Astrónomos encontram planeta “infernal” capaz de vaporizar ferro

Hubble / ESA

O WASP-121b está tão perto da sua estrela que a atração da maré estica o exoplaneta em forma de ovo

Um grupo de cientistas estudou, pela primeira vez, as características da estratosfera de um exoplaneta e descobriu que as suas temperaturas são tão altas que podem vaporizar ferro e outros metais, segundo um artigo publicado pela revista Nature.

Muito foi descoberto sobre os chamados “Júpiteres quentes” — os planetas extrassolares maiores e mais fáceis de observar. A sua atmosfera escaldante é parecida com as de Saturno e de Júpiter, sendo constituída por hidrogénio, hélio e hidrocarbonetos.

Além disso, os astrónomos descobriram nos céus destes planetas nuvens exóticas de chumbo, de vidro e chuvas de pedras preciosas.

De acordo com os autores do estudo, os cientistas suspeitavam há muito que tais Júpiteres quentes, além das altas temperaturas da sua atmosfera, possuíssem uma estratosfera ainda mais quente. O problema é que os especialistas não sabiam que substâncias ou moléculas podem servir de análogo do ozono, que é responsável pelo aquecimento da estratosfera da Terra.

Tom Evans da Universidade de Exeter, no Reino Unido, e os seus colegas estavam a tentar descobrir tais moléculas ao analisar os exoplanetas mais quentes com ajuda dos dados do telescópio Hubble. Nomeadamente, a atenção dos cientistas foi atraída para o Júpiter quente WASP-121b, que revela sinais de substâncias capazes de aquecer água a temperaturas elevadíssimas.

Os astrónomos criaram um modelo virtual do planeta e depois passaram a adicionar várias substâncias na atmosfera para ver que mudanças causariam. Graças a esta experiência, os cientistas descobriram que a camada mais alta do WASP-121b é semelhante à estratosfera da Terra, sendo o papel do ozono desempenhado por duas substâncias — o dióxido de titânio e o pentóxido de vanádio.

Devido a estas substâncias, a camada mais alta da estratosfera do planeta é 1500 vezes mais quente do que a camada baixa, atingindo temperaturas de 2700°C. Isto significa que, nesta parte da atmosfera do WASP-121b, o ferro começaria a derreter-se, podendo até “ferver” e evaporar.

Segundo os astrónomos, as próximas observações deste planeta vão ajudar a entender as suas peculiaridades e como se formam tais mundos “infernais”.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …

Esqueletos revelam que fosso entre ricos e pobres começou a abrir-se há 6.600 anos

A análise a ossos encontrados numa sepultura na Polónia mostram que o fosse entre ricos e pobres na Europa começou a abrir-se muito antes daquilo que se pensava. O desaparecimento da classe média é um problema …

Super-Terras quentes podem ter atmosferas metálicas brilhantes

Os cientistas querem perceber porque é que as super-Terras quentes possuem um brilho tão chamativo - e já há uma hipótese em cima da mesa. Os exoplanetas, chamados de super-Terras quentes, podem ser particularmente brilhantes e …

As larvas de peixe-sol são adoráveis (mas crescem e tornam-se gigantescos "nadadores")

Uma equipa de cientistas australianos e neozelandeses descobriram as fases iniciais da larva gigante de peixe-sol. Pela primeira vez, o sequenciamento de ADN identificou as larvas do peixe-sol (Mola alexandrini). O peixe-sol, conhecido cientificamente como Mola …

Telescópio Webb vai estudar Júpiter, os seus anéis e duas intrigantes luas

Júpiter, que tem o nome do rei dos antigos deuses romanos, comanda a sua própria miniversão do nosso Sistema Solar de satélites circundantes; os seus movimentos convenceram Galileu Galileu de que a Terra não era …

Turista danifica escultura do século XIX enquanto posa para fotografia (e é apanhado pelas câmaras de vigilância)

A polícia italiana identificou um austríaco de 50 anos que danificou uma estátua do século XIX num museu em Itália, enquanto posava para uma fotografia. O incidente ocorreu no passado dia 31 de junho, segundo …

Covid-19: Brasil supera as 100.000 mortes

O Brasil ultrapassou hoje a barreira das 100.000 mortes associadas à covid-19, quase cinco meses depois da confirmação do primeiro óbito no país, indicam dados oficiais divulgados pelas secretarias regionais de Saúde. Segundo os mais recentes …

As vacas leiteiras têm relações complexas (que se alteram quando mudam de grupo)

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Chile e dos Estados Unidos concluiu que as vacas leiteiras vivem em redes sociais complexas que se alteram quando estes animais são movidos para outros grupos.  Para …

Virgin Galactic quer desenvolver avião comercial supersónico (que promete superar a velocidade do som)

A Virgin Galactic vai aliar-se à Rolls-Royce para criar um avião comercial supersónico, ainda mais rápido do que o mítico Concorde. A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou uma parceria com a Rolls-Royce para desenvolver …