Atraso de deputados do PS chumba relatório final do inquérito à CGD

Tiago Petinga / Lusa

O deputado do Partido Socialista (PS), João Galamba.

A parte mais relevante do relatório final da comissão de inquérito aos créditos da Caixa Geral de Depósitos (CGD) foi chumbada no Parlamento, devido à ausência de dois deputados do PS que chegaram atrasados aos trabalhos.

No momento em que a globalidade do texto do relator Carlos Pereira (PS) ia ser votado, encontravam-se na sala cinco deputados do PS (de um total de sete efectivos), um do Bloco de Esquerda (BE) e um do PCP, que viabilizariam o relatório, mas os seis deputados do PSD e o elemento do CDS-PP presentes empataram a votação – e no caso de empate, o regulamento determinou que o texto fosse chumbado.

Os deputados do PS ausentes foram João Galamba e Susana Amador que chegaram, mais tarde, após “a confusão levantada e os muitos telefonemas feitos”, só a tempo da segunda parte da votação, conforme relata o Observador.

A TSF fala também de uma “reunião atribulada”, realçando que os “trabalhos chegaram a ser interrompidos durante largos minutos, com muita agitação nos corredores parlamentares”.

O Observador conta que ainda se esgrimiram argumentos, com o PS a alegar que a votação era feita “por grupo parlamentar” e com os deputados de PSD e CDS a acenarem com o artigo 20º do Regime Jurídico dos Inquéritos Parlamentares, apontando que “conta o voto de cada membro da comissão presente no momento da votação”.

No final de contas, venceu a posição dos partidos de direita e a primeira parte do relatório final foi chumbada. De notar que PSD e CDS tinham criticado fortemente algumas das conclusões aí inscritas.

O atraso de Susana Amador terá sido motivado por estar retida na comissão do Ensino Superior, enquanto João Galamba “estava fora do Parlamento” por “motivos pessoais”, conforme apurou o Observador.

PSD diz que com o chumbo “fez-se justiça”

Com o chumbo ao corpo global do relatório final da comissão de inquérito, passaram apenas algumas recomendações do texto do relator Carlos Pereira.

“Não podíamos pactuar com aquilo que já anunciámos como sendo um dos maiores branqueamentos que o Parlamento já fez“, disse o deputado coordenador do PSD, Hugo Soares, considerando que “ao chumbar-se o relatório final fez-se justiça de mostrar ao país que não houve uma comissão parlamentar de inquérito séria”.

Os grupos parlamentares “assumem as responsabilidades pelas presenças e ausências na sala”, disse depois o comunista Miguel Tiago, que não deixou de criticar o PSD por votar contra recomendações para que a CGD fosse 100% detida pelo Estado.

O presidente da comissão de inquérito, Emídio Guerreiro, sublinhou no final dos trabalhos ser “cada vez mais premente” ser revisto o enquadramento das comissões parlamentares de inquérito para que estas no futuro consigam ir “mais longe” e superar “obstáculos”.

A comissão de inquérito debruçou-se sobre a gestão do banco público desde o ano 2000, culminando no processo de recapitalização de cerca de 5.000 milhões de euros aprovado entre o Governo português e a Comissão Europeia, depois de a CGD ter apresentado um prejuízo histórico de 1.859 milhões de euros em 2016.

Ao mesmo tempo, decorre no parlamento uma segunda comissão de inquérito sobre o banco público, esta focada na gestão de António Domingues e na actuação do Governo na nomeação e saída do gestor.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Que esse Galamba era um atrasado do piorio já eu tinha topado há muito ….

