. França estima que situação melhore em abril

A chanceler alemã, Angela Merkel, aceitou na quarta-feira um levantamento progressivo das restrições contra a pandemia na Alemanha, cedendo a um descontentamento crescente na opinião e no próprio governo a sete meses das eleições legislativas. Ao …

Não tem de "haver culpados" no incêndio que matou cães em Santo Tirso, diz Governo

A secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, defendeu ontem que “não tem de haver culpados” no incêndio de julho de 2020 que vitimou mais de 70 animais em dois abrigos ilegais em Santo …

Diagnóstico de grupo de peritos confirma cenário negro na Saúde Pública

A Comissão para a Elaboração da Proposta de Reforma da Saúde Pública e Sua Implementação pinta um retrato negro do estado da Saúde Pública em Portugal. Em fevereiro do ano passado, a ministra Marta Temido nomeou …

"Raciocínio Neandertal". Biden critica fim das máscaras obrigatórias no Texas

O Presidente norte-americano criticou, esta quarta-feira, a decisão do governador do Texas de acabar com a obrigatoriedade de utilização de máscara, classificando-a de "raciocínio Neanderthal". "Estamos à beira de ser capazes de mudar fundamentalmente a natureza …

Joacine já exonerou quatro assessores desde que saiu do Livre

Silavnia de Barros e Inês Beleza Barreiros saíram do gabinete de Joacine Katar Moreira. A deputada não-inscrita já exonerou quatro assessores desde que se desvinculou do Livre. Esta quarta-feira, um despacho publicado em Diário da República …