Autoridades sem rasto de empresário raptado em Braga

Um empresário da construção civil foi raptado esta sexta-feira à noite em Braga e ainda não foi localizado. A família não encontra explicação para o crime.

Paulo Fernandes, de 42 anos, emigrado em França, foi raptado na zona de Lamaçães junto à garagem do seu prédio, por dois homens encapuzados que o agrediram e meteram à força num carro, levando-o com eles. Segundo o JN, o homem ainda terá tentado pedir ajuda ao irmão através do telemóvel.

A vítima estava acompanhada pela filha de oito anos, que pediu socorro numa farmácia próxima.

O caso está a ser investigado pela Unidade Nacional contra Terrorismo da Polícia Judiciária do Porto. De acordo com o Jornal de Notícias, a PJ está a explorar várias possibilidades, quase todas relacionadas com os negócios da vítima: extorsão de dinheiro, cobrança de dívida ou tentativa de silenciamento.

O empresário da construção civil, imigrado em França, vinha a Portugal de duas em duas semanas para ver a filha.

João Paulo Fernando Fernandes trabalha atualmente em Bordéus, com um irmão, como subempreiteiro numa firma da construção civil. Nessa qualidade, e porque não concorre a grandes obras, a empresa não tem conflitos, nem dívidas, de acordo com fontes do JN.

Fontes próximas da família não conseguem avançar com uma explicação para o rapto, e descrevem que o empresário “tem uma vida estável, sem dívidas de monta, nem inimigos e não frequenta meios marginais. Divorciado, não se lhe conhecem problemas amorosos, “nem se mete em confusões”.

Insolvência

Desde 2012, Paulo Fernandes tem pago aos credores da insolvência da empresa de colocação de ar condicionado que possuía, mas um gerente bancário da cidade afirma ao JN que “hoje, tem mais a haver do que a pagar”.

Apesar disso, não possui dinheiro ou bens que possam sustentar um pedido de resgate.

No entanto, o processo de insolvência da empresa do pai, a Sociedade de Construções JM Fernando Fernandes, originou uma queixa no Ministério Público (MP), por suspeita de burla na venda de bens que estavam em nome da família, nomeadamente casas e terrenos.

A queixa prendia-se com um alegado abuso de confiança de um mediador e da empresa compradora, que terá ficado com os bens a preço muito abaixo do de mercado.

Segundo o JN, estaria em causa uma verba superior a um milhão de euros, mas o caso – no qual Paulo Fernandes era a principal testemunha – foi arquivado pelo MP e fontes ligadas ao processo adiantam que “não faz sentido tentar silenciar alguém num processo que findou”.

De acordo com o Diário de Notícias, a maior parte dos raptos em Portugal não costuma ultrapassar os dois ou três dias. Os raptos de civis para exigir somas de dinheiro são raros, ao contrário do que acontece na Venezuela, que tem uma enorme comunidade portuguesa, em Moçambique ou no Brasil.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Se calhar andou a fazer por isso!… duvido muito que fosse um cidadão exemplar!!
    Andam muitos “artistas” fugidos pelo estrangeiro, principalmente na França (isto para nem falar do sector da construção civil)!!!

RESPONDER

"O Brasil não pode parar". Bolsonaro compra campanha contra o isolamento social

Jair Bolsonaro gastou cerca de 800 mil euros numa campanha contra o isolamento social com o mote "O Brasil Não Pode Parar". O presidente brasileiro tem desvalorizado a pandemia de covid-19. Face à pandemia de covid-19, …

Crise leva Costa a reforçar intenções de voto. Ventura chega ao quarto lugar

Na mais recente sondagem às intenções de voto, os portugueses mostram estar de confiança reforçada em António Costa. O Chega ganha força e chega ao quarto lugar. Numa sondagem que apenas capta os primeiros dias do …

Descoberta criatura que pode ser o antepassado de quase todos os animais

Cientistas podem ter descoberto um dos primeiros ancestrais da árvore genealógica: uma criatura semelhante a um verme chamado Ikaria wariootia. Segundo a revista Newsweek, a minúscula criatura, parecida com um verme, é o exemplar mais antigo …

Bombardeamento israelita em Gaza em plena crise do novo coronavírus

O exército israelita bombardeou hoje postos do movimento radical Hamas em Gaza, em represália contra o disparo de um míssil, no primeiro confronto registado no enclave palestiniano em pleno surto do novo coronavírus, noticiou a …

Avião com material médico vindo da China chegou sem ventiladores e reagentes

O avião da Hi Fly que aterrou esta sexta-feira em Lisboa com material médico para ajudar Portugal a mitigar a pandemia de covid-19 chegou apenas com 24 das 35 toneladas previstas, faltando os reagentes para …

Cientistas "reiniciam" idade de células estaminais de uma mulher de 114 anos

As pessoas vivem mais de 110 anos, as supercentenárias, são notáveis não só pela sua idade, mas também por causa da sua incrível saúde. Agora, pela primeira vez, os cientistas reprogramaram células de uma mulher …

Nova Iorque alerta que só terá material médico até 5 de abril

O presidente da câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio, alertou esta sexta-feira que a cidade apenas tem material médico até 5 de abril, lembrando que a 'Big Apple' é atualmente o epicentro do novo …

Cientistas determinaram como é que o cérebro controla a voz dos morcegos

Segundo um recente estudo levado a cabo por biólogos da Universidade de Frankfurt, é um circuito neuronal específico no cérebro dos morcegos que controla as suas vozes. Os morcegos são conhecidos pelo seu exímio sentido de …

Detetadas outras nove misteriosas rajadas rápidas de rádio que se repetem

Foram detetadas nove outras Rajadas Rápidas de Rádio (FRB) que se repetem entre as 700 já identificadas desde outubro de 2018 pelo projeto científico CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment), que se baseia num telescópio localizado …

"Não é completamente de loucos" pensar que há vida em Mercúrio

Há a possibilidade, ainda que pequena, de que Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol, possa abrigar vida, concluiu uma nova investigação. "É possível que, enquanto houver água, as temperaturas [no planeta] sejam apropriadas para …