    Agora que fosse tão irresponsável para desertar numa votação tão importante para o PS porque iria tentar branquear a culpa dos seus Boys (Varas e outras bostas associadas) é que eu não esperava …. deve ter ido mudar o óleo ao brinco …

  2. Pois é : são a porcaria dos políticos que temos e a responsabilidade que demonstram no exercício das suas funções, infelizmente é esta gente que nos governa e que têm o ordenadinho, (Ordenadão) sempre a tempo e horas e todas as mordomias.
    Não há ninguém que acabe com esta seita de incompetentes, é tudo farinha do mesmo saco e não há volta a dar, deram-lhes o poder para tudo, agora temos de aguentar

  3. Eh, eh, eh. Quem não viu que vá ver as imagens, dá vontade de rir.
    Essa escumalha da geringonça queria mesmo aprovar o texto, mesmo contra a lei, e não foi à primeira que deram o braço a torcer à força da razão, era vê-los a tentar justificar o injustificável. Cambada de parasitas e incompetentes agarrados à mama do poder.

  4. Isto só pode mesmo ser para rir. Isto é total irresponsabilidade. E anda o país entregue a pessoas destas. Se chego atrasada ao emprego , sou repreendida. Se repito vou para o olho da rua. E estes senhores?

RESPONDER

Portugueses criam nanomateriais feitos de algas para despoluir água

De algas abundantes no litoral de Portugal, investigadores da Universidade de Aveiro extraíram biopolímeros capazes de remover alguns poluentes da água, como antibióticos ou herbicidas. Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) demonstrou que …

O novo Oumuamua pode ter sido captado numa fotografia a cores

Os astrónomos do Observatório Gemini no Hawai tiraram a primeira fotografia do GB00234, agora rebatizado para C/2019 Q4 Borisov, um objeto que pode ser o segundo corpo celeste interestelar a entrar no Sistema Solar. A imagem …

Volkswagen revela o novo ID.3, "o carro elétrico do povo"

https://vimeo.com/360579859 No Salão Automóvel da Frankfurt, a Volkswagen revelou o novo ID.3, o seu primeiro carro elétrico. Com um preço "abaixo dos 30 mil euros", é tido como acessível para as massas. A revolução dos automóveis elétricos …

Benfica 1-2 Leipzig | Águias sem asas para o Leipzig

O Benfica arrancou a sua participação na fase de grupos da Liga dos Campeões 2019/20 da pior forma, com uma derrota caseira por 2-1. A formação “encarnada” recebeu o Leipzig e nunca conseguiu dominar o futebol …

A faca, o casaco, a secretária e outros objetos de Anthony Bourdain vão a leilão

Uma faca feita a partir de um meteorito, um casaco personalizado da marinha norte-americana e uma prensa para ossos de pato são três dos 215 objetos de Anthony Bourdain que vão ser colocados à venda …

Já vai poder dormir no castelo de "Downton Abbey" (mas com algumas condições)

O castelo de Highclere, que os fãs da série Downton Abbey conhecem como a casa da família ficional Crawley, está a receber hóspedes. O conde de Carnarvon resolveu abrir as portas a apenas dois convidados, a …

Tinder produz a sua primeira série de televisão (e é “apocalíptica”)

A aplicação de encontros Tinder já terminou as filmagens da sua primeira série de televisão no âmbito da intenção do seu proprietário, o Match Group, de aprofundar a criação de conteúdos originais. Fazer novos programas faz …

Sondagens à boca das urnas mostram empate técnico entre Netanyahu e Gantz

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu e Benny Gantz, antigo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas que lidera a coligação centrista, estão numa situação de empate técnico nas primeiras sondagens à boca das urnas. Esta terça-feira, …

Dois youtubers detidos a tentar invadir a Área 51

Quatro dias antes do evento mundial, dois youtubers adiantaram-se e foram detidos na última terça-feira por tentarem invadir a Área 51, uma base militar secreta dos Estados Unidos. Ties Granzier e Govert Sweep, dois holandeses de …

Onda de bebés nascidos com mãos deformadas abre investigação na Alemanha

As autoridades de saúde lançaram uma investigação depois de três bebés nasceram com deformações raras das mãos nos últimos quatro meses num hospital alemão. "Entre junho de 2019 e o início de setembro de 2019, um …