Auschwitz quer médico nazi identificado no seu túmulo. Mas Áustria diz que “merece paz” após a morte

O pequeno cemitério de guerra em Lend, perto de Salzburgo, é como muitos outros na Áustria: fileiras de túmulos marcados por cruzes militares, rodeados por relva cuidadosamente tratada.

Contudo, um desses túmulos é diferente: contém os restos mortais do médico mais experiente de Auschwitz, que supervisionou alguns dos crimes mais vis da II Guerra Mundial e que se suicidou enquanto estava nas mãos dos Aliados.

A sepultura está marcada com um nome e nada mais: Franz von Bodmann.

Agora, de acordo com o jornal britânico The Times, o Comité Internacional de Auschwitz (IAC) pediu ao governo austríaco que informe os visitantes do local sobre o que estão a ver, marcando o túmulo com um aviso a detalhar as suas muitas atrocidades.

“Os crimes de Bodmann estão ocultos”, disse Christoph Heubner, vice-presidente do IAC. “Um perpetrador da SS é apresentado às gerações futuras como um membro honrado da sociedade civil.”

Bodmann também ocupou uma posição sénior em quatro outros campos. Em Neuengamme, na Alemanha, terá matado prisioneiros de guerra soviéticos com Zyklon B.

O túmulo atraiu pouca atenção até ao ano passado, quando o partido de esquerda alemão Die Linke pediu a Berlim que cessasse o financiamento público da manutenção de túmulos para “comandantes de campos de concentração e outros criminosos nazis”.

Historiadores locais propuseram adicionar um painel de informações ao túmulo de Bodmann, listando os seus crimes.

No entanto, Michaela Höfelsauer, autarca de Lend, disse temer que isso pudesse tornar o túmulo um local de peregrinação para a extrema direita.

Além disso, foi informada pelo Ministério do Interior austríaco que não tinha autoridade para fazer alterações no túmulo. Segundo o ministério, todos têm direito à paz após a morte.

O IAC reclamou em março que Eduard Wirths, chefe do tempo de guerra do médico Josef Mengele de Auschwitz, ainda era homenageado num memorial de guerra na sua cidade natal de Geroldshausen, Baviera, onde o seu nome aparece entre muitos outros sob a inscrição “Em memória dos nossos mortos e irmãos desaparecidos”.

Wirths cometeu suicídio em setembro de 1945 num campo de internamento britânico, sabendo que seria entregue à Polónia como um criminoso de guerra, e o memorial era “uma mentira histórica que horroriza e irrita” sobreviventes de Auschwitz.

“É também um triste testemunho do facto de que as pessoas em certos lugares da Alemanha ainda estão a ter dificuldade em lidar com o passado assassino das suas comunidades.”

  Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva, o governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, e o presidente do Partido Social Democrata, Rui Rio

Rio defendeu, Rangel atirou, Balsemão marcou e Montenegro fez o relato. A luta interna do PSD fez-se nas entrelinhas da posse de Moedas

Podia ter sido um jogo de futebol, mas foi só a tomada de posse de Carlos Moedas. Na Praça do Município, em Lisboa, Rio defendeu ao não ter notado a presença de um dos protagonistas …

Proposta Coba Consultores para nova ponte sobre o Douro

Nova ponte do Porto já tem desenho conhecido. Vai servir para metro, ciclovia e peões

A Metro do Porto recebeu 28 propostas para o concurso público de elaboração de projeto e execução da nova ponte sobre o rio Douro. Já foram selecionadas as três melhores. Esta segunda-feira, foram apresentados os três …

AC Milan não esconde: jogos com o FC Porto serão decisivos

Italianos recordam que vão defrontar uma equipa que está quase sempre presente na Liga dos Campeões. "Os nossos dois jogos contra o FC Porto vão ser decisivos para a classificação final do grupo". O treinador do …

Aristides de Sousa Mendes, que salvou milhares de judeus do regime nazi, recebe hoje honras de Panteão Nacional

O antigo cônsul português Aristides de Sousa Mendes, que salvou milhares de judeus do regime nazi, recebe hoje honras de Panteão Nacional, em Lisboa, através de um túmulo sem corpo. Esta cerimónia acontece 67 anos após …

Besiktas avisa os adeptos: "Contra o Sporting...não se sentem nas escadas!"

Turcos e portugueses chegam à terceira jornada na Liga dos Campeões com zero pontos. "Isto não é um caminho fácil", admite o treinador Sergen Yalçın. Um dos primeiros jogos da terceira jornada da Liga dos Campeões …

Real Madrid está disposto a oferecer Hazard por Salah

Mohamed Salah, uma das estrelas do plantel do Liverpool, está a ser adorado pelo Real Madrid. Os merengues estão a pensar apresentar uma proposta que envolve Eden Hazard. Mohamed Salah termina contrato com o Liverpool em …

Rangel: Maioria absoluta é possível, crise política improvável e acordos com o Chega para descartar

Candidato à liderança do PSD diz não ter "estados de alma" sobre os próximos passos de Rio. É da opinião que os portugueses não compreenderiam uma crise política no contexto atual, mas também considera que …

Salários em atraso no Boavista: alguns funcionários já deixaram o clube

Guarda-redes queixou-se mas não é o único jogador a não receber os últimos vencimentos, no Bessa. O Boavista estará a atravessar uma situação financeira delicada. Depois das dúvidas à volta do pagamento do relvado do Estádio …

Football Leaks. Autoridades francesas suspeitam que Rui Pinto também pirateou Paris Saint-Germain

As autoridades francesas suspeitam que Rui Pinto pode ter estado na origem do ataque informático ao clube de futebol Paris Saint-Germain (PSG), que resultou na divulgação de alguns documentos internos. Segundo noticia o Público, a investigação …

"É o melhor depois de Napoleão." Para Cassano, Ronaldo não está entre os cinco melhores da história

O antigo jogador italiano António Cassano não coloca Cristiano Ronaldo no top cinco, depois de Jorge Mendes ter considerado o avançado português "o melhor da história".  Antonio Cassano, o antigo jogador italiano de 39 anos, foi …