Afinal, a atividade geológica não é aleatória. É impulsionada por ciclos

Ao longos dos tempos, os especialistas têm proposto a existência de ciclos de grandes acontecimentos, tendo em conta a atividade vulcânica e extinções em massa na terra e no mar. Agora, uma análise de grandes eventos geológicos encontrou aglomerados recorrentes com 27,5 milhões de anos de diferença.

Quando se começou a tentar perceber a frequência destes ciclos, o trabalho inicial sobre as correlações no registo geológico foi prejudicado pelos limites na datação por idade dos eventos geológicos, o que impediu os cientistas de conduzirem exames quantitativos.

Entretanto, os investigadores fizeram melhorias significativas nas técnicas de datação radioisotópica e analisaram mudanças na atividade da escala de tempo geológica, levando à descoberta de novos dados sobre o tempo de eventos passados.

Durante uma pesquisa, que deu origem a um novo estudo, publicado na revista Science Direct, uma equipa compilou registos atualizados dos principais eventos geológicos dos últimos 260 milhões de anos e conduziu novas análises.

Assim, os cientistas analisaram as datas de 89 eventos geológicos importantes dos 260 milhões de anos anteriores.

A análise desses eventos incluiu extinções marinhas e terrestres, grandes derrames vulcânicos de lava, momentos em que os oceanos foram esgotados de oxigénio, flutuações do nível do mar e mudanças ou reorganização nas placas tectónicas da Terra.

Os especialistas perceberam que os grandes eventos geológicos mundiais geralmente são agrupados em dez pontos de tempo diversos ao longo de 260 milhões de anos, reunidos em picos ou pulsos de, normalmente, 27,5 milhões de anos de intervalo.

O mais recente agrupamento de eventos geológicos foi há cerca de 7 milhões de anos. Isto significa que o próximo pulso de atividade geológica significativa será daqui a mais de 20 milhões de anos.

Esses pulsos podem ser uma função de ciclos de atividade no interior da Terra – processos geofísicos relacionados com a atividade tectónica de placas e dinâmica climática.

No entanto, ciclos semelhantes na órbita da Terra podem também estar a acompanhar esses eventos, escreve o Tech Explorist.

Michael Rampino, geólogo e professor do Departamento de Biologia da Universidade de Nova Iorque, frisou que, “quaisquer que sejam as origens desses episódios cíclicos, as descobertas apoiam o caso de um registo geológico amplamente periódico, coordenado e intermitentemente catastrófico, que é um desvio das opiniões de muitos geólogos”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ciclos? Sim…presentes também no clima (não existe aquecimento global, buraco de ozono, alterações climáticas, o nome que lhe quiserem dar), presentes na vida, etc.

RESPONDER

Estado demora dois anos a pagar aos fornecedores

Atrasos nos pagamentos têm vindo a diminuir, com muitos organismos a conseguir cumprir os 60 dias previstos pela lei. À semelhança do que acontece com os prazos, também os valores em dívida apresentam uma tendência …

Ministra da Saúde abre a porta à presença de público na Supertaça

A Supertaça, entre Sporting e Sporting de Braga e agendada para sábado, pode vir a ter adeptos nas bancadas, admitiu a ministra da Saúde, esta terça-feira, descrevendo o jogo como um possível "evento-teste". "Em relação ao …

Escolas avançam para a "desmaterialização dos manuais"

"As escolas estão já a avançar para a desmaterialização dos manuais e materiais clássicos da aprendizagem", indicou esta segunda-feira o vice-presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), David Sousa, a …

Marcelo sai do Infarmed "irritantemente otimista". "Onde avança a vacina, o vírus recua"

O Presidente da República elogiou, esta terça-feira, o processo de vacinação, considerando que "é excecional" o ritmo a que tem avançado, e declarou-se "irritantemente otimista", expressão que antes atribuía ao primeiro-ministro. "Eu agora também estou, como …

EUA. Casos de covid-19 podem ter sido subestimados em 60%

O número de casos de covid-19 nos Estados Unidos (EUA) pode ter sido subestimado em até 60%, com as infeções relatadas a representarem "apenas uma fração do número total estimado". Esta é a conclusão de um …

Portugal com mais seis mortes e 2316 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta terça-feira, mais seis mortes e 2316 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 2316 novos …

Um quarto dos processos às companhias aéreas por falta de testes à covid já resultou em multas pagas

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) instaurou, entre 2020 e a semana passada, 539 processos a 40 companhias aéreas por transportarem passageiros para o território nacional sem o respetivo teste negativo à covid-19. Cerca …

Colômbia pede que a Venezuela seja declarada como país promotor do terrorismo

A Colômbia pediu esta segunda-feira aos EUA que declarem a Venezuela como país promotor do terrorismo por alegadamente "proteger" guerrilheiros colombianos do Exército de Libertação Nacional (ELN) e do Grupo Armado Residual (Gaor 33, composto …

Treze meses depois, Coreias voltam a falar ao telefone

As comunicações telefónicas estavam cortadas entre as duas Coreias desde junho de 2020, mas os dois países retomaram os contactos esta terça-feira. As duas Coreias retomaram esta terça-feira a comunicação telefónica 13 meses depois de ter …

Benfica: Kaio Jorge não quer jogar em Portugal (e alínea pode impedir saída)

Santos aceitou proposta vinda da Luz mas o jovem avançado prefere o campeonato italiano. E ainda há uma alínea no contrato que vai ser analisada. O Benfica apresentou uma proposta pela contratação de Kaio Jorge, com …