Atrasos em exames deixaram vários doentes com cancro sem tratamento. Pelo menos um morreu

(dr) Hospital de São João

Vários doentes oncológicos nos hospitais de Faro e Portimão não receberam tratamento devido a uma burocracia financeira. A acusação foi feita por Cristóvão Norte, deputado do PSD.

Os casos aconteceram entre dezembro de 2018 e março de 2019 e, segundo o deputado social-democrata Cristóvão Norte, deveram-se ao facto de o IPO de Lisboa ter exigido garantias de pagamentos das análises médicas aos hospitais de Faro e de Portimão.

“Sabemos que há cinco casos em Portimão e um número não estimado de casos em Faro. Houve mais do que uma pessoa que veio a falecer sem conhecer o resultado das análises”, disse Norte em declarações à Rádio Renascença.

É estritamente necessário fazer análises para que seja aplicada uma terapia dirigida. No entanto, alguns doentes oncológicos destas unidades hospitalares nunca conheceram os resultados dos seus exames.

No período de três meses referido pelo deputado houve 26 análises que foram enviadas para o IPO de Lisboa, ficando sem se saber qual a quantidade que não obteve resposta ou que essa resposta foi tardia.

O deputado social-democrata explica que o problema será relacionado com problemas financeiros. Isto porque quando um hospital pretende que seja feita uma determinada análise, emite um termo de responsabilidade. Contudo, sem as verbas necessárias, isso não é possível.

“Segundo aquilo que foi possível apurar, o IPO rejeitou a realização atempada das análises, pois não tinha sido emitido o termo de responsabilidade”, contou Cristóvão Norte à Renascença.

Agora, a abertura de um inquérito pode estar a caminho. O deputado vai participar à Procuradoria-Geral de República as “provas contundentes” que tem conhecimento.

Ainda no mês passado, o deputado do PSD, Ricardo Baptista Leite, alertou que há doentes com cancro a esperarem o dobro do tempo máximo por cirurgias prioritárias. “

“No caso de doenças oncológicas, 35 unidades ultrapassam os tempos máximos de resposta garantida para cirurgias prioritárias, quatro das quais com atrasos no tempo de resposta igual ou superior a esse tempo máximo de 45 dias”, disse o social-democrata.

Segundo dados da PORDATA, com o passar dos anos, o cancro tem matado cada vez mais pessoas. Em 2017, representou um quarto das mortes causadas por doenças em Portugal. Um valor 2,7 vezes superior comparando com 1960 (9,3%).

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Mas porque é que escrevem logo em título que é burocracia? Não é isso! É a falta de dinheiro. São as cativações do Centeno. Mesmo com o investimento público reduzido a zero, não há dinheiro para a saúde.

  2. Primeiro foram as mais de 100 mortes nos incêndios por incompetência da geringonça. Agora são as mortes de doentes com cancro novamente por desleixo governamental.
    É caso para se dizer que o Partido Socialista é especialista tratar da saúde aos portugueses… trata-os de modo definitivo !

  3. *** Primeiro foram as mais de 100 mortes nos incêndios por incompetência da geringonça. Agora são as mortes de doentes com cancro novamente por desleixo governamental.
    É caso para se dizer que o Partido Socialista é especialista tratar da saúde aos portugueses… trata-os de modo definitivo !

  4. CONTINUEM A VOTAR NOS QUE LÁ ESTÃO PARA FAZER AS CATIVAÇÕES DURAR E DEPOIS NÃO SE QUEIXEM QUE ISTO PARECE A VENEZUELA MAS COM VESTIDO DE NOITE.

  5. Código Penal
    LIVRO II – Parte especial
    TÍTULO I – Dos crimes contra as pessoas
    CAPÍTULO VIII – Dos crimes contra outros bens jurídicos pessoais
    Artigo 200.º – Omissão de auxílio
    1 – Quem, em caso de grave necessidade, nomeadamente provocada por desastre, acidente, calamidade pública ou situação de perigo comum, que ponha em perigo a vida, a integridade física ou a liberdade de outra pessoa, deixar de lhe prestar o auxílio necessário ao afastamento do perigo, seja por acção pessoal, seja promovendo o socorro, é punido com pena de prisão até um ano ou com pena de multa até 120 dias.
    2 – Se a situação referida no número anterior tiver sido criada por aquele que omite o auxílio devido, o omitente é punido com pena de prisão até dois anos ou com pena de multa até 240 dias.
    3 – A omissão de auxílio não é punível quando se verificar grave risco para a vida ou integridade física do omitente ou quando, por outro motivo relevante, o auxílio lhe não for exigível.

  6. É o novo método preconizado pelo atual desgoverno para acabar com as listas de espera.
    E no desemprego fazem exatamente o mesmo. Limpam as inscrições dos desempregados sem nenhuma razão apenas para os números serem mais interessantes.

RESPONDER

Cientista revela por que os mosquitos só picam a algumas pessoas

O cientista Joop van Loon revelou o motivo pelo qual os mosquitos costumam picar mais algumas pessoas do que outras. De acordo com o especialista, são os compostos químicos presentes na pele dos humanos que …

ESA prepara-se para intercetar pela primeira vez um cometa puro

A Agência Espacial Europeia (ESA) desenvolveu um projeto que visa intercetar um cometa puro - um corpo celeste que nunca passou pelo Sistema Solar -, quando este se aproximar da órbita da Terra em meados …

Astrónomos encontraram uma nova (e surpreendente) cratera em Marte

Marte não se "magoa" facilmente mas, quando acontece, o resultado pode ser quase comparado a uma obra de arte. Uma cratera, descoberta em abril pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), é a prova disso. Notável não só …

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …