Autoridades sem rasto de empresário raptado em Braga

Um empresário da construção civil foi raptado esta sexta-feira à noite em Braga e ainda não foi localizado. A família não encontra explicação para o crime.

Paulo Fernandes, de 42 anos, emigrado em França, foi raptado na zona de Lamaçães junto à garagem do seu prédio, por dois homens encapuzados que o agrediram e meteram à força num carro, levando-o com eles. Segundo o JN, o homem ainda terá tentado pedir ajuda ao irmão através do telemóvel.

A vítima estava acompanhada pela filha de oito anos, que pediu socorro numa farmácia próxima.

O caso está a ser investigado pela Unidade Nacional contra Terrorismo da Polícia Judiciária do Porto. De acordo com o Jornal de Notícias, a PJ está a explorar várias possibilidades, quase todas relacionadas com os negócios da vítima: extorsão de dinheiro, cobrança de dívida ou tentativa de silenciamento.

O empresário da construção civil, imigrado em França, vinha a Portugal de duas em duas semanas para ver a filha.

João Paulo Fernando Fernandes trabalha atualmente em Bordéus, com um irmão, como subempreiteiro numa firma da construção civil. Nessa qualidade, e porque não concorre a grandes obras, a empresa não tem conflitos, nem dívidas, de acordo com fontes do JN.

Fontes próximas da família não conseguem avançar com uma explicação para o rapto, e descrevem que o empresário “tem uma vida estável, sem dívidas de monta, nem inimigos e não frequenta meios marginais. Divorciado, não se lhe conhecem problemas amorosos, “nem se mete em confusões”.

Insolvência

Desde 2012, Paulo Fernandes tem pago aos credores da insolvência da empresa de colocação de ar condicionado que possuía, mas um gerente bancário da cidade afirma ao JN que “hoje, tem mais a haver do que a pagar”.

Apesar disso, não possui dinheiro ou bens que possam sustentar um pedido de resgate.

No entanto, o processo de insolvência da empresa do pai, a Sociedade de Construções JM Fernando Fernandes, originou uma queixa no Ministério Público (MP), por suspeita de burla na venda de bens que estavam em nome da família, nomeadamente casas e terrenos.

A queixa prendia-se com um alegado abuso de confiança de um mediador e da empresa compradora, que terá ficado com os bens a preço muito abaixo do de mercado.

Segundo o JN, estaria em causa uma verba superior a um milhão de euros, mas o caso – no qual Paulo Fernandes era a principal testemunha – foi arquivado pelo MP e fontes ligadas ao processo adiantam que “não faz sentido tentar silenciar alguém num processo que findou”.

De acordo com o Diário de Notícias, a maior parte dos raptos em Portugal não costuma ultrapassar os dois ou três dias. Os raptos de civis para exigir somas de dinheiro são raros, ao contrário do que acontece na Venezuela, que tem uma enorme comunidade portuguesa, em Moçambique ou no Brasil.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Se calhar andou a fazer por isso!… duvido muito que fosse um cidadão exemplar!!
    Andam muitos “artistas” fugidos pelo estrangeiro, principalmente na França (isto para nem falar do sector da construção civil)!!!

RESPONDER

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …

"Vocês são uns ingratos". Vieira arrasa equipa após empate com o Tondela

Luís Filipe Vieira foi ao balneário falar com os jogadores após o empate com o Tondela. O presidente benfiquista mostrou-se irritado e acusou os futebolistas de ingratidão. Depois do empate do SL Benfica com o CD …

Costa tirou o tapete ao seu "super-ministro" (que é cada vez mais candidato a líder do PS)

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, já foi um peso-pesado do Governo de António Costa, mas o primeiro-ministro desautorizou-o na discussão sobre o futuro da TAP, num claro sinal de que a "lua-de-mel" entre os …

Há dois candidatos na calha para suceder a Centeno. Siza Vieira fora da corrida

Pedro Siza Vieira era apontado como o favorito a suceder a Mário Centeno na pasta das Finanças, mas recusou essa possibilidade. Nelson de Souza e João Leão são agora os dois principais candidatos. Com a saída …