/

“Libertar a imprensa.” Ativistas despejam sete toneladas de excrementos à entrada do edifício do Daily Mail

1

Extinction Rebellion UK / Twitter

Ativistas despejam sete toneladas de excrementos junto ao edifício do Daily Mail em Londres

Ativistas do grupo Extinction Rebellion foram detidos este domingo, em Londres, depois de despejarem sete toneladas de excrementos de cavalo junto à sede do The Daily Mail.

A polícia britânica afirmou, este domingo, ter prendido cinco pessoas na sequência do despejo de estrume frente à sede do jornal londrino The Daily Mail, numa ação reivindicada pelo grupo ambientalista Extinction Rebellion.

“Por volta das 06h40, um grupo de manifestantes atirou estrume de um camião para a frente de um edifício”, em Kensington, disse a polícia. “Subiram a um andaime no exterior do edifício e colocaram bandeirolas.”

Um pouco mais tarde, a polícia prendeu uma sexta pessoa, um homem de 54 anos de idade, que tentou despejar estrume na frente de outro edifício no centro da capital britânica.

https://twitter.com/XRebellionUK/status/1409123485323042817

Numa declaração, o Extinction Rebellion disse ter deitado fora sete toneladas de excrementos de cavalo à entrada do grupo proprietário do The Daily Mail, como parte de um dia de protesto para “libertar a imprensa“.

O grupo deplora o facto de a imprensa ser maioritariamente controlada por “quatro bilionários” no Reino Unido e acusa-a de não relatar devidamente a crise climática.

Também foi realizado um protesto no centro de Londres durante a tarde. Segundo o Público, estiveram presentes na manifestação outras organizações como Black Lives Matter e a Coligação para a Reforma dos Meios de Comunicação.

Os jornais politizam a crise climática e ecológica e levam a que os leitores a vejam como um objetivo da esquerda, o que desanima a consciencialização e evita o debate em todo o espectro político”, disseram os organizadores, citados pelo diário.

Em setembro de 2020, os ativistas da Extinction Rebellion bloquearam as instalações de impressão, perturbando a distribuição de jornais.

  ZAP // Lusa

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.